Quinta-feira, 21 de Fevereiro de 2013

HÁ DUAS ESPÉCIES DE ANIMAIS: OS ANIMAIS PROPRIAMENTE DITOS, E OS ANIMAIS HUMANOS PREDADORES

 

Como hoje estou com pachorra, vou responder ao comentário deste Luís, porque tenho sempre a esperança de que alguma coisa ENTRE nas cabeças DURAS dos aficionados… 

 

 

 

Eu pertenço a esta espécie de animais

 

 

Luís, deixou um comentário ao post O EX-FORCADO NUNO CARVALHO-MATA DEIXOU-SE VENDER POR CEM MIL EUROS às 13:54, 2013-02-21.

 

Comentário:

 

«Devo dizer que fico incomodado, realmente incomodado quando alguém se diz tão defensor dos animais e no final despreza os próprios animais humanos

 

RespostaVamos lá a ver Luís: eu sou defensora dos DIREITOS dos Animais Humanos e dos Animais ditos não Humanos; mas ABOMINO o animal humano predador, ao qual os tauricidas, torcionários, forcados, ganadeiros, aficionados e afins pertencem. Não me sinto obrigada a defender quem NÃO RESPEITA os DIREITOS DOS ANIMAIS HUMANOS E NÃO HUMANOS.

 

«Ao fim e ao cabo são estes que são da mesma espécie que a Srª, não se esqueça disso. Estes a quem a Srª ofende, chamando-lhes "cobardes", "tauricidas", isto e aquilo, numa chuva de impropérios sem fim

 

Resposta: está muito ENGANADO. Atirava-me da Ponte Vasco da Gama e afogava-me, se pertencesse à mesma “espécie” dos covardes, dos tauricidas, dos torcionários, dos forcados e de todos os que têm forma humana e são os piores PREDADORES do Planeta, não tendo respeito algum pela vida. E o que lhes chamo não são impropérios. É o que eles são na realidade.

 

«Não é isso também ofensa a animais, mas neste caso humanos

 

Resposta: Para se ser HUMANO, não basta ter a forma humana. Tem de se ter ESSÊNCIA humana, que é algo que vocês desconhecem. Logo, não ofendo os animais humanos, nem os não humanos. Mas não tenho a mínima consideração pelos animais humanos predadores. Se querem respeito, CONQUISTEM esse respeito. Deixem de ser PREDADORES.

 

«É a vida de um animal mais valiosa do que a de outro animal, mas neste caso, humano (tal como os apoiantes da "causa" teimam em chamar-lhe)?»

 

Resposta: Porque não sou hipócrita, digo-lhe que respeito mais um animal dito não humano, do que um animal humano PREDADOR. Que respeito merecem aqueles que TORTURAM UM SER VIVO por PRAZER? Muito mais valiosa é a vida de um ser inofensivo e inocente do que a de um torturador e matador. Isso não tenha a menor dúvida. Poderia ajudar um humano predador, se ele estivesse em perigo, mas apenas por uma imposição da minha humanidade. Nada mais do que isso.

 

«Desconfio que agora me vá chamar inculto, me vá mandar estudar, ler e informar-me. Acredito e assim o farei

 

Resposta: Pois desconfia mal. O que disse até aqui, tem a ver com uma visão errada do ser humano. O “homem” comum sempre esteve errado acerca da humanidade. Dizem-se os “donos do mundo” e não passam de uns seres insignificantes, diante das FORÇAS DA NATUREZA.

 

«Como a aconselho a si a fazer o mesmo acerca da Tauromaquia. Procure ter a certeza daquilo que diz, não entre em demagogias bacocas e fáceis como por exemplo: "[os toiros] também ficariam paraplégicos (com a tortura que sofrem na arena), se não os matassem.". Não raros são os casos em que aos toiros é poupada a vida e que recuperam normalmente, não ficam paraplégicos como a Srª afirma».

 

Resposta: Não tente tapar o sol com a peneira. Sei muito bem, porque sei ler e VEJO os vídeos, do estado horroroso em que ficam os Touros antes e depois de “lidados”. E se não ficam paraplégicos (sim, paraplégicos, tal como outros mamíferos ficam) é porque são ABATIDOS SEM DÓ NEM PIEDADE, pelos tais humanos predadores.

 

 


Veja um Porquinho paraplégico, numa cadeirinha-de-rodas. Se não matassem os Touros, quantos ficariam assim?


 

«Comparações de aficionados com Hitler, argumentando que Hitler tinha a vantagem de ser vegetariano, que gostava de animais e não os matava? Está, por acaso, esquecida dos mais de 6 milhões de animais humanos (também conhecidos por pessoas) que o citado matou? Mas então estamos perante uma incompatibilidade lógica no seu raciocínio

 

Resposta: o que disse aqui, fora do contexto daquilo que escrevi, parece o que é, MAS NÃO É. Isto foi escrito dentro de um determinado contexto. Se não perceberam, o problema é VOSSO. É o que faz a iliteracia. Mas quer saber? Uma vez que falou nisso, os tauricidas são os hitlers dos Touros e dos Cavalos. Acham que estes animais magníficos não são animais, tal como Hitler achava que os judeus não eram seres humanos, por isso os tratava como LIXO. É o que vocês fazem aos Touros e Cavalos: tratam-nos como lixo. Qual a diferença entre o nazista e o tauricida? NENHUMA.

 

«Defende animais, mas não se importa com os animais da sua espécie? Cumprimentos LS»

 

Resposta: defendo os animais da MINHA ESPÉCIE. Não me importo nada com os animais da espécie humana predadora, que NÃO SÃO, DE TODO, DA MINHA ESPÉCIE.

 

Como este:

 

 

Será esta uma expressão “humana”?... 

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 15:40

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Comentários:
De Arsénio Pires a 21 de Fevereiro de 2013 às 19:52
Isabel, EXCELENTE resposta.
Faço minhas as suas palavras!
Este tauricida representa bem todos os outros tauricidas e aficionados com a falta de argumentos que manifesta para defender o indefensável!
Mas como pode ainda existir tanta falta de sentimentos pela dor dos outros?!
Esta psicopatia não acabará?
Claro que sim! É já durante este ano.
O moribundo vai definitivamente esticar o pernil!
De Isabel A. Ferreira a 21 de Fevereiro de 2013 às 20:38
Obrigada, Arsénio.
Isto na verdade tem de acabar que já passa dos limites do razoável.

Os aficionados são poucos, estão isolados e só contribuem para o fim desta miséria moral, que é a nódoa mais negra de Portugal.

O morimundo, já está com metade do corpo morto.
Falta pouco.
De Luís a 21 de Fevereiro de 2013 às 23:32
Pode defender os ideais que entender, desde que aquilo que diz não contrarie a verdade.

Mostrou um porco de cadeira de rodas, ou coisa parecida, tenho a dizer que me parece fantástico. No entanto mostre-me uma, e apenas uma situação de um toiro numa situação semelhante. Que esse toiro seja da Raça Brava de Lide. Gostava Muito, para poder confirmar a veracidade das suas afirmações.

Muito Obrigado

LS
De Isabel A. Ferreira a 22 de Fevereiro de 2013 às 09:12
É PRECISO TER MUITA PACHORRA CONVOSCO.

NÃO SABEM LER, E DEPOIS DÁ NISTO.
LEU BEM O QUE EU DISSE ACERCA DE UM TOURO PODER FICAR PALAPLÉGICO SE...
ENTENDEU BEM O QUE VEM À FRENTE DO SE...?

POIS NÃO ENTENDEU NADA, E EU HOJE NÃO ESTOU COM PACHORRA PARA FAZER DESENHORS E VOLTAR AO INÍCIO COM AS MINHAS EXPLICAÇÕES.

É PURA PERDA DE TEMPO. RAZÃO TINHA O OUTRO EM DIZER-ME QUE É O MESMO QUE FALAR PARA PAREDES.

E FIQUE SABENDO QUE O QUE DEFENDO NÃO SÃO OS MEUS IDEAIS APENAS, É A LEI NATURAL DA VIDA.

MAS VOCÊS LÁ PERCEBEM ALGUMA COISA DISSO?...

Comentar post

Mais sobre mim

Pesquisar neste blog

 

Junho 2021

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
16
17
19
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

Posts recentes

«Músico dos Átoa foi forc...

Toureiro de Córdoba arre...

Não só a tauromaquia tem ...

Deputada Cristina Rodrigu...

Neste “10 de Junho” Marce...

Hoje celebrarei, a três t...

O mundo rural * português...

«A propósito da tauromaqu...

Touradas na RTP (segundo ...

A HIPOCRISIA do mundo, ne...

Arquivos

Junho 2021

Maio 2021

Abril 2021

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Direitos

© Todos os direitos reservados Os textos publicados neste blogue têm © A autora agradece a todos os que os divulgarem que indiquem, por favor, a fonte e os links dos mesmos. Obrigada.
RSS

Acordo Ortográfico

Em defesa da Língua Portuguesa, a autora deste Blogue não adopta o Acordo Ortográfico de 1990, devido a este ser inconstitucional, linguisticamente inconsistente, estruturalmente incongruente, para além de, comprovadamente, ser causa de uma crescente e perniciosa iliteracia em publicações oficiais e privadas, nas escolas, nos órgãos de comunicação social, na população em geral, e por estar a criar uma geração de analfabetos escolarizados e funcionais.

Comentários

Este Blogue aceita comentários de todas as pessoas, e os comentários serão publicados desde que seja claro que a pessoa que comentou interpretou correctamente o conteúdo da publicação. Serão eliminados os comentários que contenham linguagem ordinária e insultos, ou de conteúdo racista e xenófobo. Em resumo: comente com educação, atendendo ao conteúdo da publicação, para que o seu comentário seja mantido.

Contacto

isabelferreira@net.sapo.pt