Segunda-feira, 18 de Fevereiro de 2013

O ex-forcado Nuno Carvalho-Mata deixou-se vender por cem mil Euros

 

Um apelo ao ex-forcado Nuno Carvalho, em nome da Humanidade

Consultar aqui:

http://arcodealmedina.blogs.sapo.pt/225621.html

 

Farias tudo de novo, não é Nuno? Não te arrependeste de nada...? Então é porque valeu a pena teres ficado confinado a uma cadeira-de-rodas...  

 

 

 

 O Nuno ficou tetraplégico, muito pior do que imaginávamos.

 

 

O Nuno ficou TETRAPLÉGICO, de livre e espontânea vontade, quando TORTURAVA um Touro MORIBUNDO, no campo pequeno, um lugar sangrento, envolto em odores medievais, no meio de LISBOA, uma capital europeia, que envergonha o mundo civilizado, ao ser cúmplice de uma Lei que promove a CRUELDADE.

 

O Touro, com toda a legitimidade que lhe assiste, e reunindo todas as suas derradeiras forças, tentou defender-se daquele “abraço” COBARDE, e apanhou, em cheio, o seu carrasco.

 

O Nuno estava naquela arena por vontade própria, e o pior, depois de tudo o que lhe aconteceu, foi ele dizer:  «Tornava a fazer o mesmo». 

 

Isto é que é ser inteligente! É a inteligência podre dos tauricidas.

 

Como se isto não bastasse, os seus cúmplices, com uma verdadeira devoção manhosa, decidiram torturar mais Touros e Cavalos, para HOMENAGEAREM e angariarem dinheiro manchado de sangue, para o ex-forcado.

 

O Nuno Carvalho-Mata deixou-se vender barato. Não aprendeu nada.

 

O campo pequeno (o nome apropria-se bastante ao que lá se passa) encheu-se de aficionados, torcionários, sádicos, forcados, e toda a espécie de animais humanos-predadores, que o ovacionaram (à maneira do circo romano, quando aquela gente alienada e inculta se punha em pé, e gritava histericamente, diante de um gladiador estraçalhado), como se ele, o Nuno, tivesse salvado a humanidade, evitando que um louco premisse um botão e uma potente bomba atómica despedaçasse o Planeta Terra.

 

O que se passou no campo pequeno, numa LISBOA medieval, capital de Portugal, ontem, dia 17 de Fevereiro de 2013, diz bem da IGNORÂNCIA, da ESTUPIDEZ, da SELVAJARIA, da INCULTURA que o governo português promove.

 

Os coitados, que participaram neste festival sangrento, para homenagear alguém que tornaria a ficar tetraplégico, mil vezes, se fosse preciso, e por livre vontade, pois faria tudo outra vez... não tem culpa da pobreza mental demonstrada, e que a medievalesca RTP1 noticiou, como se o Nuno estivesse a receber o Prémio Nobel da Inteligência

 

A culpa, é de um governo que não tem a mínima noção do RIDÍCULO e é absolutamente SERVIL ao grupo de pressão tauromáquico que o ESCRAVIZA.

 

Este acontecimento macabro, ficará para a História, no «Livro Negro da Tauromaquia», que está a ser escrito, para perpetuar o tempo em que criaturas das trevas deambulavam por aí, em pleno século XXI depois de Cristo.

 

Assim, tal e qual.

 

***

 

E o que aconteceu ao António Costa, o tal director de um Blogue chamado “Sortes de Gaiola”, o qual incorreu em vários crimes tornados públicos, a propósito da manifestação anti-tourada?

 

Alguma autoridade o abordou para que pagasse pelo que fez?

 

Por muito menos já vi gente a ser “engaiolada”. Mas não este.

 

Querem que acreditemos nas autoridades portuguesas?

 

A lista de crimes a denunciar a instâncias superiores é longa.

 

A Ministra da Justiça anda sempre com o FIM DA IMPUNIDADE na boca, mas ao que parece, não passa de palavras mal ditas.

 

Vamos esperar para ver o que acontece.


A propósito do Nuno, leiam mais aqui:

 

http://pelostourosvivos.blogspot.pt/

 

Isabel A. Ferreira

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 18:36

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Comentários:
De Ana a 20 de Fevereiro de 2013 às 08:52
Ai valha-me Deus, só li barbaridades.... Gostava de saber o que é que a senhora tem a ver com a fonte de onde veio o € angariado para ajudar o Nuno... Só mais uma coisa, a senhora cheia de moral é Vegan não é?
De Isabel A. Ferreira a 20 de Fevereiro de 2013 às 09:05
VÁ ESTUDAR, ANA.
VÁ INSTRUIR-SE.
LEIA, LEIA MUITO, PARA SAIR DESSA IGNORÂNCIA QUE INCOMODA ATÉ AS PEDRAS.

E O QUE EU SOU OU DEIXO DE SER NÃO LHE INTERESSA.

VIVO O QUE ESCREVO. SE ASSIM NÃO FOSSE, NÃO ESCREVERIA.

De Ricardo a 20 de Fevereiro de 2013 às 10:51
Andas a fumar umas cenas estranhas não?
De Isabel A. Ferreira a 20 de Fevereiro de 2013 às 11:06
LIVRA!

Está aconfundir-e com os psicopatas da tauromaquia?

Esses é que devem FUMAR UMAS CENAS par ficarem tão ALIENADOS.
De Frederico Barreiros Mota a 20 de Fevereiro de 2013 às 14:22
A sra. arauto da Verdade Suprema, ungida pelo toque indelével da Sabedoria Universal, defensora paulatina da Humanidade, é tão demagoga quanto falaciosa. Os traços civilizacionais primeiro mundistas que a sra. tanto apregoa são, nem mais nem menos, que o reflexo da sua própria idiossincrasia e, por isso, a sua visão, fruto do seu desenvolvimento social e intelectual. Reitero o "seu" e o "sua". São tão pessoais quanto universais e, por isso, merecem o mesmo respeito que todas as outras opiniões, sempre que devidamente fundamentadas.
O "Nuno", que a sra. pelos vistos tão bem conhece, dado o tratamento de proximidade, tem por isso, o Direito e a Liberdade de exercer a sua vontade, do modo que melhor lhe aprouver, e tem também o Direito de não ser publicamente enxovalhado, por "seres superiores" que do alto dessa superioridade agem na bestialidade, dos tais "cro-magnons". A Liberdade de Abril, tão falada, tão proclamada, tão reivindicada, tem dois sentidos, que não são infinitos. Naturalmente que é mais fácil apercebermo-nos quando ultrapassam a nossa fronteira, ou zona de conforto, do que fazê-lo, quando ultrapassamos a dos que nos rodeiam, reiteradamente, na cegueira pela subjugação dos "mais fracos".
Por isso, peço-lhe só que tenha mais respeito. Se quiser não pelo "Nuno", mas pelo Ser Humano que ele é, e que estando no mesmo patamar que a sra., a sra. deve, pelo menos até conhecê-lo pessoalmente.

Cumprimentos,
Frederico Barreiros Mota
De Isabel A. Ferreira a 20 de Fevereiro de 2013 às 16:25
Ora aqui temos um comentário pretensioso do Frederico Barreiros Mota.

Vou dar-me ao trabalho de responder, porque ao responder faço EXERCÍCIO DE ESCRITA CRIATIVA.

Tenho de lhe tirar o chapéu. Esmerou-se bem. Foi ao dicionário e apanhou umas palavras difíceis, para aplicar no seu comentário, que espremido não diz quase nada.

Quanto ao "Nuno", (parece que o Nuno não será Nuno, pois já me apareceu várias vezes entre aspas, e não entendi porquê) «ter o Direito e a Liberdade de exercer a sua vontade, do modo que melhor lhe aprouver» ALTO LÁ! O Nuno pode exercer a vontade e a liberdade dele no que ele quiser: malhar na mãe, na filha, na namorada, no pai, nos amigos, nos inimigos, em você… à vontade.

Mas NÃO TEM O DIREITO nem a LIBERDADE DE TORTURAR TOUROS MORIBUNDOS, seres INDEFESOS e INOCENTES. Essa LIBERDADE ele NÃO TEM.

Se tem assim tanta VONTADE de torturar, que vá torturar gente que possa DEFENDER-SE. Não animais moribundos e indefesos. Isso é COVARDIA PURA.

Quanto ao ENXOVALHO quem o ENXOVALHOU foram os FALSOS AMIGOS. Não eu. E até ele próprio se enxovalhou, expondo-se, como se expôs, ao ridículo de se deixar homenagear com TORTURA.

Quanto à LIBERDADE DE ABRIL foi mal interpretada por gente como você.

LIBERDADE não significa TER O DIREITO DE TORTURAR SERES VIVOS.

A LIBERDADE é outra coisa, bem mais sublime, e que vocês deturpam, por pura IGNORÂNCIA.

Quanto ao que diz nesta frase: «Por isso, peço-lhe só que tenha mais respeito. Se quiser não pelo "Nuno", mas pelo Ser Humano que ele é…» (outra vez o “Nuno” entre aspas???) pelo que vejo são dois indivíduos diferentes: o “Nuno” e o “ser humano”, o que só me vem dar razão.

A este respeito devo dizer que o “Nuno” é um animal humano predador, porque escolheu ser FORCADO; e um forcado, quer gostem, quer não gostem, não passa de um grande covarde.

Para SERMOS HUMANOS, não basta dizermos que o somos. Temos de MOSTRAR que o somos. Porque ser humano não é matéria. É essência.

E o RESPEITO que queremos para nós, temos de CONQUISTÁ-LO. Só merece respeito quem se dá ao
respeito.

E ATENÇÃO! Nunca desrespeitei o “Nuno”.

Tentei (está num texto algures neste Blog) trazer o Nuno para o HUMANISMO, mas ele disse em público que VOLTARIA A FAZER TUDO OUTRA VEZ, isto é, voltaria a TORTURAR TOUROS MORIBUNDOS… porque é essa a VONTADE dele.

Acha que isto merece o meu aplauso?

Claro que não!

Fico do lado dos TOUROS E DOS CAVALOS. Estes nunca diriam uma desumanidade destas.
De Irina a 20 de Fevereiro de 2013 às 22:26
Daqui escreve uma "tauricida", ignorante, aficcionada fanática, inculta (e tudo mais que me queira chamar!) e por sinal também médica neurologista... Apesar de ser com enorme desagrado que comento este lamentável post, creio que a Exma. Sra. D. Isabel A. Ferreira, tem muito por hábito insultar as pessoas ao chama-las de ignorantes, mas neste caso a ignorante é a Sra. Falo daquilo que sei e infelizmente o Nuno ficou realmente paraplégico, sofreu uma lesão entre as vértebras C2 e C3. Da próxima vez que se lembrar de falar de difamar alguém como fez com o Nuno, lembre-se que o Google não é de todo a melhor fonte para ir buscar os seus "argumentos".
É nestas alturas que eu em vez de ser ignorante gostaria de ser analfabeta para não ter de ler estas coisas... Acho incrível como é que uma pessoa que se diz tão amiga dos animais irracionais, seja uma verdadeira BESTA em relação aos racionais.
Queira DEUS que a Sra. nunca tenha de passar por aquilo que o Nuno e a sua família estão a neste momento a passar, caso aconteça, cá estaremos para ajudar.
O MATA foi, é, e sempre será um GRANDE FORCADO!
Seja muito feliz!
Bem haja
Dra. Irina Rodrigues Alemão
De Isabel A. Ferreira a 21 de Fevereiro de 2013 às 09:35
Pois, DOUTORA Irina Rodrigues Alemão, é tanto médica neurologista, como eu sou o Papa.

Porque a ser neurologista seria a VERGONHA da classe.

Primeiro porque leu o meu post e não percebeu nada. Leia outra vez e veja lá o que eu digo de ser ou não ser paraplégico.

Segundo, porque nunca seria uma BOA neurologista, sendo uma aficionada sádica.

Terceiro não sabe distinguir INSULTOS e DIFAMAÇÃO de FACTOS REAIS. O que é lamentável numa neurologista que devia ter frequentado o ENSINO SUPERIOR (ou tirou o curso à Relvas?)

Eu não INSULTO ninguém. Limito-me a apresentar os factos tais como eles são. Não posso chamar deus ao diabo. E se chamo diabo ao diabo, não estou a insultá-lo, nem a difamá-lo, estou a dizer simplesmente o que ele é, coisa a que os aficionados não estavam habituados, por isso são tão ignorantes. Percebeu?

Pois também lamento que não seja analfabeta, pois os analfabetos são mais inteligentes e percebem melhor as coisas da VIDA do que os pretensos “instruídos”.

Também lhe digo que não é digno de uma “neurologista” ir ao Google procurar nomes de neurologistas, tirar-lhe um e apoderar-se dos restantes. Tenha vergonha. Ou assumia o nome todo, ou não assumia de todo, se na verdade fosse a neurologista Irina Rodrigues Alemão.

Pois sou AMIGA dos ANIMAIS NÃO HUMANOS, que não têm nada a ver com IRRACIONAIS. Os IRRACIONAIS são aqueles que vão para uma arena TORTURAR seres vivos para se DIVERTIREM SADICAMENTE e encherem os bolsos de mafiosos.

Que o MATA viva muitos anos. O que está a passar neste momento faz parte da ESCOLHA DELE. Não foi acidente. Ele ESCOLHEU o caminho ERRADO. Agora o ser um GRANDE FORCADO é outra história.

Os forcados são UNS GRANDES COVARDES.

E a “SENHORA DOUTORA NEUROLOGISTA” deve ter o seu “consultório” tão vazio, como a sua alma.
De vera a 20 de Fevereiro de 2013 às 22:30
devia ter vergonha em falar assim, eu fui apoiar o nuno e sempre que me for possivel assim o farei. Concerteza a sr.a ainda nunca matou uma mosca, ou as moscas nao sao seres vivos. Na minha terra diz-se que quem cospe po ar, acaba por lhe cair na cara, pense bem antes de falar, ate porque devia ter mais respeito, pelo nuno e por quem gosta da maior tradição portuguesa. A sr.a nao gosta? Não va.
De Isabel A. Ferreira a 21 de Fevereiro de 2013 às 12:16
Lá vem esta com a lengalenga dos aficionados. Mudem o disco. Este já está GASTO.

Não mato moscas, não. Abro as janelas para elas irem à vidinha delas, sabia?

E eu não “cuspo po ar” porque aprendi que quem “cospe po ar” é parvo. E eu parva não sou.

Devia ter mais respeito pelo “nuno”…

É?

Não respeitei o “nuno”? Engana-se.

E ELE RESPEITOU-SE A SI PRÓPRIO?

… E por quem gosta da maior tradição portuguesa?

MAIOR TRADIÇÃO PORTUGUESA??????

Você quer dizer MAIOR ESTUPIDEZ PORTUGUESA.

Essa não respeito, mas nem que me enforquem.

TORTURAR SERES VIVOS NÃO É DE GENTE CIVILIZADA.

Não gosto, não vou?

Não gosto de quê?

TORTURAR SERES VIVOS É LÁ COISA DE SE GOSTAR?

VÁ ESTUDAR. CIVILIZE-SE. EVOLUA.

O que vale hoje estou com pachorra…
De Irina a 21 de Fevereiro de 2013 às 11:19
Óptimo, ja podem lançar fumo branco, porque aparentemente já temos Papa... Se acha mesmo que eu me daria ao trabalho de procurar o nome de outra pessoa e abrir uma conta de e-mail pura e simplesmente para lhe responder à sua VERBORREIA, é ainda mais RIDÍCULA do que eu já a considerava. Acho incrível como, em toda a sua inteligência e superioridade é incapaz de ter um mínimo de flexibilidade mental e e humildade para aceitar que existam pessoas realmente mais QUALIFICADAS que a Sra. para falar de certos e determinados assuntos, não tem sequer a capacidade não de aceitar, mas sim de respeitar os outros. Não so falou de um assunto que aparentemente desconhece por completo, como realmente difamou o Nuno...
A Sra. é realmente de uma CRUELDADE indiscritível. Como aconselha tanta gente a instruir-se eu aconse-lho-a vivamente a rever os seus valores!
A minha única ignorância no que respeita a este assunto foi realmente o facto de lhe ter dado a mínima importância.
Passe bem!

Bem haja

DOUTORA Irina Isabel Rodrigues Alemão
De Isabel A. Ferreira a 21 de Fevereiro de 2013 às 12:01
Daqui fala o PAPA à DOUTORA Irina Isabel Rodrigues Alemão, neurologista AFICIONADA.

Pode crer, o seu DIPLOMA vale ZERO.

Senhora “neurologista”, não é preciso ser especialista de nada para deitar os seus argumentos por terra. Mas não o farei porque já estou farta de IGNORANTES.

Pois além de ser aficionada, você é sádica, por GOSTAR DE VER TORTURAR SERES VIVOS.

E CRUÉIS são aqueles que os TORTURAM.

Como não sou nada disso, pode cuspinhar o seu rancor à vontade, que não me atinge nem um milímetro.

Isso queriam vocês.

Pois a vossa IGNORÂNCIA está precisamente em vir ao meu BLOG, OLHAR e NÃO SABER INTERPRETAR O QUE ESTÁ ESCRITO. Isso chama-se ILITERACIA.

Vá estudar, SENHORA DOUTORA NEUROLOGISTA.

Se, de facto, frequentou uma UNIVERSIDADE … a sua atitude deixa muito a desejar: NÃO APRENDEU NADA.

COITADOS DOS SEUS "DOENTES".
De Luís a 21 de Fevereiro de 2013 às 13:54
Devo dizer que fico incomodado, realmente incomodado quando alguém se diz tão defensor dos animais e no final despreza os próprios animais humanos.

Ao fim e ao cabo são estes que são da mesma espécie que a Srª, não se esqueça disso. Estes a quem a Srª ofende, chamando-lhes "cobardes", "tauricidas", isto e aquilo, numa chuva de impropérios sem fim.

Não é isso também ofensa a animais, mas neste caso humanos?

É a vida de um animal mais valiosa do que a de outro animal, mas neste caso, humano (tal como os apoiantes da "causa" teimam em chamar-lhe)?

Desconfio que agora me vá chamar inculto, me vá mandar estudar, ler e informar-me. Acredito e assim o farei. Como a aconselho a si a fazer o mesmo acerca da Tauromaquia.

Procure ter a certeza daquilo que diz, não entre em demagogias bacocas e fáceis como por exemplo: "[os toiros] também ficariam paraplégicos (com a tortura que sofrem na arena), se não os matassem.". Não raros são os casos em que aos toiros é poupada a vida e que recuperam normalmente, não ficam paraplégicos como a Srª afirma.

Comparações de aficionados com Hitler, argumentando que Hitler tinha a vantagem de ser vegetariano, que gostava de animais e não os matava? Está, por acaso, esquecida dos mais de 6 milhões de animais humanos (também conhecidos por pessoas) que o citado matou?

Mas então estamos perante uma incompatibilidade lógica no seu raciocínio. Defende animais, mas não se importa com os animais da sua espécie?

Cumprimentos

LS
De Isabel A. Ferreira a 21 de Fevereiro de 2013 às 15:58
A resposta a este comentário está no seguinte link:

http://arcodealmedina.blogs.sapo.pt/234612.html
De Jose Clerigo a 24 de Fevereiro de 2013 às 16:52
Isabel Ferreira,
Que raio de bicho tu es para fazer este tipo de observações?
Es com certeza alguém muito mal amado para ficar feliz com a desgraça alheia.
Envergonhas-me como pessoa e como Portugues.
De Isabel A. Ferreira a 24 de Fevereiro de 2013 às 17:42
Jose Clerigo, que raio de bicho tu és para fazer este tipo de observações?

És com certeza alguém muito mal amado para ficar feliz com a TORTURA DE TOUROS, que os forcados covardes efectuam, estando já eles feridos de morte, moribundos, cheios de uma dor imensa, e têm de levar com uns tantos covardolas em cima.

ENVERGONHAS-ME como pessoa (que não é de certeza da minha espécie), e como Portuguesa, pois esse não é o carácter de um português que se preze.

Um português a sério ABOMINA a TORTURA DE SERES VIVOS PARA DIVERTIR SÁDICOS.

E ao que parece, o ex-forcado Nuno vai continuar a receber ajuda à custa de TORTURA

E eu é que estopu errada.
Prefiro ser BICHO, do que ser FORCADO COVARDE.
De ana pereira a 26 de Fevereiro de 2013 às 21:42
quando alguém publica um estado destes , não pode dever muito à inteligência, é de uma racionalidade comparada à dos animais. pode não gostar de touradas mas isso não lhe dá o direito de de se gloriar de uma fatalidade de um menino na flor da sua vida.
De Isabel A. Ferreira a 27 de Fevereiro de 2013 às 12:13
A resposta a este comentário está no seguinte link:

http://arcodealmedina.blogs.sapo.pt/237733.html
De Maria do Carmo Silva a 16 de Março de 2013 às 12:57
Realmente não ajuda nada a causa anti -tourada este tipo de posts em que nem de procura confirmar informações. O Nuno está TETRAplégico. Não meze os braços e pernas. Respira sozinho assim parece, tem mobilidade dos ombros.
Não sei qual a vértebra partida mas parece ter sido umas das cervicais , claramente. A colhida também mostra isso. Tem sorte de ainda estar vido ou não. Respeito pela desgraça alheia é um princípio que não abandonarei só porque o jovem cresceu no meio de tarados que nem sentem que o touro sofre e tornou-se num deles, infelizmente.
De Isabel A. Ferreira a 18 de Março de 2013 às 09:52
Se o Nuno está tetraplégico, ainda é pior do que o que se diz por aí, e do que eu pensava. Obrigada pela informação. É que circulam as duas versões. EU tinha esperança de que fosse apenas paraplégico.

Mas se a Maria do Carmo Silva diz que é TETRAPLÉGICO, passarei a usar este termo (muito mais triste, muito pior).

E o Nuno não aprendeu NADA.
Continua a contribuir para que outros possam ficar tetraplégicos ou mesmo morrer.

Eu não aplaudo o que aconteceu ao Nuno, como os sádicos fazem quando aplaudem o que acontece aos TOUROS, QUE SÃO TÃO ANIMAIS COMO EU OU COMO O NUNO, E SOFREM DE IGUAL MODO.

Eu apenas LAMENTO que um governo permita que jovens fiquem nesse estado, por interesses económicos obscuros.

Eu LAMENTO que o Nuno ficasse TETRAPLÉGICO, e que esse FACTO não tivesse EFEITO ALGUM na sua mente.

Eu LAMENTO que ele diga que se pudesse FARIA TUDO OUTRA VEZ.

Eu LAMENTO que o Nuno depois de ter ficado TETRAPLÉGICO diga alto que se pudesse candidatava-se novamente a FICAR TETRAPLÉGICO.

É esta mente distorcida que EU LAMENTO no Nuno. Entende Maria do Carmo Silva?

Não estou no rol dos sádicos para aplaudir o que de mal aconteceu ao Nuno, ainda que por livre e espontânea vontade dele.

Lamento o que acontece aos Touros, que vão para a arena FORÇADOS por energúmenos.
De Maria do Carmo Silva a 18 de Março de 2013 às 19:40
Estamos de acordo em tudo. A minha informação sobre o estado do Nuno vem de ter visto um documentário da TVI ,salvo erro,uma reportagem feita no Alcoitão onde estavam a fazer a recuperação para lhe proporcionar maior autonomia.
Tudo isto é muito triste, mas há muita vida à frente do Nuno. Daqui a uns anos , depois de verificar quem está ainda com ele, quando entrar no esquecimento dos media, talvez mude de opinião e se junte àqueles que não querem torturar animais. Tenho esperança, com a experiência que teve, vindo de meios pró tourada ou seja pró tortura, a opinião dele seria decisiva, ele poderia salvar vidas , as de toureiros e as dos touros e cavalos.
De Isabel A. Ferreira a 19 de Março de 2013 às 09:29
Exactamente, Maria do Carmo Silva.

É triste, muito triste, tudo o que aconteceu com o Nuno, e o que acontece com os desventurados animais, que sofrem tanto como nós.

É bem verdade que quem nasce nestes meios não conhece mais nada. Mas se tentamos mostrar-lhes outro caminho, se tentamos mostrar-lhes a verdade, não aceitam. E isso é muito lamentável.

Um dia, talvez, quando se vir só, o Nuno caia em si. Mas entretanto, para ganhar dinheiro, permite que seres magníficos sejam torturados, e outros jovens como ele, se candidatem a ficar tetraplégicos também.

Tudo isto me incomoda Maria do Carmo Silva.

Comentar post

Mais sobre mim

Pesquisar neste blog

 

Maio 2021

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
13
14
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Posts recentes

Quando a Língua e a Histó...

«Todos desejamos ser feli...

Muito oportuno e útil: o ...

Deputada Cristina Rodrigu...

O Poder do Dinheiro

Os muito terceiro-mundist...

Muita água correu debaixo...

Quando os ditadores se co...

Ecologistas espanhóis des...

Ao cuidado dos caçadores ...

Arquivos

Maio 2021

Abril 2021

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Direitos

© Todos os direitos reservados Os textos publicados neste blogue têm © A autora agradece a todos os que os divulgarem que indiquem, por favor, a fonte e os links dos mesmos. Obrigada.
RSS

Acordo Ortográfico

Em defesa da Língua Portuguesa, a autora deste Blogue não adopta o Acordo Ortográfico de 1990, devido a este ser inconstitucional, linguisticamente inconsistente, estruturalmente incongruente, para além de, comprovadamente, ser causa de uma crescente e perniciosa iliteracia em publicações oficiais e privadas, nas escolas, nos órgãos de comunicação social, na população em geral, e por estar a criar uma geração de analfabetos escolarizados e funcionais.

Comentários

Este Blogue aceita comentários de todas as pessoas, e os comentários serão publicados desde que seja claro que a pessoa que comentou interpretou correctamente o conteúdo da publicação. Serão eliminados os comentários que contenham linguagem ordinária e insultos, ou de conteúdo racista e xenófobo. Em resumo: comente com educação, atendendo ao conteúdo da publicação, para que o seu comentário seja mantido.

Contacto

isabelferreira@net.sapo.pt