Comentários:
De manuel figueiredo a 7 de Janeiro de 2013 às 18:32
Oa autarcas estão lá atrás...bem ao fundo!
Porque não tiro aos pratos? Mantem-se na mesma as capacidades dos atiradores e...desenvolve-se a olaria!
De Isabel A. Ferreira a 7 de Janeiro de 2013 às 19:20
Pois tiro aos pratos foi o que eu já sugeri, aliás o Dr. Manuel Vaz (Presidente da Câmara na altura da inauguração do campo de tiro de Rates, garantiu à comunicação social que aquilo era para tiro aos pratos.

E o que faz o actual prresidente, deixa os pratos intactos para colocar neles os pombos moribundos (alguns não morrem logo).
Isto é um absurdo.
E o meu amigo falou bem: incrementava-se a indústria da olaria.

Comentar post