Segunda-feira, 31 de Janeiro de 2022

Os Portugueses, que ontem deram a maioria absoluta ao PS, não sabiam que em Democracia não há lugar para o “Absolutismo”?

 

 

Quando o governo caiu e se partiu para novas eleições legislativas, vaticinei que teríamos mais do mesmo… para PIOR.

 

E o PIOR aconteceu:

resultados-mapa-legislativas-20221809ea26defaultla

Infografia: Rodrigo Machado/RR

 

1º - O Partido Socialista teve maioria absoluta

2º - O Chega e a Iniciativa Liberal chegaram-se à frente.



Sempre se criticou as monarquias absolutas.

Sempre se criticou o Absolutismo.

Sempre se criticou a maioria absoluta dos outros, mas quando um Povo, pouco esclarecido nestas coisas de absolutismos, lhes dá a maioria que eles sempre desejaram, faz-se uma grande festa!

 

E para isto contribuíram duas coisas terríveis: o MEDO da mudança, e o facto de termos um Povo ainda POUCO ESCLARECIDO. E uma Democracia só funciona em pleno numa sociedade maioritariamente esclarecida. E quando digo esclarecida não se julgue que me refiro a canudos universitários, porque já vimos, pelas experiências na política portuguesa, que ter um canudo universitário não é sinónimo de ser-se esclarecido. Além disso, pelas entrevistas de rua que vi na televisão, há gente que tem a bandeira de um partido na mão, mas não sabe de quem é. Como irão votar em consciência?



Ontem, Portugal deu um passo na direcção errada, embora com a legitimidade que o Povo lhe conferiu.  Se já tínhamos um governo do eu quero, posso e mando, o que será agora, com uma maioria? António Costa começou logo por dizer, no seu discurso de vencedor, que não falará com o Chega. Esta não será uma atitude ditatorial, como outras que já teve no anterior mandato? Afinal, o Chega é a terceira força política. Existe. Quer se goste ou não se goste. E se chegou a tal, foi pela má prestação dos que se dizem de esquerda, que não conseguiram convencer os da esquerda, com as suas atitudes, por vezes, dúbias, embora isto de “esquerda/direita” seja coisa da tropa.

 
Além disso, estamos em vias de ter o mesmo primeiro-ministro, que desconhece a Língua Portuguesa, usando redundâncias sem saber o que está a dizer, fazendo discursos numa linguagem insólita, incoerente, onde nem todos são todas, nem os portugueses são as portuguesas, nem os cidadãos são as cidadãs, ou tudo isto no seu vice-versa.

 

Primeiro-ministro.png

Primeiro-ministro, António Costa © Paulo Jorge Magalhães/Global Imagens

 

Tudo isto é muito triste.


Se Portugal já estava na cauda da Europa em tantas coisas; se em Portugal a contestação, em várias frentes, é o pão nosso de cada dia, há tanto tempo; se nestes seis anos de governação, Portugal não avançou no SNS, que continua bastante caótico; se não avançou no Ensino, que continua super-caótico; se não investiu na Cultura CULTA (não a rasteira, que recebe chorudos subsídios) que continua a ser marginalizada;  se não anulou o ILEGAL AO90, que estraçalhou a Língua Portuguesa, violando a Constituição da República Portuguesa, a Lei e o direitos dos cidadãos; não aboliu a tauromaquia, a caça e todas as outras actividades que vivem da tortura de seres vivos, catapultando Portugal para a Idade Média; se não orientou da melhor forma as actividades económico-financeiras do país; se não conseguiu pôr fim à corrupção, à pobreza, à ladroagem que nos cerca por todos os cantos e esquinas; se não conseguiu diminuir o fosso entre ricos e pobres; SE não… SE não … SE não… tanta coisa!!!! Com a maioria absoluta, sem que a democracia plena seja executada, sem o contraponto dos restantes partidos políticos com assento na Assembleia da República, vaticino um tsunami que afundará ainda mais um Portugal que já está afundado, desvirtuado, desconjuntado na sua identidade.


Um povo pouco esclarecido é um maná dos deuses para os governantes.



Esperemos que o novo governo absolutista,  tenha a hombridade de consultar TODOS os outros partidos eleitos, e com assento no Parlamento, conforme as regras democráticas, e não vá governar conforme lhe der na real gana.

 

Isabel A. Ferreira

 

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 19:02

link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 26 de Janeiro de 2022

Margarita Correia, coordenadora do Portal da Língua Portuguesa escreveu sobre a “política linguística nos programas eleitorais dos partidos”, mas esqueceu-se de dizer que o AO90, que ela usa na sua escrita, é ILEGAL

 

Bem, para quem quiser ler um texto servilista, deixo aqui o link:

https://www.dn.pt/opiniao/politica-linguistica-nos-programas-eleitorais-dos-partidos-14519085.html?fbclid=IwAR1LQMSJufB65y6DHk1KTc-B7HPrwjTG4oLV8UIKJF6F9J9QI9N7hFpjAHA

Que vergonha, senhora Margarita Correia!

Quem não consegue PENSAR a Língua Portuguesa, e precisa de a mutilar, para conseguir escrevê-la, temos pena.

 

Sim, vamos votar conscientemente, naqueles partidos que HONRAM a Língua Portuguesa, e que não aplicam o AO90, e se o aplicam, querem que ele venha à liça no Parlamento, na próxima legislatura. Porque BASTA de tanto CAOS ORTOGRÁFICO! De tanta IGNORÂNCIA! De tanto SERVILISMO!

 

Aqui nada há para revogar ou rever, porque sendo o AO90 um acordo ILEGAL, não pode revogar-se ou rever-se algo que é ilegal. Ou podemos?

A mim, mete-me muita confusão e revolta que o PS, que foi governo nestes últimos seis anos, fosse cúmplice desta ilegalidade, além de não ter tido capacidade intelectual para deteCtar o caos ortográfico que o SERVILISMO socialista lançou em todos os cantos e esquinas de Portugal, gerando mais servilistas.

 

A senhora Margarita Correia é livre para dar a sua opinião sobre o que bem entender, porém, não tem o direito de pugnar pela destruição da Língua Portuguesa, porque a Língua Portuguesa não é pertença dos políticos e seus acólitos.

 

Portanto, ANULE-SE urgentemente o AO90, um aborto ortográfico que nasceu torto e serve apenas ditadorzinhos de meia tijela, de cá e de lá.

 

Quanto mais ignorantes forem os povos, de mais acordos ortográficos precisam. Isto é um facto indesmentível, porque comprovável. Este é o caso apenas de Portugal e do Brasil. Nunca nenhum povo do mundo (colonizador ou colonizado) fez tantos acordos ortográficos como estes dois povos. Porquê? Para quê?

 

Para chegar ao plano mais baixo da incultura ortográfica, que se vive, actualmente, nestes dois países, que se uniram APENAS para desprestigiar a Língua Portuguesa.

 

VERGONHOSO!!!!!

Isabel A. Ferreira

 

Pelo fim do acordo ortográfico.png

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 18:29

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Sexta-feira, 21 de Janeiro de 2022

Legislativas 2022: é uma vergonha para Portugal que candidatos a primeiro-ministro defendam a barbárie tauromáquica descaradamente nos seus programas eleitorais

 

Devíamos estar já num patamar evolutivo em que TODOS os partidos políticos, que vão a votos numas eleições legislativas, convergissem para a ABOLIÇÃO desta que é a prática bárbara mais polémica de Portugal, porque há outras, também bárbaras, mas menos “faladas”: corridas de Galgos, de Cavalos, rinhas de Galos, matanças de Porco) enfim, coisas que só criaturas com um pé na Idade Média praticam, apoiam e aplaudem.

 

Vamos então ver quem é pela ABOLIÇÃO e quem é a FAVOR da barbárie tauromáquica, que conduz ao RECUO da Humanidade:

Avanço para o Touro.png

 

O PAN defende a ABOLIÇÃO desta prática bárbara (não posso chamar-lhe “espectáculo” porque espectáculos são concertos de música, teatro, ópera, dança... O PAN promete proibir, as inadmissíveis “escolas” de toureio, onde crianças e jovens são obrigados, à força a aprenderem a ser CRUÉIS e COBARDES para com seres vivos indefesos. E isto poderá configurar um crime de lesa-infância em qualquer país civilizado, mas NÃO, em Portugal. O PAN quer também acabar com os apoios públicos a esta crueldade, e extinguir a secção de tauromaquia existente, INACREDITAVELMENTE, no Conselho Nacional de Cultura, como se a crueldade, a violência e a tortura contra seres vivos sencientes alguma vez pudesse ser considerada “cultura” em pleno século XXI d. C.. Já foi "cultura" pobre e podre na Idade das Trevas, onde impearva a mais profunda ignorância.

O partido LIVRE,ivre também é pela ABOLIÇÃO das actividades tauromáquicas, em Portugal, e pela extinção da tal inconcebível secção de tauromaquia, no Conselho Nacional de Cultura, e pela imediata eliminação de subsídios a actividades que promovam maus-tratos a animais.     

 

O Bloco de Esquerda apresenta algumas medidas anti-tauromaquia, mas não fala em abolição. Então o que pretende o BE em relação à tauromaquia? Pretende a interdição do trabalho de menores em todas as actividades tauromáquicas, mesmo que amadoras; a reconversão de praças de touros fixas com pouca ou nenhuma utilização em espaços culturais; a eliminação dos apoios públicos, directos e indirectos, a actividades tauromáquicas e outros eventos que submetam os animais a sofrimento físico ou psíquico.

 

Mas só a ABOLIÇÃO é SOLUÇÃO.

 

E quais os partidos que estão a FAVOR da tortura de Touros e Cavalos?

 

O CDS/PP, do assumido aficionado Francisco Rodrigues dos Santos, e o CHEGA, de André Ventura.

 

Trata-se da extrema-direita a opor-se à EVOLUÇÃO de Portugal.

Encapotado sob a “defesa do mundo rural”, como se o mundo rural passasse pela TORTURA de animais, o CDS quer a descida da taxa do IVA para 6% nas práticas bárbaras tauromáquicas, que deviam ser taxadas a mil%. O CDS quer também reverter o limite de idade para se assistir à tortura de Touros, como se isto fosse algo apropriado a crianças e jovens. 

 

O CHEGA tem na caça e na tauromaquiaactividades tradicionais relevantes”, e para tal, quer que a regulamentação destas duas actividades, que até podem ser da tradição troglodita, mas NÃO são relevantes para a sociedade dos tempos hodiernos, deva incentivar uma gestão sustentável e não imposições meramente proibicionistas, como se torturar e matar animais indefesos, por prazer, fosse coisa de GENTE.

 

Por fim, os partidos que mais perto podem estar da próxima governação, o PS e o PSD, muito astuciosamente, NÃO OUSARAM incluir nos seus programas eleitorais quaisquer propostas para a tauromaquia, esperando que o eleitorado se esqueça de que ambos estes partidos sempre votaram a FAVOR da tauromaquia e, consequentemente, CONTRA a evolução de Portugal?


Que venha o diabo e escolha!



Isabel A. Ferreira

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 18:29

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 10 de Janeiro de 2022

Ouvi hoje no Primeiro Jornal da SIC que em França a Educação é o BEM mais precioso do País. Em Portugal a Educação é o MAL maior que leva os jovens a emigrar

 

 

Sabemos que o Ensino em Portugal está um caos.

 

A destruição da Língua Portuguesa, com a introdução do AO90, tem contribuído para esse caos.

 

Ao contrário da França, o BEM mais precioso do nosso País é o vil metal e a IGNORÂNCIA dos políticos que mantêm esta situação.

 

O vil metal está acima de tudo. Só interessam salários, orçamento de Estado, dinheiro para aqui, dinheiro para ali…

 

Mas não só do vil metal vivem os cidadãos.

 

Nesta campanha eleitoral, os debates dizem da pobreza política em que Portugal está mergulhado.



Querem saber o que pensam os partidos sobre o AO90? Não pensam NADA. O que lhes interessa a escrita? Falam e escrevem mal. O AO90 só lhes dá jeito, para além do jeito nos bolsos.



Estamos a ser invadidos pela mediocridade linguística e cultural importada do Brasil.



Leiam a notícia publicada no Jornal i,  aqui:

https://ionline.sapo.pt/artigo/758746/a-invasao-do-portugu-s-do-brasil-nao-tem-a-ver-com-estranheza-mas-sim-com-linguas-diferentes?seccao=Portugal_i


Mas mais do que a notícia, os comentários são a parte mais importante: dizem tudo o que há a dizer sobre a vulgaridade que querem impingir-nos.



E o que fazem os partidos políticos que vão a eleições, no próximo dia 30 de Janeiro? Não fazem nada, e mantém o silêncio ensurdecedor sobre esta matéria.



Portugal está a perder os quadros de QUALIDADE. A emigração jovem está aceleradíssima. Estudar em Portugal significa ser pretendente ao analfabetismo funcional.



Que miserável está o nosso País! Que miserável está a política portuguesa! Que miserável está o Ensino em Portugal! Que miserável está a NOSSA Língua Portuguesa!

 

Emigrem Jovens! Que em Portugal NÃO HÁ FUTURO!

 

Isabel A. Ferreira

 

 

Jornal i.PNG

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 19:07

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 5 de Janeiro de 2022

O torturador de Touros João Moura foi acusado de 18 crimes de maus-tratos a animais de companhia. Os Touros que, na lei portuguesa, nem animais são, ficaram de fora

 

João Moura foi finalmente acusado pelo Ministério Público de 18 crimes de maus-tratos a animais de companhia, um dos quais agravado. Os maus-tratos a Touros, que não são considerados animais de companhia, ou sequer animais, ficaram de fora. Se não ficassem, os crimes seriam às centenas.

 

JOÃO MOURA.png

João Moura e os seus Cães, que ele diz não ter maltratado. O que seria se os tivesse maltratado!...

 

João Moura não se limita a torturar Touros. João Moura também maltrata os seus Cães, que servem igualmente para serem atirados, pelo seu filho João Moura Jr., contra Touros indefesos, como se vê na foto publicada no Facebook pelo próprio.

João Moura Júnior.jpg

Quando se trata de Touros, todas as sevícias servem para divertir os tauricidas, porque não existe lei que o proíba, ou se existe, ninguém a faz cumprir.  

 

João Moura foi finalmente acusado pelo Ministério Público de 18 crimes de maus-tratos a animais de companhia, um dos quais agravado. Os maus-tratos a Touros, que não são considerados animais de companhia, ou sequer animais, ficaram de fora. Se não tivessem ficado, os crimes de que Moura é acusado aumentariam substancialmente.

 

De acordo com o JN, para esta acusação esteve em causa a descoberta, em Fevereiro do ano passado, de 18 Cães em estado de subnutrição deplorável, como a imagem mostra, na propriedade de João Moura, em Monforte, no Alentejo.

 

Eram vários os Galgos em estado bastante crítico,  e um deles até acabou por morrer. João Moura foi detido, por suspeita de maus-tratos a animais de companhia, negou as evidências das fotos e saiu em liberdade, com Termo de Identidade e Residência.

 

Ontem, a Procuradoria da Comarca de Portalegre anunciou que João Moura tinha sido acusado de 18 crimes de maus-tratos a animais de companhia, o que pode, em caso de condenação, levar a uma pena de prisão de dois anos e quatro meses.

 

João Moura nega as acusações apesar de as fotos confirmarem os maus-tratos, mas sabe-se que este não foi um acto isolado.

 

Alguém acreditará que um indivíduo que passou a vida a torturar Touros sencientes e indefesos, lá está preocupado com o bem-estar seja de que animal for, à sua guarda?

 

A ver vamos se João Moura é condenado, e caso seja, se vai cumprir pena de prisão efectiva. Chegados a este momento é que veremos se se fez justiça.

 

Se em Portugal houvesse uma Lei de Protecção Animal a sério, o arguido João Moura deveria ser condenado não só pelos Cães, como também pelos Touros, tão animais como todos os outros e até como nós, os quais, ao longo da sua inútil vida, TORTUROU barbaramente, em nome da DIVERSÃO.



Mas estamos em Portugal, onde a barbárie, em 2022 depois de Cristo, é permitida por Lei.   E isto só diz da pequenez das mentalidades que (des)governam o nosso desafortunado País.

 

E pensar que o CDS/PP tem uma rubrica, no seu programa eleitoral, que vai proibir que se diga mal das touradas!

 

Enfim, continuamos na senda da paragem no tempo.

 

Isabel A. Ferreira

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 17:55

link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos

Hoje fui surpreendida com esta notícia: «As touradas não vão ficar iguais. Tem de se deixar de usar objectos perfurantes» (????)

 

Quem o diz, numa entrevista ao jornal Público, é Laurentina Pedroso (***) que, curiosamente, é a “Provedora do Animal».

Não acreditam?

Pois então leiam.

 

Provedora.png

Origem da imagem da provedora: https://ionline.sapo.pt/402859?source=social

 

Com uma provedora assim, que em vez de pugnar pela abolição das touradas em Portugal, como está a acontecer nos restantes sete países, que ainda mantêm activa esta prática troglodita (comprovar neste link:

https://www.facebook.com/CampanhaContraTouradasMundo/ )

 

pugna pela continuidade da barbárie, mas sem objectos perfurantes (????) como se tudo o resto não fosse uma tremenda violência e crime de maus-tratos contra animais tão sencientes como o são os BOVINOS, nenhum animal está a salvo.

 

A notícia refere: «A Provedora do Animal Laurentina Pedroso diz que espectáculos culturais não podem manter sofrimento injustificável dos animais e promete lançar debate nacional: “A modernização das touradas permitirá a sua continuidade”. Não lhe repugna um agravamento das penas a aplicar a quem faz mal aos bichos e advoga uma revisão constitucional se isso se revelar necessário para manter em vigor lei que criminaliza os maus tratos.»



Inacreditável, senhora provedora!!!!!! Absolutamente inacreditável!!!!

 

Estará a senhora Provedora do Animal ao serviço do ANIMAL, ou está ao serviço da indústria tauromáquica, da indústria das carnes, dos “veterinários” que estão do lado da crueldade exercida contra herbívoros mansos????

 

Numa tão curta, frase Laurentina Pedroso chama “espectáculos culturais” a uma actividade bárbara e medievalesca, violenta e cruel; diz que não podem manter sofrimento injustificável dos animais, o que implica dizer que o sofrimento justificável possa existir, porquanto, numa tourada, tudo o que se passa com o Touro, (um Boi não-castrado) desde o seu nascimento até à entrada na arena, é uma desmedida violência como se pode comprovar nestes textos escritos por um VERDADEIRO Médico-Veterinário, com conhecimento de causa, e que podem ser consultados nestes links:

Percurso do Touro usado para toureio (I)

Percurso do Touro usado para toureio (II)

 

A provedora do ANIMAL quer a continuidade das touradas, mas MODERNIZADAS??????? Não sabe a provedora que na MODERNIDADE não cabem actividades medievalescas? Estamos no ano 2022 depois de Cristo, não sei se já reparou.

 

 

A senhora provedora do ANIMAL não faz a mínima ideia do que é uma tourada.

 

Além disso NÃO está ao serviço dos animais, mas tão-só dos lobbies que os exploram.

 

Portugal precisa de evoluir, mas, para tal, há que destituir todos os que não sabem o que andam a fazer. E esses, infelizmente, são muitos, são escolhidos a dedo, e têm Super Cola3 no traseiro, por isso, estão tão pregados às cadeiras do PODER.

 

E mais do mesmo NÃOOOOOOOO!!!!!!! Por favor!!!!!


Isabel A. Ferreira

***

 

(***) Bastonária dos Veterinários durante cinco anos, Laurentina Pedroso foi escolhida pelo ministro do Ambiente como primeira provedora nacional do animal. Hoje com 59 anos, chegou a ocupar o cargo de directora executiva da Associação Portuguesa dos Industriais de Carnes e acumula neste momento a provedoria com a direcção da Faculdade de Medicina Veterinária da Universidade Lusófona. Chegou a integrar a lista do PS à Câmara de Lisboa na eleição que reconduziu Costa na liderança da autarquia.

 

Fonte da entrevista completa:

 https://www.publico.pt/2022/01/04/sociedade/entrevista/touradas-nao-vao-ficar-iguais-deixar-usar-objectos-perfurantes-1990519

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 15:54

link do post | Comentar | Ver comentários (4) | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim

Pesquisar neste blog

 

Maio 2022

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
13
15
16
18
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Posts recentes

Pinhal Novo em vez de pro...

Somos filhos da mesma Mãe...

O Maravilhoso Reino Anima...

O actual ministro da (IN...

Eis o mundinho tauromáqui...

Desde o Império Romano, p...

Brothers In Arms Dire St...

A tortura de Touros conti...

«Portugal deve ser o únic...

Dedicado a todas as MÃES,...

Arquivos

Maio 2022

Abril 2022

Março 2022

Fevereiro 2022

Janeiro 2022

Dezembro 2021

Novembro 2021

Outubro 2021

Setembro 2021

Agosto 2021

Julho 2021

Junho 2021

Maio 2021

Abril 2021

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Direitos

© Todos os direitos reservados Os textos publicados neste blogue têm © A autora agradece a todos os que os divulgarem que indiquem, por favor, a fonte e os links dos mesmos. Obrigada.
RSS

Acordo Ortográfico

Em defesa da Língua Portuguesa, a autora deste Blogue não adopta o Acordo Ortográfico de 1990, devido a este ser inconstitucional, linguisticamente inconsistente, estruturalmente incongruente, para além de, comprovadamente, ser causa de uma crescente e perniciosa iliteracia em publicações oficiais e privadas, nas escolas, nos órgãos de comunicação social, na população em geral, e por estar a criar uma geração de analfabetos escolarizados e funcionais.

Comentários

Este Blogue aceita comentários de todas as pessoas, e os comentários serão publicados desde que seja claro que a pessoa que comentou interpretou correctamente o conteúdo da publicação. 1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome. 2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas". 3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias. Serão eliminados os comentários que contenham linguagem ordinária e insultos, ou de conteúdo racista e xenófobo. Em resumo: comente com educação, atendendo ao conteúdo da publicação, para que o seu comentário seja mantido.

Contacto

isabelferreira@net.sapo.pt