Quinta-feira, 28 de Fevereiro de 2019

«HISTÓRICO, ISABEL, PACMA SUSPENDE A CAÇA EM CASTELA E LEÃO» (ESPANHA)

 

«Escrevo-te hoje, Isabel, para dar-te uma notícia histórica».

 

CAÇA.png

 

Do Partido Animalista PACMA, recebi a boa notícia, que aqui transcrevo (traduzida para Português), esperando que faça eco em Portugal.

Porque EVOLUIR é preciso. Tanto em Espanha, como cá.

E eu estou com o PACMA, assim como estou com o PAN.

 

PACMA.png

 

O recurso que o PACMA interpôs para impugnar o Regulamento de Caça de Castela e Leão, levou o Tribunal Superior de Justiça de Castela e Leão a emitir um auto sem precedentes, que suspende, como medida cautelar, qualquer actividade cinegética até nova ordem. Isso, além de salvaguardar a vida de dezenas de milhares de animais, é um ensaio geral de como será viver num país sem caça. Os caçadores terão que pendurar as suas espingardas, o que é um grande alívio para os animais e para as pessoas que desfrutam do campo, de maneira pacífica, sem a ameaça de balas.

 

Para o PACMA, esta conquista, sem precedentes até ao momento, é também um golpe para aqueles que fizeram bandeira do apoio a uma actividade violenta, como a caça, para ganhar votos. Se conseguimos estes êxitos estando fora das instituições, imagine-se o que conseguiremos quando estivermos dentro!

 (...)

O resultado dessas acções legais contra a caça em Castela e Leão pode constituir um precedente. Neste momento, estudamos a possibilidade de repetir essa acção noutras comunidades. É claro que continuaremos a reivindicar a implementação da Lei Geral de Bem-Estar e Protecção Animal que apresentamos ao Congresso, e que definitivamente acabaria com a caça em todo o país.

 

Sabemos que temos o teu apoio para continuar defendendo os animais.

 

Recebe as minhas mais cordiais saudações,

Sylvia barquero.jpg

 

Sílvia Barquero

Presidente do PACMA

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 19:22

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 27 de Fevereiro de 2019

VEJA-SE ONDE OS AUTARCAS PORTUGUESES GASTAM OS DINHEIROS DOS CONTRIBUINTES: NA TORTURA DE TOUROS

 

E depois dizem que não há dinheiro para a Saúde, para a Educação, para a Habitação, para a Cultura, sim, porque, como o mundo inteiro sabe, a selvajaria tauromáquica não é coisa da Cultura.

Para apoiar uma tourada, a realizar a 17 de Março, integrada nas Festas de São José (mais uma, para celebrar o Pai adoptivo de Jesus Cristo), a Câmara Municipal de Santarém comprou (com os dinheiros dos contribuintes), 10 mil euros em bilhetes (cerca de 1.300 entradas), que serão distribuídos pela população através das juntas de freguesia. Outras duas touradas a realizar durante a temporada taurina, terão apoio de 5 mil euros, cada (...), diz a notícia.

Isto é imoral, mas demonstra que a tauromaquia está "tuberculosa", em último grau... diz a minha amiga Maria João Gaspar Oliveira, no Facebook. E eu concordo com ela, porque, na verdade, só deste modo, conseguem povo na assistência, e mesmo assim, sempre os mesmos, em todos os antros,  onde se realizam estas práticas desadequadas aos tempos modernos.

 

pega.jpg

E chamam "valentia" pegar um Touro moribundo, mais morto do que vivo, a sangrar por dentro e por fora, com dores atrozes... Valentes são os Touros que, mesmo em grande sofrimento, por vezes, conseguem reunir as derradeiras forças e mandar os forcados desta para melhor. E dizer isto não é aplaudir, porque aplaudir, aplaudem, em júbilo, os sádicos na arena. Isto é simplesmente dizer a verdade nua e cruamente, como estas verdades devem ser ditas.

 

Esta notícia está na Categoria: Cultura. Esqueceu-se o órgão de tal informação, do prefixo IN, na categoria de cultura. E reza assim:        

 

Bilhetes à borla para a tourada de 17 de Março em Santarém nas juntas de freguesia…

 

É que (diz também a notícia), a Câmara de Santarém quer que os habitantes do concelho continuem a sentir a Praça de Touros Celestino Graça como um factor determinante para o município e essa é uma das razões principais do apoio que a autarquia vai dar à associação Praça Maior, que gere os destinos do espaço desde o início do ano.

 

E quem o disse foi a vice-presidente e vereadora com o pelouro da (in)cultura na Câmara Municipal de Santarém, Inês Barroso, que muito (in) culturalmente, salientou a importância da festa brava, para se compreender a história do concelho e da região. E isto até se compreende: é uma região com um atraso civilizacional muito acentuado, e a explicação está dada, senhora vereadora. Não podia ser mais clara.

 

E isto é que é dar a um povo-marionete um entretenimento de elevadíssima qualidade, para o manter obtuso. É que um povo obtuso é mais submisso e fácil de manobrar.

 

Mas esta gente não tem culpa deste atraso. É que isto, por mais incrível que pareça, é legal, e apoiado pela esmagadora maioria do Parlamento português e pela igreja católica, ambos ao serviço da tauromáfia.

 

E viva a INCULTURA instalada em Portugal!

 

Isabel A. Ferreira

 

Fonte:

https://www.rederegional.com/index.php/cultura/24972-bilhetes-a-borla-para-a-tourada-de-17-de-marco-em-santarem-nas-juntas-de-freguesia?fbclid=IwAR0h7EzFA6Lt0-u4IUSIoOHm6RyeIS5Nc8P6tXsdbkHBBLN0LI10CLNtVIw

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 14:30

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

A TROFA PRETENDE ENTRAR PARA O ROL DAS LOCALIDADES COM ATRASO CIVILIZACIONAL, DEDICANDO UMA GARRAIADA ÀS CRIANÇAS DO CONCELHO?

 

E a Comissão de Protecção de Crianças e Jovens da Trofa o que tem a dizer sobre isto?

Aqui vou deixar o meu mais veemente REPÚDIO por esta iniciativa troglodita, desadequada à EDUCAÇÃO das CRIANÇAS

Enviem também os vossos protestos para:

geral@jfbougado-trofa.pt; geral@mun-trofa.pt; sergio.humberto@mun-trofa.pt

 

TROFA.png

 

Ex.mo Sr. Presidente da Junta, Luís Paulo Sousa,

Ex.mo Sr. Presidente da Câmara Municipal, Sérgio Humberto,

 

Aqui deixo o meu total REPÚDIO pela realização de uma garraiada, prática cruel e cobarde, que tortura um ser vivo indefeso e fora do seu habitat, e que terá lugar na próxima sexta-feira, num dia estranhamente DEDICADO ÀS CRIANÇAS DO CONCELHO.

 

O modo como se (des)trata os animais não-humanos e como os perspectivam denota o grau de evolução de um povo. Este tipo de práticas em nada dignifica um concelho como a Trofa, nem o Norte do país, que já se deixou dessas actividades trogloditas (exceptuando Ponte de Lima, o último reduto da barbárie, no Norte de Portugal).

 

Lamento igualmente que neste tipo de prática medievalesca se esbanje dinheiros públicos.

 

Assim sendo, e não tomando as autoridades as devidas medidas para suspender esta vergonhosa “homenagem” às crianças do Concelho, a TROFA entra para o rol das localidades que têm um atraso civilizacional considerável.

 

É isto que têm para oferecer às crianças? Pobres crianças que não têm culpa da INCULTURA e INSANIDADE dos adultos.

 

As garraiadas são coisa do passado. Quem as fazia já as repudiou. Só mesmo uma localidade atrasada as ressuscitaria. É isto que pretendem?

 

Andam por aí os desesperados tauricidas, com a moribunda tauromaquia às costas, a vender gato por lebre aos incautos, e é preciso estar ALERTA e não entrar nesse jogo mórbido.

 

Portanto, boicote-se a Trofa. Uma localidade a não visitar.

 

Esperando que a racionalidade vença (ainda se vai a tempo) envio os meus cumprimentos a Vossas Excelências,

 

Isabel A. Ferreira

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 11:43

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Terça-feira, 26 de Fevereiro de 2019

“DIA DA TAUROMAQUIA” FOI O ROSTO DA DECADÊNCIA DESTA PRÁTICA SELVÁTICA EM PORTUGAL

 

Estava assim, a abarrotar de gente, o campo pequeno, quando um bando de cobardes executavam a brutalidade que se vê nesta imagem, e que dá pelo nome de tourada ao forcão, algo que está inventariado (pasmemo-nos!) como património cultural imaterial de Portugal.

Isto do património será verdade, Senhora Ministra da Cultura? É que me custa a crer!

A propósito de tudo isto, André Silva, deputado do PAN – Pessoas – Animais – Natureza, escreveu o seguinte, na sua página do Facebook:

 

Dia da tauromáfia1.jpg

Origem da imagem Blogue Prótouro:

 https://protouro.wordpress.com/2019/02/25/dia-da-tauromafia-mais-um-estenderete/

 

«Vergonha. Eles sentem vergonha.

 

A indústria tauromáquica convidou o Presidente da República, o Primeiro Ministro e a Ministra da Cultura para marcarem presença no dia da tauromaquia, no passado sábado, no Campo Pequeno. Todos recusaram o convite para um evento que não passa de mais uma acção de maquilhagem falhada para mascarar o declínio do sector mais violento do país.

 

São cada vez mais os políticos e as figuras públicas que se demarcam da violência extrema e do divertimento alarve que envolve a tauromaquia.

 

São cada vez mais os políticos e as figuras públicas que têm vergonha de uma actividade que mancha a reputação do nosso país, um resquício do Portugal atrasado, macholas, marialva e cinzento.

 

Não, não se trata de uma questão civilizacional. Trata-se de uma questão de carácter.

 

André Silva

in:

https://www.facebook.com/andresilvaPAN/posts/2225342157703717

 

***

Sim, sentem vergonha e medo, porque isto de serem políticos trogloditas não casa com "categoria". E eles querem ser políticos com "categoria", e embora ainda não tivessem lá chegado, temos esperança de que lá cheguem, se continuarem a recusar a selvajaria tauromáquica, mas para isso, é preciso mais do que uma simples recusa de  participarem nos actos selváticos. É preciso ABOLIR esta prática cruel e violenta. Porque aí sim, seriam políticos com muita categoria!

De qualquer maneira, é de louvar a recusa, e de não terem se imiscuído numa "celebração" tão desqualificada.

 

O que aconteceu no passado dia 23 de Fevereiro, com a “celebração” do dia da tauromaquia, foi uma vergonha para Portugal, para Lisboa, para os Portugueses e para a Humanidade, algo que os governantes e a igreja católica apoiam, vergando-se, despudoradamente, à tauromáfia.

 

Contudo, o “evento” só teve uma coisa positiva: mostrou ao mundo que, em Portugal, a tauromaquia está em franca decadência.

 

Isabel A. Ferreira

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 14:58

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 25 de Fevereiro de 2019

EM REBORDOSA: MATA-SE UM PORCO, CELEBRA-SE ESSA MORTE COM UMA FESTA, BEBE-SE DEMASIADO, UM ALCOOLIZADO ATROPELA SETE PESSOAS, DUAS MORREM, E VIVA A FESTA DA MATANÇA DO PORCO!

 

A celebração da morte de um ser vivo - um Porco - acaba em morte.

E dizem que era para angariar fundos para o Motoclube de Rebordosa

Porém, «a violência, seja sobre quem for, sobre que espécie de ser for, envenena e envilece uma sociedade» - citando o PAN.

Uma história triste, violenta, cruel, que envolveu um ser não-humano, seres humanos e seres desumanos.

A violência gera violência e quando é bem regada com álcool, o resultado quase sempre é funesto.

Mas isto tudo faz parte de uma não-política, que é consentida pelas autoridades-mor, de um Portugal que ainda vive com um pé fincado na Idade Média, e que celebra a morte de um ser vivo com uma naturalidade absolutamente primitiva e repugnante.

 

PORCOS.jpg

Origem da foto:

http://www.tribunadamadeira.pt/2016/11/21/pan-madeira-contra-a-matanca-do-porco/

publicado por Isabel A. Ferreira às 14:49

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Domingo, 24 de Fevereiro de 2019

«TAUROMAQUIA: UMA ACTIVIDADE PERVERSA DESTINADA AO CAIXOTE DO LIXO DA HISTÓRIA»

 

Li a frase que serve de título a esta publicação, num comentário de Victor da Cal, no Blogue Prótouro, no texto «A “prótoiro” Precisa de Dinheiro», que pode ser consultado neste link:

https://protouro.wordpress.com/2019/02/23/a-protoiro-precisa-de-dinheiro-%f0%9f%98%82/

onde também se lê que «Pelo andar da carruagem é caso para dizer que a “prótoiro” vai acabar com a tauromaquia mais depressa que nós, os abolicionistas!»

Grande verdade!

Pois não só a tauromaquia está condenada ao caixote do lixo da História, como todos aqueles que a apoiaram, a praticaram e a aplaudiram publicamente.

Cada nome constará nos anais do lado errado da História da Humanidade, como tantos outros nomes de má memória, que hoje recordamos com infinita REPULSA.

 

IGNOMÌNIA.jpg

Porque o que se vê nesta imagem é  coisa de MONSTROS!

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 17:17

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Sexta-feira, 22 de Fevereiro de 2019

«GOVERNO DE CABO VERDE QUER “CLASSIFICAÇÃO IMEDIATA” DO CRIOULO COMO PATRIMÓNIO NACIONAL»

 

Este é o título de um artigo publicado ontem, na Página Plataforma, e que pode ser consultado neste link:

https://www.plataformamedia.com/pt-pt/noticias/sociedade/interior/governo-de-cabo-verde-quer-classificacao-imediata-do-crioulo-como-patrimonio-nacional-10604088.html?fb_comment_id=fbc_1941042479354452_1941244959334204_1941244959334204

 

facto que originou uma troca de impressões entre um cavalheiro e eu. É essa troca de impressões (e algo mais) que aqui transcrevo, porque penso que devemos aproveitar todas as deixas para defender a Língua Portuguesa dos que a querem destruir.

 

MINISTRO DA CULTURA CV.jpg

Ministro da Cultura e Industrias Criativas de Cabo Verde, Abraão Vicente.

Orlando Almeida/Global Imagens

 

A propósito desta proposta do Ministro da Cultura de Cabo Verde, deixei no texto o seguinte comentário:

 

Isabel A. Ferreira (comentou):

Todos os países ditos lusófonos terão as suas línguas oficiais locais, e a Língua Portuguesa ou passa a língua estrangeira ou então desaparece, nesses países.

Então para quê estar a arruinar a Língua Portuguesa, em Portugal, com a adoPção do Acordo Ortográfico de 1990, que não passa do abrasileiramento da língua, que no Brasil passará a ser a Língua Brasileira?

Qual o interesse de estrangeirar o Português, da Família Indo-Europeia? Com que finalidade? Com que obscuros desígnios?

Acabem com esta vergonhosa ingerência no Património Cultural Imaterial de Portugal. Que cada país fique com a sua Língua, com a sua Cultura. Não será mais inteligente?

Força! As ex-colónias portuguesas merecem ser completamente independentes. Concordo que pugnem pelos seus dialectos e os transformem em Línguas Oficiais.

 

***

E o cavalheiro Luís Oliveira retorquiu deste modo:

 

Luís Oliveira (comentou):

Quando isso acontecer, será o caminho para o desaparecimento da lingua portuguesa em qualquer país que fale português.. E o crioulo só vai atrapalhar mais o desenvolvimento dos respetivos países além de tb ter os dias contados... No Brasil, pela imensidão de gente que fala português, será onde estará mais tempo o português... Mais que em Portugal que acabará abafado pelo espanhol e inglês... Separar o português nos países que falam português, dará mais margem para o espanhol inglês dominar no mundo e estes agradecem... Os proximos séc. serão de imposições de linguas mais faladas no mundo e as linguas com menos de 20 milhões de falantes irá ser museu já em 100 anos! Não queiras estragar tudo com ideias estupidas...

 

***

Como não sou de me calar quando um cavalheiro investe contra a minha pessoa deste modo elegante, respondi-lhe o seguinte:

 

Isabel A. Ferreira (comentou):

Luís Oliveira desculpe, mas ideias enviesadas tem o senhor que, pelo que se vê, desconhece a história das línguas no mundo, e tem uma visão muito distorcida da questão das línguas.

Enquanto houver PORTUGAL e PORTUGUESES jamais a Língua Portuguesa desaparecerá do mundo. JAMAIS. (Não esquecer que a Língua Portuguesa é Património Cultural Imaterial de Portugal). E isto é o que interessa. Não interessa para nada os MILHÕES, quando esses milhões se afastaram da Língua Portuguesa e criaram uma outra língua. Contudo, se os "luíses oliveiras" e os "augustos santos silvas" e os "antónios costas" e os "marcelos rebelos de sousas", que deixaram de ser portugueses, continuarem a predominar sobre os PORTUGUESES, e se Portugal se transformar no quintal dos estrangeiros (estamos perto disso) ora então teremos a invasão do mandarim, do brasileiro, do castelhano, do inglês, do francês e sabe-se lá de que mais línguas.

O Crioulo Cabo-Verdiano (de origem portuguesa), bem como os restantes dialectos cabo-verdianos já são falados há muito, em Cabo Verde. O Português tenderá a ser uma língua estrangeira. E os Cabo-Verdianos fazem muito bem. Há que cortar o cordão umbilical com o ex-colonizador.

Nos restantes países, Angola, Moçambique, Guiné Bissau, São Tomé e Príncipe (onde o Francês predomina), Timor-Leste, os povos falam os seus dialectos, e embora a Língua Portuguesa ainda seja língua oficial, ela é falada apenas por uma minoria, porque o que predomina são os muitos dialectos desses povos.

E o que interessa a Portugal que o Português tenha de ser a língua mais falada no mundo? Nada. Porque jamais será. Porque os milhões de brasileiros substituirão o vocábulo "portuguesa" por "brasileira". E fazem muito bem.

E nós, Portugueses, poucos, mas bons, continuaremos a preservar o nosso Património Linguístico.

 

***

Num outro comentário, uma outra visão, sobre a mesma questão, a qual não deixa de ser real:

 

VC Rodrigues (comentou):

Os paises ex-colónias portuguesas só têm interesse no relacionamento com Portugal enquanto tiram algum proveito disso. Quando um presidente ou primeiro-ministro vai a um destes paises a viagem fica maioritáriamente centrada, na perspectiva dos políticos daqueles povos, na questão da facilitação dos vistos para imigrar para Portugal (e Europa) e na facilitação da obtenção cidadania portuguesa para os seus cidadãos. E os portugueses lá lhes vão dando sempre o que eles querem em troca de umas promessas de negócios para as empresas dos amigos dos políticos. Agora apróximação cultural, "familiar", etc., é tudo conversa da treta e eles sabem-no bem. O que até se compreende porque apenas no final do sec. XIX e no sec. XX (ao todo não mais de 100 anos) é que estivemos lá verdadeiramente e com ocupação efectiva dos territórios. Durante este tempo os indigenas maioritáriamente não eram mais do que simples empregados miseráveis ou trabalhadores em troca de alimentação apenas (quase escravos). A aproximação entre povos com relacionamentos no passado assim é uma fantasia. Em Angola por exemplo a maioria destesta-nos. E em Moçambique parece estar a despertar o antiportuguesismo. E grande parte dos que imigraram para Portugal não querem saber de se integrar, não querem ser portugueses ou apenas o são por oportunismo e muitos pisgam-se logo que podem para a Europa (veja-se o caso do cabo-verdianos que por via de Portugal invadiram a Holanda).

 

***

Entretanto, um outro comentário surgiu e deixou-me estupefacta:

 

André Filipe (comentou):

Eles que adoptem o idioma que quiserem, a partir do momento que não querem a língua portuguesa, Portugal deveria cortar relações de vez com os paises lusófonos que de lusófonos teem cada vez menos.

***

 

Não poderia deixar sem resposta este desvario do André Filipe:

 

Isabel A. Ferreira (comentou):

André Filipe, desculpe, não concordo consigo. As ex-colónias portuguesas, hoje, são países livres e soberanos, e têm todo o direito de escolherem a língua que bem entenderem.

Não querem o Português? Estão no seu direito. Mas isso não deve ser motivo para se cortar relações. Muito pelo contrário, devemos cultivar as boas relações com esses povos, como mantemos com outros. E a Língua não deve servir nem para UNIR nem para DESUNIR. Cada um deve ficar com a sua, porque na diversidade é que está toda a riqueza das relações. Nada há mais interessante e frutuoso do que a união de povos através da diversidade que cada um apresenta.

A minha Língua é a Língua Portuguesa. Mas amo conhecer a língua de outros povos. Isto faz parte do nosso enriquecimento cultural. Vou adorar aprender o Crioulo Cabo-Verdiano e acrescentá-lo ao rol das línguas estrangeiras que domino.

 

Isabel A. Ferreira

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 19:14

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

QUERIDO TOURO...EU RESPEITO A TUA VIDA

 

 

tags:
publicado por Isabel A. Ferreira às 19:11

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 20 de Fevereiro de 2019

«OS CAÇADORES SÃO INIMIGOS DA NATUREZA»

 

Depois de uma grande viagem realizada pelo Falcão-Peregrino, chega a Portugal e recebe a pior recepção que se poderá dar a um viajante: levou um tiro.

Após um encontro imediato com um caçador, a ave foi levada para o RIAS (Centro de Recuperação e Investigação de Animais Selvagens, em Olhão), por Vigilantes da Natureza do Parque Natural do Vale do Guadiana (PNVG) e está em recuperaçãoo.

(PAN Amadora)

 

Falcão peregrino.jpg

Origem da imagem: http://armindoalves.blogspot.com/2011/02/falcao-peregrino.html

 

Depois de observada a ave, que estava em estado bastante debilitado, verificou-se a existência de um chumbo junto à cauda, e apresentava ainda uma inflamação numa asa, naturalmente consequência do disparo, o que só vem confirmar a tentativa de abater a tiro esta ave protegida.

 

Mas algum caçador lá está preocupado se as aves são protegidas ou não são protegidas? Tudo o que mexe na Natureza leva um tiro, estando um caçador por perto, mais a sua caçadeira, que também serve para atirar contra mulheres indefesas.

 

Devido à anilha que trazia, ficou a saber-se que este Falcão-Peregrino foi anilhado na Lapónia Finlandesa, há 12 anos, a cerca de 3600 km de onde foi encontrado, perto de Beja.

 

Veio de tão longe, traçando um caminho, que era o seu, para levar um tiro em Portugal, um país onde a violência contra seres não-humanos é permitida, e em consequência disto os seres humanos também levam por tabela.

 

Sabemos que abater espécies protegidas é crime. Tal como é crime abater seres humanos. Mas quase nunca se pune os culpados.

 

O Falcão-Peregrino é a ave mais rápida do Mundo. O seu voo picado pode atingir até 300 km/h, quando anda a perseguir outras aves para se alimentar. Trata-se de uma ave que existe em todos os continentes, excepto na Antárctida. No Inverno enceta longas migrações para Sul.

 

Em Portugal pode ser encontrado todo o ano, contudo, é difícil a sua observação, por esquivar-se das zonas com actividade humana.

 

Pudera! O Falcão-Peregrino sabe onde se encontra o seu maior inimigo: o animal-homem caçador!

 

Isabel A. Ferreira

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 18:39

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Terça-feira, 19 de Fevereiro de 2019

CORRIDA DE GALGOS EM GUARDIZELA (GUIMARÃES) NÃO FOI AUTORIZADA

 

Da Divisão de Serviços Urbanos e Departamento de Serviços Urbanos e Ambiente da Câmara Municipal de Guimarães recebemos a seguinte informação:

 

CORRIDA DE GALGOS.png

 

«Exmo (a) Senhor (a)

 

Incumbe-me a Senhora Vereadora do Ambiente, Sofia Ferreira de informar, que o Município de Guimarães foi alertado através de denúncias da realização e uma corrida de galgos a 16 de Março na freguesia de Guardizela, num terreno privado.

 

Assim, e considerando que não existiu nenhum apoio do município na realização desta prova, nem de outras semelhantes, encetou os esforços para verificar a situação e em que moldes é que a prova estava a ser organizada.

 

Através da Veterinária Municipal, Guida Brito, foram contactados os responsáveis da Direcção Regional de Agricultura de Braga, que informaram que até ao momento não receberam nenhuma informação ou pedido acerca da realização da corrida de galgos do dia 16 de Março em Guardizela e que nunca receberam ao longo destes anos qualquer pedido de parecer para a realização de corridas de galgos, referiram ainda que a legislação portuguesa é omissa em relação às corridas de galgos.

 

Assim, o Município de Guimarães, numa óptica do bem-estar animal, informou a Junta de Freguesia de Guardizela das implicações negativas e prejudiciais desta prova, que de imediato nos informou que retirou todo o apoio à sua realização e solicitou aos organizadores que a mesma não se realizasse.

 

Neste contexto, o Município de Guimarães irá informar as autoridades que a prova não tem qualquer autorização, nem foi efectuado nenhum pedido, para que dentro das suas competências possam agir em conformidade, caso a mesma se realize.

 

Atenciosamente,

Isabel Oliveira

Divisão de Serviços Urbanos

Departamento de Serviços Urbanos e Ambiente

 ***

(Aviso: este texto foi corrigido para a grafia portuguesa em vigor (a de 1945), via corrector automático, visto a aplicação do AO90 ser ilegal, em Portugal, e este Blogue não pactuar com ilegalidades).

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 16:50

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim

Pesquisar neste blog

 

Maio 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
14
16
17
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Posts recentes

«DIZEM QUE O TOURO É BRAV...

GARRAIADA DA ESCOLA SUPER...

BROCHURAS FOMENTANDO SELV...

VITÓRIA PAN LISBOA – CÂMA...

LI NO JORNAL QUE AO TODO ...

EM ESPANHA, TOUREIRO LIMP...

CARTAZ FALACIOSO INSULTA ...

NO MÉXICO COMO EM PORTUGA...

«HERÓIS SALVAM VIDAS NÃO ...

PLANETA TERRA EM ALERTA V...

Arquivos

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

DIREITOS

© Todos os direitos reservados Os textos publicados neste blogue têm © A autora agradece a todos os que os divulgarem que indiquem, por favor, a fonte e os links dos mesmos. Obrigada.
RSS

ACORDO ORTOGRÁFICO

Em defesa da Língua Portuguesa, a autora deste Blogue não adopta o Acordo Ortográfico de 1990, devido a este ser inconstitucional, linguisticamente inconsistente, estruturalmente incongruente, para além de, comprovadamente, ser causa de uma crescente e perniciosa iliteracia em publicações oficiais e privadas, nas escolas, nos órgãos de comunicação social, na população em geral, e por estar a criar uma geração de analfabetos escolarizados e funcionais.

COMENTÁRIOS

Este Blogue aceita comentários de todas as pessoas, e os comentários serão publicados desde que seja claro que a pessoa que comentou interpretou correctamente o conteúdo da publicação. Serão eliminados os comentários que contenham linguagem ordinária e insultos, ou de conteúdo racista e xenófobo. Em resumo: comente com educação, atendendo ao conteúdo da publicação, para que o seu comentário seja mantido.

CONTACTO

isabelferreira@net.sapo.pt