Quarta-feira, 10 de Fevereiro de 2016

AS BALEARES COMEÇAM A DESPEDIR-SE DAS TOURADAS A PARTIR DE HOJE

 

O Mundo avança… e Portugal continua especado no passado…

 

ANIMA.png

ANIMA1.gif

 

GUillermo.png

Guillermo Amengual Cantallops

Coordenador da Campanha| AnimaNaturalis Internacional

www.AnimaNaturalis.org

 

Finalmente! Saímos do Parlamento das Baleares, com uma grande notícia na mão: A Câmara acaba de aprovar a proposta não legislativa promovida pela campanha Mallorca Sin Sangre (Maiorca Sem Sangue), pela qual se instará o Governo a proibir as touradas. Um dia histórico para os animais!

 

A partir de hoje, as Baleares começam a despedir-se das touradas, para sempre. Com a aprovação da proposta no Parlamento, vamos avançar até conseguir que a lei ponha definitivamente fim às touradas, e ao dinheiro público esbanjado nesta barbárie.

 

Anos atrás, pensar na abolição das touradas parecia impossível. Hoje, é um sonho cada vez mais perto. Hoje, é tempo para reunir o máximo de apoio para a nossa campanha Maiorca Sem Sangue. Junta-te à nossa luta!  

 

Apoia a nossa campanha. Convida os teus amigos a assinar a nossa petição - Invita a tus amigos a firmar nuestra petición

 

Estamos na recta final de uma batalha que mudará a vida dos animais para sempre.

 

Quando todas as arenas estiverem vazias, devido à abolição da tauromaquia, a vitória levará o teu nome. Não descansaremos até que chegue esse momento.

 

Vamos em frente, pelos animais!

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 14:24

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 8 de Fevereiro de 2016

EM DECISÃO HISTÓRICA FRANÇA ALTERA CÓDIGO CIVIL E CONHECE ANIMAIS COMO SERES SENCIENTES

 

O Mundo avança, e Portugal continua no passado…

 

ORANGOTANGO.jpg

A orangotango Sandra, pioneira sobre o reconhecimento dos animais como sujeitos de direitos na Argentina – Foto: Natacha Pisarenko AP sandra

 

Animais têm sentimentos. É o que reconhece o parlamento francês a partir desta quarta-feira (28) após um ano de intensos debates na Assembleia Nacional. Finalmente o parlamento votou a leitura final do projecto de lei sobre a modernização do código civil idealizado pela ONG Fondation 30 Million Amis que altera o status jurídico dos animais no país, actualizando a legislação penal vigente e reconhecendo os animais como seres sencientes (novo artigo 515-14) e não como propriedade pessoal como o antigo artigo (artigo 528). Desta forma, os animais não são mais definidos por valor de mercado ou de património, mas sim pelo seu valor intrínseco como sujeito de direito. Segundo a ONG idealizadora do projecto, esta virada histórica coloca um fim a mais de 200 anos de uma visão arcaica do Código Civil francês em relação aos animais. Finalmente os parlamentares levaram em conta a ética de uma sociedade do século XXI.

 

O Código Civil da França foi elaborado por Napoleão em 1804 e os animais eram considerados como bens de consumo, principalmente para trabalho forçado em fazendas. Até então, a representatividade legal dos animais na França perante os tribunais era mínima.

 

Segundo o jornal The Local, a França obtém um poderoso lobby agrícola, a FNSEA, juntamente com alguns políticos pressionavam o parlamento expressando preocupação de que a mudança na legislação poderia prejudicar os interesses dos agricultores e criadores de gado particulares.

 

A vitória abre importante precedente para a vida dos animais no território e um respiro para as organizações protectoras da causa animalista.

 

Por definição, senciência é a capacidade de sentir, atribuição dada pelos especialistas há muito tempo aos animais. O parlamento francês finalmente percebeu algo que muitas pessoas já sabiam: os animais são capazes de vivenciar seus próprios sentimentos: Dor, amor, felicidade, raiva, alegria, amizade e tantos outros. A diferença agora é que este direito é reconhecido de forma legal no código civil do país.

 

Um pouco antes, o Supremo Tribunal de Justiça da Argentina também declarou parecer favorável aos direitos animais, concedendo a uma orangotango chamada Sandra, o status de “pessoa não-humana”, um exemplo para toda a América Latina. Outras nações podem se espelhar nestas mudanças e desencadear acções que abracem os animais como sujeitos de direitos perante os tribunais.

 

A mudança não foi fácil e só veio depois de duros empurrões dados pela Fondation 30 Million Amis (Fundação de 30 Milhões de Amigos), principal organização francesa no auxílio do projecto apresentado ao parlamento e cujo presidente Reha Hutin trouxe a público a actual situação dos animais na França, dizendo: “O país está para trás no que se refere a leis de bem-estar animal.”

 

Uma coisa é certa, reconhecendo os animais como seres sencientes a França dá um passo na direcção correcta, mas o país ainda tem muito trabalho a fazer para se desvincular da má fama perante os animais, já que uma proposta para proibir as touradas foi rejeitada em 2012 e o país ainda é considerado a capital número um de produção de foie gras no mundo.

 

Fonte:

http://www.anda.jor.br/03/02/2015/decisao-historica-franca-altera-codigo-civil-reconhece-animais-seres-sencientes

 

(AVISO: uma vez que a aplicação do AO/90 é ilegal, em Portugal, este texto foi reproduzido, via corrector automático, para Língua Portuguesa)

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 15:36

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

ONU: CRIANÇAS NÃO DEVEM PRESENCIAR NEM PARTICIPAR EM TOURADAS

 

A ONU recomenda. Contudo, se estivesse mesmo interessada em defender a saúde mental das crianças, não “recomendaria” tal coisa, porque todos sabemos que estas recomendações caem em saco roto.

Se a ONU estivesse interessada em defender a saúde mental das crianças, EXIGIRIA, isso sim, a ABOLIÇÃO de tal prática que prejudica não só a saúde mental das crianças como dos adultos que a ela assistem ou nela participam.

A ONU já se pronunciou em relação a esta matéria, em Portugal, e em Portugal continua tudo na mesma, porque as autoridades não mexem uma palhinha para que a recomendação seja cumprida.

A ONU está tão interessada em que as crianças não presenciem, nem participem em touradas, como eu estou interessada em tourear.

 

ONU.png

 

«O Comité dos Direitos da Criança das Nações Unidas (CDC) insta mais uma vez, dois países com práticas taurinas – França e Peru – a alterar a sua legislação no sentido de impedir que as crianças e jovens participem ou assistam a touradas e eventos tauromáquicos, já que estes são prejudiciais à sua saúde, segurança e bem-estar.

 

O Comité tornou hoje pública a sua posição, depois de examinar as principais violações ao cumprimento da Convenção dos Direitos da Criança nos dois países, com base em relatórios temáticos apresentados pela Fundação Franz Weber no âmbito da campanha “Infância sem violência”. Desta forma os relatórios do Comité dos Direitos da Criança dirigidos ao Peru e França, classificam a tauromaquia como uma aCtividade de “extrema violência” que prejudica o bem-estar físico e emocional dos mais jovens.

 

No caso da França, o CDC advertiu o Governo a “aumentar os esforços para mudar as tradições violentas e as práticas que prejudiquem o bem-estar das crianças, incluindo a proibição do acesso das crianças a touradas e performances associadas.”

 

No relatório dirigido ao Governo peruano a tauromaquia é apontada como “uma das piores formas de trabalho infantil”.

 

Com esta postura, a ONU consolida a sua posição a respeito da violação que causa esta aCtividade nos Direitos da Criança, sendo já cinco os países com aCtividades tauromáquicas examinados, e a todos eles o Comité instou para que assegurem a proteCção da infância afastando as crianças e jovens da “violência da tauromaquia”.

 

Recordamos que a 5 de Fevereiro de 2014 o CDC incluiu a “violência da tauromaquia” no relatório dirigido a Portugal com a seguinte advertência: “O Comité, com vista à eventual proibição da participação de crianças na tauromaquia, insta o Estado Parte a adoPtar as medidas legislativas e administrativas necessárias com o objeCtivo de proteger todas as crianças que participam em treinos e aCtuações de tauromaquia, assim como na qualidade de espectadores”. E, entre outras observações, acrescentou: “O Comité, insta também o Estado Parte, para que adoPte medidas de sensibilização sobre a violência física e mental, associada à tauromaquia e o seu impacto nas crianças”.

 

Fonte:

http://basta.pt/onu-criancas-nao-devem-presenciar-nem-participar-em-touradas/

 

(AVISO: uma vez que a aplicação do AO/90 é ilegal este texto foi transcrito, via corrector automático, para Língua Portuguesa).

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 11:54

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Sexta-feira, 5 de Fevereiro de 2016

Sondagem: Tauromaquia em Portugal, sim ou não – Resultado

 

 

(Sondagem realizada pelo «Blog Contra a Tauromaquia, em Portugal e no Mundo!» de Jorge Amorim)

 

Como tinha dito, hoje iria divulgar o resultado da sondagem que tinha criado na semana passada, aqui no meu blog. O resultado da sondagem é bem esclarecedor.

 

No entanto, convém dizer que esta sondagem foi completamente imparcial, ao contrário de uma sondagem realizada em 2010 pelos pró-touradas. Esta sondagem não teve qualquer intervenção da minha parte, no que diz respeito ao resultado. Apenas me limitei a criá-la no Google Docs e a divulgá-la, aqui no meu blog, nada mais.

Uma mentira claramente desmentida!

 

Aqui fica o resultado da sondagem:

 

SONDAGEM.png

SONDAGEM1.png

 

SONDAGEM2.png

 

SONDAGEM3.png

 

O resultado da sondagem

https://blogcontraatauromaquia.wordpress.com/2016/02/04/sondagem-tauromaquia-em-portugal-sim-ou-nao-resultado/

que na semana passada criei no Google Docs, desmente por completo o resultado de uma sondagem que em 2010 foi criada pelos Pró-touradas, numa empresa de sondagens que tem como director um conhecido pró-tourada.

 

Depois, de em 2010 ter analisado o PDF da sondagem dos Pró-touradas, foi para mim claro e evidente que essa sondagem foi completamente parcial. Desde logo, a escolha da empresa de sondagens que foi escolhida, não foi por acaso.

Os pró-touradas tinham de escolher uma empresa de sondagens que tivesse ligação ao mundo da tauromaquia, por forma a conseguirem o resultado que queriam.

 

Faço uma pergunta: será que alguma vez os Pró-touradas seriam capazes de criar, ou de mandar fazer uma sondagem completamente imparcial?

 

– Claro que não. Pois uma sondagem completamente imparcial, não permite a intervenção deles, para dar o resultado que queriam. Depois, eles sabem que todas as sondagens completamente imparciais, no fim, mostram claramente que a maioria dos portugueses não são pró-touradas. Mostram claramente que a maioria dos portugueses quer a abolição da tauromaquia. Depois, eles não divulgariam uma sondagem, criada ou mandada fazer por eles, que mostrasse que a maioria dos portugueses não são pró-touradas e que a maioria dos portugueses quer a abolição da tauromaquia.

 

Com esta sondagem que criei, a mentira dos pró-touradas, de que a maioria dos portugueses gosta de touradas, saída de uma sondagem completamente parcial, foi claramente desmentida!

Mário Amorim

***

Abram este link para ver o original (a fonte) e cliquem em cada uma das imagens para as verem em tamanho grande!

https://blogcontraatauromaquia.wordpress.com/2016/02/04/sondagem-tauromaquia-em-portugal-sim-ou-nao-resultado/

3412 pessoas responderam à sondagem!

Podem analisar completamente esta sondagem no PDF que criei.

Podem descarregá-lo aqui:

http://www.mediafire.com/view/b2q64yd7rc3tq55/Sondagem.pdf

 

***

Mário Amorim, não nos surpreende este resultado. A tauromaquia, seja em Portugal, seja nos restantes países, que ainda não evoluíram o suficiente para serem considerados CIVILIZADOS, está em franca decadência. (Isabel A. Ferreira)

 

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 19:28

link do post | Comentar | Ver comentários (6) | Adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 4 de Fevereiro de 2016

MALTRATAR ANIMAIS É…

 

… isto…

… e estará tudo dito…

 

12512614_1035238776499568_8784457362309142980_n[1]

Fonte da imagem:

https://www.facebook.com/RiseupPortugal/photos/a.439731719383613.94950.435456119811173/1035238776499568/?type=3&theater

 

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 10:30

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 3 de Fevereiro de 2016

A TOURADA NÃO É UMA TRADIÇÃO

 

As tradições, verdadeiramente ditas, são uma mais-valia para o legado cultural de um povo.

 

A tourada não é uma tradição, é tão-só um COSTUME BÁRBARO enraizado nos hábitos de populações que ainda não evoluíram.

 

TOURADA -Tradição.jpg

 

Pois… Este é o cerne da questão: há centenas de anos que o animal dito “humano” vem usando e abusando de Bovinos para se “divertir”… e nessas centenas de anos a sua evolução foi ZERO…

 

Origem da imagem:

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10205923721081226&set=p.10205923721081226&type=3&theater

 

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 16:57

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Terça-feira, 2 de Fevereiro de 2016

O PRANTO DE UM TOURO NA ARENA

 

CRÊS QUE NÃO SOFREM?

É ISTO DIGNO DA HUMANIDADE?

 

 

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 18:58

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 1 de Fevereiro de 2016

O maior problema da sociedade portuguesa actual: a ignorância e a indiferença

 

12508787_1110104692355626_1008436896488706620_n[2]

Fonte da imagem:

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=1110104692355626&set=p.1110104692355626&type=3&theater

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 13:50

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim

Pesquisar neste blog

 

Fevereiro 2021

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
14
15
18
20
25
26
28

Posts recentes

Chicken a la Carte

Ministério da Cultura (?)...

«Aquilo que uma minoria d...

«Os arrasadores de Portug...

Demolição do Padrão dos D...

«Mais Dinheiros Públicos ...

O regresso às trevas

Tauromaquia em franca dec...

A questão da destruição d...

«“Corridas”: de Touros e...

Arquivos

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Direitos

© Todos os direitos reservados Os textos publicados neste blogue têm © A autora agradece a todos os que os divulgarem que indiquem, por favor, a fonte e os links dos mesmos. Obrigada.
RSS

Acordo Ortográfico

Em defesa da Língua Portuguesa, a autora deste Blogue não adopta o Acordo Ortográfico de 1990, devido a este ser inconstitucional, linguisticamente inconsistente, estruturalmente incongruente, para além de, comprovadamente, ser causa de uma crescente e perniciosa iliteracia em publicações oficiais e privadas, nas escolas, nos órgãos de comunicação social, na população em geral, e por estar a criar uma geração de analfabetos escolarizados e funcionais.

Comentários

Este Blogue aceita comentários de todas as pessoas, e os comentários serão publicados desde que seja claro que a pessoa que comentou interpretou correctamente o conteúdo da publicação. Serão eliminados os comentários que contenham linguagem ordinária e insultos, ou de conteúdo racista e xenófobo. Em resumo: comente com educação, atendendo ao conteúdo da publicação, para que o seu comentário seja mantido.

Contacto

isabelferreira@net.sapo.pt