Segunda-feira, 9 de Junho de 2014

«ESTE É O ROSTO DO SADISMO E DA PSICOPATIA» TAUROMÁQUICOS EM OLIVEIRA DO BAIRRO

  

E o que tem a dizer o povo de Oliveira do Bairro que há sete anos consecutivos elege quem assim tão maltrata seres sencientes?

 

Serão cúmplices da barbárie?

 

Porque há os que não são (IF)

 

 

 

«Este é o rosto do sadismo e psicopatia!

 

Presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Bairro, Mário João Oliveira, desde há 7 anos consecutivos, apoiou e financiou com dinheiro do erário público e foi o responsável por a humilhação, massacre, tortura e chacina de 43 touros inocentes, em praça pública!

 

Quando aqui na zona, as crianças não têm condições escolares, idosos não tem dinheiro para medicamentos, nem transporte de doentes... e numa zona onde já existe muita fome e pessoas a passar mal, e sobretudo numa época de acentuada crise!

 

Este presidente é uma vergonha para os Portugueses e para Portugal, perante os países civilizados e evoluídos. Peço a todos os meus amigos e activistas, que mostrem o vosso repúdio contra este presidente que apoia e financia espectáculos sanguinários, violentos, macabros, hediondos e demoníacos

Fonte

https://www.facebook.com/vitor.loureiro.587/posts/729546613772540?comment_id=729586683768533&notif_t=comment_mention

 

***

Então Senhor Presidente?  Oliveira do Bairro precisa de evoluir.

 

Não pode ficar parado num passado primitivo a cheirar ao mofo.

 

E de certeza que o Senhor não quererá ficar para a História como o mau da fita.

 

Tenha a hombridade de elevar Oliveira do Bairro a cidade anti-tourada e trazê-la para o século XXI depois de Cristo, que é, não sei se já reparou, o tempo em que nós vivemos.

 

Um tempo de modernidades, e não de bárbaros medievalismos.

 

Isabel A. Ferreira

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 19:18

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

«A PRIMEIRA OBRIGAÇÃO DE UM TOURO É COLHER E MATAR O TOUREIRO»

 

(Ora aí está algo que devia acontecer, mas nem sempre acontece, digo eu, porque a primeira obrigação do Touro é defender-se dos seus carrascos)

 

A  frase do cabeçalho quem a diz é o ganadeiro José Luís de Vasconcellos e Sousa d’Andrade numa entrevista onde põe a nu a debilidade da tauromaquia nos tempos que correm.

 

Ficaremos a saber também por que o campo pequeno enche a casa, nada tendo a ver com tourada.

 

José Luís de Vasconcellos e Sousa d’Andrade

 

E José Luís diz mais:

 

Chama parvos aos empresários que compram touros a “ganaderos” (à moda espanhola, porque isto da tauromaquia não tem nada a ver com “tradição portuguesa”), e que deviam mandar fazer um touro de corda que lhes dava para a temporada inteira.

 

Dos toureiros diz que estes só sabem de artes de circo, mas lidar um touro “bravo” não é com eles. E acrescenta: «Acha que estou para dar dinheiro a artistas de circo? Acha que gosto de ver um boi no centro da praça com um cavalo cheio de martingalas à volta?»

 

Pois… martingalas, é o que os tauricidas são.

 

E sobre a falta de cultura dessa gente? Diz o ganadero: «alguns acham que são muito espertos, mas não passam de patetas. Mas como os portugueses, o que gostam é de ser enganados

 

Quanto ao que eles denominam “cavaleiros” e eu chamo montadores, e com razão, o ganadero diz que eles nem sabem vestir-se, como poderão saber do resto (o resto é saber as “artes de cavalgar”)

 

E de quem é a culpa?

 

Essa morre solteira, diz José Luís.

 

Mas diz mais.

 

À pergunta: acha que o público não sabe exigir? Ele responde:

 

- Exigir o quê?! Esses não sabem o que vão ver. Vão para ser vistos. 90% não sabe o que é um toiro nem um toureio.

 

E quanto à afición no campo pequeno?

 

(Esta resposta foi a de que gostei mais). Diz o ganadero:

 

- Das piores, vão lá como lhe disse, para serem vistos e outros para se verem depois nas fotografias. Vão a Lisboa. É diferente. As senhoras ver os fatos umas das outras e falar ao telefone e nós para vermos umas meninas bonitas nas barreiras. Muito pouca gente vai ver a corrida e esses vêm sempre de lá aborrecidos.

 

Para ver a entrevista completa abram o link:

http://www.naturales-tauromaquia.com/entrevistas-29/5432-entrevista-a-jose-luis-de-vasconcellos-e-souza-d-andrade

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 11:59

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

CASA CHEIA… DE VENTO, NA TORTURA DE BOVINOS, ONTEM, EM SANTARÉM…

 

A quem querem enganar os tauricidas quando dizem que a tortura de bovinos está de boa saúde?

 

 

Origem da foto:

http://farpasblogue.blogspot.pt/2014/06/entrevista-de-sommer-ao-naturales-agita.html

publicado por Isabel A. Ferreira às 11:55

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Domingo, 8 de Junho de 2014

SENHORA GABRIELA CANAVILHAS, AS SUAS INTERVENÇÕES ENVERGONHAM PORTUGAL E A CULTURA PORTUGUESA

 

Se não sabe o que é isso a que chama “tradição cultural” deixo-lhe aqui o significado, para ver se consegue discernir entre tortura e cultura:

 

"A Tauromaquia é a terrível e venal arte de torturar e matar animais em público, segundo determinadas regras. Traumatiza as crianças e adultos sensíveis. A tourada agrava o estado dos neuróticos atraídos por estes espectáculos. Desnaturaliza a relação entre o homem e o animal, afronta a moral, a educação, a ciência e a cultura" (UNESCO, 1980)

 

Esta sua intervenção foi funesta e absurda, vinda de quem veio.

 

 

 ***

 

E esta outra, apoiando o aficionado da tortura de bovinos, António Costa, diz tudo de uma mentalidade que ainda não deixou um tempo longínquo e de má memória.

 

 

 
Esqueceu-se de dizer a senhora Canavilhas que com António Costa a cidade de Lisboa continuará a ser a capital da tortura de bovinos, que não condiz com a modernidade das restantes capitais europeias (excepto Madrid, que é outra nódoa negra na Europa)

Como cidadã Portuguesa, que vive no século XXI depois de Cristo, sinto-me indignada, defraudada e envergonhada por ter gente na governação do meu País (embora não com o meu voto) que ainda não saiu da Idade das Trevas.

 

Façam um acto de contrição e abandonem a política porque não têm perfil moral, nem cultural para serem governantes.

 

 E logo socialistas!

 

 O Partido Socialista se quer ganhar prestígio, terá de fazer uma limpeza à casa, e não aceitar nas suas fileiras gente que pensa pequeno e vive na Idade Média.

 

Quanta miséria moral vai por aqui…

 

Os Portugueses dispensam gente assim na governação. 

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 18:52

link do post | Comentar | Ver comentários (4) | Adicionar aos favoritos

OS BOMBEIROS DA MALVEIRA PRETENDEM JOGAR FUT-TOIRO NAS INSTALAÇÕES DO QUARTEL?

 

O quê? Li bem?

 

Mas não é o que está neste cartaz vergonhoso?

 

 

(Origem da foto)

https://www.facebook.com/VidaPorVidaOrgulhoEmSerBombeiro/posts/436893619785946

 

Não têm vergonha? Não sabem fazer nada mais civilizado? É preciso divertirem-se à moda dos broncos? Logo os bombeiros, que deviam zelar pela vida de todos os seres vivos?

 

Que raça de bombeiros são os da Malveira?

 

Falsos bombeiros. Carniceiros.

 

Deixem os bovinos em Paz, se querem ser considerados soldados da Paz.

 

De outro modo, dispam a farda, porque não a sabem honrar. 

 

E que raça de modalidade é essa do Fut-toiro?  

 

Já não chegam as outras modalidades parvas.

 

Tinham de inventar mais uma?

 

Veja-se a estupidez que é o Fut-toiro:

 
 

Isto não é de doidos varridos?
(Repara-se na assistência…) 

***

Além disso, existe uma outra questão.

 

E faço minhas as palavras do activista Luís Martins:

 

«O problema é que quando vocês se divertem maltratando animais, o problema deixa de ser exclusivamente vosso.

 

Todos os seres humanos, dignos desse nome, mais que o direito, tem o dever de intervir, a fim de tentar travar aquilo que é um crime contra um ser vivo, senciente, sensível a sentimentos como o medo e a dor.

 

Não se trata de jogar futebol ou matraquilhos. Em causa está um animal que não quer participar daquilo a que chamam um "divertimento".

 

Para o touro não é divertimento nenhum. Ele vai porque é obrigado. E isso vai contra tudo o que se pode considerar humano.

 

Maltratar animais é um crime, que só não é ainda punido em Portugal graças à cobardia de políticos que tem medo de perder meia dúzia de votos.

 

Essas "tradições" envergonham Portugal perante o mundo civilizado

 

Como já tive ocasião de dizer, essas tradições são importadas de Espanha.

Nenhum português que se preze devia fazer sua, uma tradição de quem nos colonizou.

 

Lamento imenso que se sintam ofendidos com a verdade, mas a verdade está-se nas tintas para o que pensam dela. Quem chama tradição à tauromaquia é um traidor de Portugal e da alma lusa. Se a tauromaquia fosse tradição portuguesa não se utilizavam vocábulos castelhanos, e essa forma de falar, nos acontecimentos tauromáquicos é do conhecimento de todos. Não há como negar. Quem apoia a tourada devia renegar a nacionalidade portuguesa e ir para Espanha.

 

E depois, não sei se entenderam a parte em que vocês estão a obrigar um animal a participar. Se não querem que ninguém se meta, deixem de se meter com os touros.

 

Correi vocês nus pelas ruas, espetai farpas nas costas uns dos outros. Desde que o façais de livre vontade eu não me meto. Mas quando forçam um animal a participar contra a sua vontade isso já me diz respeito. A mim e a todos os que têm consciência

 

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 16:06

link do post | Comentar | Ver comentários (6) | Adicionar aos favoritos
Sábado, 7 de Junho de 2014

NO campo pequeno, AS BORLAS E MUITOS CONVIDADOS E MUITOS FAMILIARES DOS TORCIONÁRIOS E OS MESMOS DE SEMPRE E REDUÇÕES NOS BILHETES ENCHERAM A ARENA, E AS CRIANÇAS MENORES DE IDADE QUEBRARAM A LEI…

 

 

A verdade é só uma: a tourada está podre, mas para que pareça de boa saúde, usam artimanhas, que todos conhecem, e depois dizem que a “casa esgotou”.

 

É a ilusão dos decadentes.

 

 

A revista Flash contribui para as borlas, daquela gente de plástico de má qualidade, que nem sequer sabe para onde vai.

 

De resto, a tourada foi um autêntico fiasco, segundo rezam as crónicas tauromáquicas.

 
 

 

Origem das fotos: http://farpasblogue.blogspot.pt/2014/06/famosos-ontem-no-campo-pequeno-i.html

 

Para cúmulo, por muito que se tenha escrito sobre a matéria, os responsáveis políticos, autoridades e comissões de protecção a menores fazem letra morta da legislação existente e do mais comum bom senso (é que isto nem precisava de leis) e permitem que crianças menores de idade assistam a espectáculos de violência, como se o colo das procriadoras (mães não serão) tornasse menos violentos os actos sanguinários que se cometem na arena.

 

Por muito menos já vi retirarem os filhos aos pais.

 

Não são os procriadores os responsáveis por esta inconsciência, mas sim as autoridades que, negligentemente, não fazem cumprir as leis do País.

 

E não se escudem na ambiguidade dessas leis, feitas já com esse propósito.

 

Existe uma lei maior do que as que cestão no papel, a lei da consciência, e é essa de deve prevalecer.

 

O que estão a fazer às crianças portuguesas que vivem no meio tauromáquico, sem lhes darem opções educativas válidas e evoluídas?  

 

A prepará-las para serem os futuros biocidas?

 

Pela enésima vez aqui deixo este alerta:

 

"A Tauromaquia é a terrível e venal arte de torturar e matar animais em público, segundo determinadas regras. Traumatiza as crianças e adultos sensíveis. A tourada agrava o estado dos neuróticos atraídos por estes espectáculos. Desnaturaliza a relação entre o homem e o animal, afronta a moral, a educação, a ciência e a cultura" (UNESCO, 1980)

 

O que é que as autoridades portuguesas ainda não entenderam?

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 19:00

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Sexta-feira, 6 de Junho de 2014

LARGADA DE TOUROS EM SÃO VICENTE (ELVAS) ORGANIZADA POR GRUPO DE PAIS DE UMA ESCOLA BÁSICA PARA ANGARIAR FUNDOS PARA VISITAS DE ESTUDO

 

INCONCEBÍVEL E VERGONHOSO!

 

NÃO SABEM ANGARIAR FUNDOS COMO  PESSOAS CIVILIZADAS?

 

TÊM DE UTILIZAR OS MÉTODOS BRONCOS MEDIEVAIS?  

 

QUANTA POBREZA MORAL VAI EM SÃO VICENTE!

 

 

E QUE PAIS SÃO ESTES? QUE EDUCAÇÃO TERÃO PARA DAR AOS FILHOS?

 

NA PÁGINA DESTE EVENTO, NO FACEBOOK, TEMOS A RESPOSTA: UMA LINGUAGEM ORDINÁRIA E OBSCENA, DE BRADAR AOS CÉUS!

 

O DINHEIRO ARRECADO NESTE EVENTO PARVO É PARA AS CRIANCINHAS IREM A UMA VISITA DE ESTUDO.

 

ISTO É REPUGNANTE.

 

OS PAIS OU A JUNTA DE FREGUESIA É QUE DEVEM PAGAR ESSA VISITA DE ESTUDO, COMO FAZEM NAS TERRAS EVOLUÍDAS.

 

 O QUE TEM A DIZER O MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SOBRE ESTA SUBVERSÃO DOS VALORES EDUCACIONAIS?

 

PORTUGAL ESTÁ A REGREDIR A OLHOS VISTOS, NAS BARBAS DAS AUTORIDADES QUE ESTÃO-SE NAS TINTAS PARA A EDUCAÇÃO E CULTURA E PARA O EQUILÍBRIO MENTAL DAS CRIANÇAS.

 

ELVAS É UMA TERRA COM UM ATRASO CIVILIZACIONAL ESPANTOSO!

 

DE ELVAS SÓ NOS CHEGAM NOTÍCIAS DE FESTAS DE BRONCOS, VULGO TOURADAS.

 

E A CULPA É DA MAIORIA PARLAMENTAR RETRÓGRADA, VERGADA A UM LOBBY A CAIR DE PODRE.

 

MAIS UMA VERGONHA A SUJAR O NOME DE ELVAS.

 

EVOLUAM.

 

DIVIRTAM-SE COMO SERES HUMANOS E NÃO COMO GENTE DE PLÁSTICO DE MÁ QUALIDADE!

 

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 18:23

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 5 de Junho de 2014

AINDA A CORRIDA DO PORCO PRETO INTEGRADA NOS FESTEJOS DE SÃO JOÃO DE BRAGA

 

 

Há dias, escrevi uma carta aberta ao presidente da Câmara Municipal de Braga a propósito desta iniciativa primitiva e aberrante que não dignifica nem a cidade nem as gentes bracarenses

(Abrir o link abaixo)

 

CARTA ABERTA AO SENHOR DOUTOR RICARDO RIO, PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE BRAGA

http://arcodealmedina.blogs.sapo.pt/carta-aberta-ao-senhor-doutor-ricardo-428897

 

 

 

Fonte da imagem, onde podem encontrar uma outra referência a esta idiotice: http://www.eidh.eu/magazine/?p=1392&cpage=1#comment-4721

 

Em resposta a esta carta recebi a seguinte mensagem:

 

«Exma. Senhora Isabel Ferreira,

 

Em nome do Senhor Presidente da Câmara de Braga, agradeço a sua mensagem e a participação cívica que nos prezamos em acolher.

 

Quanto à mencionada Corrida do Porco Preto, iniciativa integrada no programa das Festas de São João e promovida por diversas associações e instituições locais, cumpre-nos dizer que se trata de um desfile que recupera algumas tradições sanjoaninas, onde se encontra também integrada a largada de um porco preto, não estando previsto qualquer ato “bárbaro e cruel” ou qualquer ofensa à integridade física do animal, tal como foi mencionado.

 

Informa-se ainda, que não está também prevista qualquer iniciativa que coloque em causa, quer a imagem da cidade e dos seus habitantes, quer a dignidade dos animais entendida à luz das normas e condutas universalmente aprovadas.

 

As informações detalhadas a respeito da iniciativa poderão ser obtidas junto das entidades organizadoras.

 

Com os meus melhores cumprimentos,

 

Olga Pereira

(Gabinete de Apoio Presidência

 

***

A minha resposta:

 

Exma. Sra. D. Olga Pereira:

 

Agradeço a amabilidade da resposta à carta que dirigi ao Senhor presidente.

 

Devo, porém, fazer duas observações:

 

A primeira prende-se com a frase: «onde se encontra também integrada a largada de um porco preto, não estando previsto qualquer ato “bárbaro e cruel” ou qualquer ofensa à integridade física do animal, tal como foi mencionado

 

Ora, o Porco tem um habitat natural. Todos os animais (humanos e não humanos) retirados dos seus habitats naturais, ainda que não seja para os matar ou torturar fisicamente, sofrem um grande stress, além de pôr em causa a integridade física do animal (veja-se a foto que ilustra este texto) provocando ainda malefícios psicológicos, tal como provocaria numa criança retirada do seu meio e a colocassem num meio estranho; mormente o Porco que, entre os animais domesticados, é o mais inteligente.

 

Abrir este link: http://animalplanet.discoverybrasil.uol.com.br/os-5-animais-mais-inteligentes-do-planeta/

 

Portanto, só o facto de largar um Porco no meio de uma multidão aos berros, e depois persegui-lo, já e uma crueldade indizível. É na verdade, um acto bárbaro e inútil, um costume medieval sem a mínima valia, até porque não confere dignidade à festa de um Santo, nem às pessoas que promovem tal crueldade.

 

E a igreja católica neste aspecto tem muita culpa. Não sabe honrar os ensinamentos de Cristo.

 

A segunda tem a ver com a seguinte afirmação: «não está também prevista qualquer iniciativa que coloque em causa, quer a imagem da cidade e dos seus habitantes, quer a dignidade dos animais entendida à luz das normas e condutas universalmente aprovadas.»

 

Pois conforme já referi no parágrafo anterior, a retirada de um animal do seu habitat natural, só por si, fere, e muito, a dignidade desse animal, à luz de todas as normas e condutas universalmente aprovadas, incluindo os Direitos dos Animais. E não sou eu que o digo.

 

Portanto, Sra. D. Olga Pereira, mantenho tudo o que disse na minha carta aberta ao senhor Presidente da Câmara Municipal de Braga, e repito que esta iniciativa não dignifica nem a terra nem as gentes bracarenses do século XXI, e muito menos o Porco, que será vilipendiado, humilhado e agredido psicologicamente, só pelo facto de o retirarem do seu habitat natural.

 

E com que finalidade? Divertir um povo inculto? Sim, porque o culto não se diverte com uma tal aberração.

 

Além disso, um Porco vivo não é um brinquedo. É um ser senciente que sofre, tal como qualquer um de nós.

 

Por favor, mantenham o nível na cidade de Braga.

 

Não pretendam regressar às trevas e introduzir nuns festejos até agora limpos, um evento moralmente pobre e socialmente desprezível.

 

Continuando com a minha indignação,

 

Isabel A. Ferreira

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 18:14

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

FIGURAS PÚBLICAS E ARTISTAS A FAVOR DA FESTA DOS BRONCOS (VULGO TOURADAS)

 

Querem conhecer as pessoas de plástico de má qualidade?

 

Abram o link (sempre em actualização):

  

https://www.facebook.com/media/set/?set=a.175438099165520.37999.175436649165665&type=3

 

 

Este ficará para sempre ligado ao vergonhoso decreto que permitiu aos broncos de Barrancos matarem Touros, com requintes de malvadez…

 

A lista é já bem longa, e faltarão muitos.

 

Alguns, não nos admira: só têm ossos na cabeça.

 

Mas outros, que ocupam cargos importantes?...

 

Ninguém é perfeito, sim, mas ISTO?

 

Isto é demasiado baixo para gente que se diz tão "alta".

 

Todas estas “caras” ficarão na História ligadas á

Festa dos Broncos

 

É lamentável…

 

Porém… não passam de caricaturas… do que poderiam ter sido e não foram…

 

Um dia, os descendentes destas "figuras" envergonhar-se-ão delas...

 

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 12:07

link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 4 de Junho de 2014

TORTURA GRATUITA E HUMILHAÇÃO DE BOVINOS INDEFESOS, VIOLÊNCIA E SANGUE, EIS OS GOSTOS DO SOCIALISTA ANTÓNIO COSTA, QUE AMBICIONA SER PRIMEIRO-MINISTRO DE PORTUGAL

   

Onde há interesses económicos sanguinários não há honra, nem dignidade, nem ética, nem bom senso, nem carácter

 

Um “socialista” aficionado de tortura de seres vivos indefesos, que envergonha o Partido Socialista português e um País que se quer civilizado, não pode nem deve ascender a primeiro-ministro, por não ter perfil humano para representar Portugal

 

Seria uma imoralidade

 

 

 

António Costa e Elísio Summavielle, dois pretendentes a cargos na governação de Portugal, um como primeiro-ministro, outro como ministro da "coltura" inculta, naturalmente. Dois aficionados da tortura e do sangue. Duas “cartas” que têm de ficar fora do baralho, para que Portugal possa progredir.

 

Então vejamos:

 

Numa sexta-feira, a 9 de Abril de 2010, Elísio Summavielle, então secretário de Estado da Cultura, e António Costa, presidente da Câmara Municipal de Lisboa, estiveram presentes na corrida de touros que inaugurou a temporada no campo pequeno, em Lisboa, uma cidade que se diz europeia, com esta repugnante nódoa negra, que a coloca no rol de cidades com um evidente atraso civilizacional.

 

E o que fez António Costa?

 

 

Fez esta desonra às insígnias honoríficas, símbolos de Portugal, que em princípio só devem ser atribuídas a pessoas que se destacam por ter feito algo dignificante pelo País:

 

António Costa, Presidente da Câmara Municipal de Lisboa, aproveitou aquela ocasião mórbida, que é a da tortura de bovinos indefesos, e desceu à arena e sob, cerrada ovação, impôs a José Luís Gomes a Medalha de Mérito Municipal Grau Ouro (decisão unânime da edilidade em Setembro de 2009), na hora da despedida de cabo do grupo de forcados de Lisboa, ou seja, António Costa recompensou a cobardia, a crueldade, a violência, e a Medalha de Mérito Municipal perdeu, naquele exacto momento, todo o seu significado simbólico.

 

Reza ainda a crónica que «os dois (pseudo) políticos (porque isto de ser político tem as suas regras de honra) terão tido muitas razões para irem ao campo pequeno, desde o genuíno apreço pela festa - Summavielle, pelo menos, gosta de toiros - à capitalização da simpatia dos aficionados (uma minoria inculta e insignificante, refira-se). Mas num tempo de histeria «animalista» e de vassalagem ao politicamente correcto, uma coisa ninguém lhes pode negar: tomates».

 

Isto é o que diz o articulista.

 

Mas vistas bem as coisas, estes dois pretendentes a ascender a altos cargos governamentais não estão de todo habilitados para tal, porque lhes falta precisamente esses frutos da horta, para podermos considerá-los Homens inteiros e dignos de representarem o povo Português, que não se revê nesta imoralidade que é a tauromaquia.

 

Os Portugueses lúcidos rejeitam veementemente “políticos” que não sabem dignificar o bom nome de Portugal.

 

 

Eis os de triste figura a aplaudir a tortura  

 

 

 É esta a “festa mais culta” que António Costa e Summavielle defendem…

 

Fontes:

http://afestamaisculta.blogspot.pt/2010/04/tomates.html

 

http://barreiradesombra.blogs.sapo.pt/7862.html

 

*** 

Agora entendo por que António Costa mandou responder laconicamente a uma mensagem que lhe enviei, sugerindo que elevasse Lisboa a Cidade Anti-Tourada, para que esta pudesse colocar-se ao nível das grandes capitais europeias.

 

Na altura não sabia que António Costa era aficionado.

 

Então, temos duas coisas a fazer, com urgência:

 

Primeiro: enviar a todas as agências turísticas estrangeiras um cartaz onde se mostre uma Lisboa sanguinária.

 

Segundo: não permitir que António Costa chegue a primeiro-ministro.

 

 

1ª Reunião da 17ª Sessão Extraordinária 03 06 2014

 

 

O Deputado da Assembleia Municipal de Lisboa, Miguel Santos (PAN), neste órgão autárquico fala sobre a ‪‎tauromaquia e a péssima imagem que esta transmite de uma Lisboa que se quer uma verdadeira cidade europeia.

  

Da minha parte saúdo o Dr. Miguel Santos pela sua excelente intervenção.

 

(Vejam o vídeo aos 44 minutos e 21 segundos. Vale a pena ouvir) 

 O vídeo já cá esteve, mas a censura encarregou-se de o eliminar

Isabel A. Ferreira

 

 

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 14:55

link do post | Comentar | Ver comentários (8) | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim

Pesquisar neste blog

 

Abril 2021

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

Posts recentes

Em Vila Franca de Xira: «...

Como os mortos não falam,...

Testes de toxicidade em a...

Enquanto o Povo dorme... ...

Março/09/2021: um dia ne...

«O último adeus» - "Enqua...

Estão a aparecer cordeiro...

Este monstro marinho, cha...

«Morreu [o Touro] Marism...

O Planeta Terra e os seus...

Arquivos

Abril 2021

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Direitos

© Todos os direitos reservados Os textos publicados neste blogue têm © A autora agradece a todos os que os divulgarem que indiquem, por favor, a fonte e os links dos mesmos. Obrigada.
RSS

Acordo Ortográfico

Em defesa da Língua Portuguesa, a autora deste Blogue não adopta o Acordo Ortográfico de 1990, devido a este ser inconstitucional, linguisticamente inconsistente, estruturalmente incongruente, para além de, comprovadamente, ser causa de uma crescente e perniciosa iliteracia em publicações oficiais e privadas, nas escolas, nos órgãos de comunicação social, na população em geral, e por estar a criar uma geração de analfabetos escolarizados e funcionais.

Comentários

Este Blogue aceita comentários de todas as pessoas, e os comentários serão publicados desde que seja claro que a pessoa que comentou interpretou correctamente o conteúdo da publicação. Serão eliminados os comentários que contenham linguagem ordinária e insultos, ou de conteúdo racista e xenófobo. Em resumo: comente com educação, atendendo ao conteúdo da publicação, para que o seu comentário seja mantido.

Contacto

isabelferreira@net.sapo.pt