Segunda-feira, 23 de Setembro de 2013

CARTA AOS AUTARCAS QUE SE CANDIDATAM ÀS CÂMARAS MUNICIPAIS, DOS MUNICÍPIOS QUE APOIAM A TORTURA DE BOVINOS E OS MAUS TRATOS A ANIMAIS

 

Senhores candidatos:

 

O meu nome não importa.

 

Sou uma cidadã comum. De nacionalidade portuguesa. Faço parte do povo. Sou livre pensadora. Tenho os meus direitos e tenho os meus deveres.

 

Um dos meus direitos é votar.

 

E um dos meus deveres é denunciar os governantes que, tendo sido eleitos para servir o povo, servem-se a si mesmos e aos lobbies aos quais se vergam como uns lacaios.

 

Ainda estou indecisa. Votar ou não votar eis a minha questão, porque estou farta desta democracia podre. Estou farta das leis bastardas que uns legisladores, que nada percebem de leis, fazem aprovar, para depois não serem cumpridas.

 

Temos uma Constituição. E sabem o que descobri? Que nenhum governante neste país cumpre a Constituição. Nenhum.

 

Por que então o povo tem de cumprir leis bastardas e mal feitas e que são a vergonha do país?

 

Não li todos os programas políticos dos partidos concorrentes, mas não tenho dúvidas de que todos, de uma forma geral, mostrarão preocupações muito parecidas no que diz respeito às necessidades básicas da sociedade.

 

Falácias.

 

Será transversal a todos os partidos políticos que as preocupações e os objectivos prioritários sejam as crianças; os idosos; os desempregados; os mais frágeis; as questões sociais; saúde; a educação; a energia; o ambiente; enfim, tudo o que faz parte do quotidiano de uma sociedade que se quer harmoniosa, civilizada e evoluída.

 

Mas isto é transversal apenas nos discursos da campanha eleitoral.

 

Depois de eleitos fazem tudo ao contrário. A isso chama-se trapaça. E eu, como cidadã livre, e com direitos consignados na Constituição Portuguesa, não tenho de ser cúmplice dessa trapaça.

 

Portugal não tem caminhado para o futuro no que respeita a determinadas áreas, atrás referidas, como deveria ser normal, uma vez que está inserido na Comunidade Europeia. Não! Estamos na cauda da Europa. Um povinho pobre, a pedir uma esmolinha à Alemanha, e esta a colocar as suas mãozorras em cima de nós.

 

Enquanto isso os autarcas que se candidatam a estas eleições nos municípios taurinos gastam milhares de Euros a apoiar a actividade medieval da tauromaquia, algo que um povo evoluído rejeita. E o povo que passe fome. E as crianças que não tenham escolas. E os idosos que não tenham assistência. Que lhes interessa isso? O que importa é o lucro que a tortura dá a uns poucos.

 

Além de o nosso país estar atrasado em relação a muitas dessas aéreas, existe uma em que Portugal está integralmente atrás dos países mais desenvolvidos e evoluídos da Europa e do mundo: a falta de respeito e ética em relação aos animais não humanos.

 

Portugal resolveu parcialmente os seus problemas de racismo, de xenofobia, de sexismo, mas tem esquecido e ficado para trás na resolução do especismo, que ainda grassa na sociedade.

 

Somos um país da U. E. onde em pleno século XXI se continuam a praticar, a aplaudir e a apoiar costumes bárbaros, como as mais variadas modalidades de tortura de bovinos; a permitir circos com animais enclausurados; onde são abatidos milhares de cães e gatos todos os anos nos espaços de recolha municipais, apenas porque não existem leis que regulem os nascimentos descontrolados dos animais (que curiosamente fica mais barato que os abates); onde segundo o código civil, os animais estão equiparados a coisas (um animal será o mesmo que uma cadeira?); onde os touros e cavalos foram nesciamente excluídos do Reino Animal; onde é permitido o tiro aos Pombos, a luta de Cães, a caça e a pesca desportivas, enfim uma infinidade de crimes contra a Natureza, o chamado ecocídio, que estigmatiza o nosso país e coloca-o no rol dos países terceiro-mundistas.   

 

Existem muitos candidatos às Câmaras Municipais taurinas cujo único objectivo é dar continuidade a esta política carniceira (que até dá os seus lucros) e servir os lobbies a ela ligada.

 

Outros já têm teias de aranha, e todos os vícios de quem está no poder há bastante tempo, como segundos...


Outros ainda, foram condenados por abuso de poder (como é o caso do candidato pelo PSD à Câmara Municipal da Póvoa de Varzim), outros por corrupção, mas continuam a insistir... E a lei permite que um cidadão, que tem o Certificado de Registo Criminal sujo, seja candidato a um cargo político...?

Estes candidatos não têm nada para oferecer ao povo, nem aos animais não humanos que vivem nos seus municípios. Apenas se impõem servir a si próprios e aos vários lobbies implantados nos municípios.  

 

Dito isto, devo acrescentar que este é o momento de dizer NÃO aos candidatos que não se interessam pelo povo e pelos seus problemas.

 

Senhores candidatos, os senhores não podem ganhar estas eleições, porque se ganham, será o atraso de vida, a ignorância, um passado com cheiro a mofo e a violência que regressará o poder.

 

E esse poder podre, não o quero para o meu País.

 

Por isso o meu voto irá para as urtigas, são mais úteis do que os autarcas que se candidatam para servir lobbies.

 

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 19:52

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sejam bastinhas, bostinhas ou bestinhas, os portugueses estão fartos da irracionalidade dos tauricidas e de quem os apoia

 

Esta “gente” pretende DESCONSTRUIR o país. O futuro estará ameaçado? Vamos ser engolidos pela ignorância e irracionalidade de uns poucos?

A resposta é claramente NÃO!

 

Vamos dar a estocada final nesta perversão tauromáquica.  

 

 

O que vemos aqui? Um cobarde a torturar uma cria de bovino. Isto não faz parte da CULTURA de nenhum país do mundo. Isto é sadismo, psicopatia, doença mental.

 

O torcionário Joaquim Bastinhas, neste comentário, assinalado na imagem, diz (na linguagem típica dos taurinos): «Esquerdistas de merda. São a favor de abortos, drogas e maricas e ainda tem coragem de criticar uma tradição que tanto orgulha os portugueses».

 

Não posso deixar passar esta oportunidade para dizer ao Bastinhas que os rótulos fascistas estão fora de moda. Vê-se logo que vive no e do passado. Não evoluiu nem um milésimo de milímetro.

 

Que os defensores da VIDA ANIMAL (de qualquer vida) sejam a favor do aborto é outro fantasma que persegue os tauricidas. A vida é una, e matar seres vivos, seja fora ou dentro dos ventres das mães é algo condenável à luz da racionalidade. Nem todos pensam como eu. Nem todos pensam como o Bastinhas.

 

Quanto a drogas… quem é a favor das drogas? O álcool é uma droga tão maléfica quanto qualquer outra, e no entanto os tauricidas são os maiores bebedores de álcool, pois só num estado adiantado de alcoolismo é que se atrevem a ir cometer as barbaridades que comentem na arena, para exorcizarem a INVIRILIDADE deles, atacando um ser muito mais VIRIL do que todos eles juntos - o Touro. Daí o ódio que todos os envolvidos nesta prática grosseira lhe dedicam.

 

E estes é que são os verdadeiros maricas. Os outros são homossexuais, que nada têm a ver com as mariquices dos torcionários. Até o Papa Francisco compreende estas opções. Mas não as mariquices.

 

Quanto à coragem de criticar uma aberração que nunca pertenceu à “classe” das tradições e que empavona (orgulho é outra coisa) apenas uma minoria irracional de portugueses, temos o dever de ter essa coragem.

 

A esmagadora maioria REJEITA a tauromaquia.

 

É preciso que isto fique bem claro.

 

***

«Uns certos políticos e uma ínfima parte da sociedade deste país, fecham os olhos perante um dos actos mais selvagens e cruéis da raça humana, algo que nos envergonha só de pensar que quem os comete é da mesma espécie que nós. Estes selvagens que se dizem civilizados, como se demonstra nesta foto, continuam mais atrasados espiritual e intelectualmente que qualquer calhau granítico existente na serra da estrela.» (Cândido Coelho)

 

Fonte:

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=445835442151145&set=a.118685031532856.19225.100001740791934&type=1&theater

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 10:53

link do post | Comentar | Ver comentários (8) | Adicionar aos favoritos
Domingo, 22 de Setembro de 2013

MAIS UM HORROR CONTRA BOVINOS, DESTA VEZ EM ALGEMESÍ (ESPANHA)

 

Quando pensamos que já vimos tudo, há sempre algo que ainda está por ver - as HEDIONDAS “BECERRADAS” de Algemesí, um jogo macabro, realizado à noite, onde bezerros, soltos com um ano ou menos, são torturados até à morte, das formas mais cruéis.

 
 
 

 

 

Como não podia deixar de ser, esta “coisa” monstruosa é realizada por BÊBADOS, que saltam para a arena, podendo utilizar qualquer objecto cortante para, sem qualquer conhecimento de toureio, cravar nos corpos destes inocentes e indefesos animais.  

 

Se isto te revolta, escreve para: ajuntament@algemesi.net

 

É nosso DEVER ajudar a banir os costumes bárbaros que só envergonham  a Humanidade.

 

Fonte:

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=634409786580109&set=a.245025578851867.59159.228029200551505&type=1&theater

 

 
 
publicado por Isabel A. Ferreira às 17:31

link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos
Sábado, 21 de Setembro de 2013

OS DEFENSORES DOS ANIMAIS NÃO VOTARÃO EM CANDIDATOS PRÉ-HISTÓRICOS

 

OS DEFENSORES DOS ANIMAIS (QUE SÃO A ESMAGADORA MAIORIA) VÃO REJEITAR NAS URNAS TODOS OS CANDIDATOS QUE APOIAM AS LEIS BASTARDAS CONTRA OS ANIMAIS (HUMANOS E NÃO HUMANOS)

 

 


O QUE SE PRETENDE É UM MUNDO LIVRE PARA SERES HUMANOS E SERES NÃO HUMANOS!

 

ABAIXO AS LEIS BASTARDAS!


ABAIXO A CARNIFICINA!

ABAIXO OS GOVERNANTES SUBSERVIENTES AOS LOBBIES!

ESTES NÃO TERÃO MAIS LUGAR NA GOVERNAÇÃO!

 

ACORDAI POVO!

 

O MOMENTO É ESTE!

 

UM FUTURO LIVRE DE CAVERNÍCOLAS AGUARDA-NOS!

 

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 19:22

link do post | Comentar | Ver comentários (6) | Adicionar aos favoritos

AJUDAR QUEM PRECISA É UM DEVER

 
 
(Para aqueles que têm a intenção de criticar esta acção, dizendo: «E então os pobrezinhos,  e as criancinhas que passam fome?» Devo dizer que quem ajuda os animais não humanos ajuda igualmente os animais humanos.
 
E a nossa contribuição é a DOBRAR. E em época de crise, quem defende os animais (humanos e não humanos) tira a própria camisa para a dar a quem precisa.
 
E vocês, os que apenas criticam, o que fazem?
 
publicado por Isabel A. Ferreira às 15:18

link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos

A DESEDUCAÇÃO CONTINUA A IMPERAR NA ILHA TERCEIRA - INACREDITÁVEL!

 

Isto é que é um programa culto e educativo para oferecer a crianças?

Onde estão os adultos responsáveis por esta ABERRAÇÃO?

Onde estão as AUTORIDADES?

Onde estão os PAIS?

Onde estão os EDUCADORES? 

Pobres crianças, querem fazer delas os imbecis do futuro!

 
 

Uma imagem que demonstra a “cultura” terceirense que querem impingir às crianças. Deviam ir todos para a prisão por seduzirem menores para a violência. Pior do que isto só a pedofilia.

 

Rede Valorizar (?)

Ou Rede Desvalorizar?

 

 

No âmbito do programa da formação ABC – Nível II, e apelando à solidariedade e à sensibilidade social dos formandos, a turma 30_II_AH concretizou o seu Projeto Social no dia 30 de agosto, sexta-feira.

 

Depois de debatidas várias hipóteses, a turma decidiu fazer algo pelas crianças, nomeadamente pelas crianças que se encontram atualmente privadas da vivência e convívio familiar por diversos motivos.

 

Surgiu então o projeto: “Um dia diferente para as crianças da Irmandade Nossa Senhora do Livramento”. Este projeto consistiu em proporcionar

 

A 13 crianças, com idades compreendidas entre os 8 e os 14 anos, um dia de convívio diferente, cheio de alegria, festa e animação. O local onde se realizaram as atividades foi no Tentadero João Gaspar, no Pico Funil, próximo do Algar do Carvão.

 

O dia foi organizado da seguinte forma:

 

• Chegada ao local/receção: 10:30h

Montar a cavalo

• Jogos (futebol, vólei, mata; e outros)

• Almoço convívio: 12:00h

Vacada

• Jogos tradicionais

• Lanche convívio

• Regresso

 Informações adicionais:

• As refeições foram confecionadas e oferecidas pelos formandos.

• Os cavalos para as crianças foram cedidos pelo formando Alexandre Pimentel.

Os bezerros para a bezerrada foram cedidos pelo Sr. João Gaspar, sob a responsabilidade do formando Lénio Silva.

• O local para a realização do convívio foi gentilmente cedido pelo proprietário.

 

Fonte:

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=387315828064711&set=a.321147678014860.1073741826.321145098015118&type=1&theater

 

***

Nada contra o que NÃO ESTÁ SUBLINHADO.

 

Tinham necessidade de incluírem neste programa a TORTURA DE BEZERROS E CAVALOS? Sim porque os cavalos também sofrem nestes “jogos” inúteis e deseducativos.

 

Quem ganha com isto?

 

Não são, com toda a certeza, as CRIANÇAS.

 

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 12:11

link do post | Comentar | Ver comentários (6) | Adicionar aos favoritos
Sexta-feira, 20 de Setembro de 2013

Escassa presença de público na tortura de bovinos, ontem à noite, no "campo pequeno"

 

 

Onde estão os aficionados/sádicos? Não lhes pagaram os bilhetes? Não os deixaram entrar de borla? Ou ir ver tortura já não lhes dá “estatuto social”?

 

A tradição das cadeiras vazias está a enraizar-se. 

 

Caminhamos para a estocada final na tauromaquia

 
  

Cada vez menos gente a assistir a touradas. Até mesmo na capital de Portugal. Nem o Correio da Manhã o esconde, conforme pode ler-se aqui:

http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/ultima-hora/faltou-ambiente-a-corrida-dos-jovens

 

Fonte: 

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=638663379500562&set=a.215152191851685.58389.215151238518447&type=1&theater

 

 

 

Pois...ontem não havia "bilhetame" oferecido... A foto acima mostra a "afición" real no campo pequeno.

 

 "campo pequeno", 19 de Setembro = prova acabada da decadência da tauromaquia.

 

Fonte:

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10151816424117954&set=a.456062717953.248692.153439512953&type=1&theater

 

 

Fonte da foto:

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=640247026006107&set=a.472890756075069.108951.143034799060668&type=1&theater

 

***

Tanta tortura para tão poucos sádicos!

Que falta de brio!


"Bailar" para o ar...

Isabel A. Ferreira

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 14:33

link do post | Comentar | Ver comentários (8) | Adicionar aos favoritos

EIS O IMENSO AMOR QUE OS TAURICIDAS E AFICIONADOS "SENTEM" POR UM TOURO

 

VARGAS LLOSA (escritor) diz:

 

 "O TOURO É TRATADO COM IMENSO AMOR, AINDA QUE OS ANIMALISTAS O IGNOREM» 

 

O que os tauricidas e aficionados têm é inveja do ser digno e viril que um BOVINO é, e eles não são

 
 

Repare-se no “amor imenso” que estas criaturas tenebrosas "sentem" pelo Touro…

 

É preciso ser cego mental e demente para dizer tal parvoíce.

 

Vargas Llosa naturalmente perdeu o juízo.

 

A sua mentalidade é primitiva. Não consegue discernir as coisas.  

 

A sua demência é visível nestas palavras que não condizem com a imagem que diz mais do que as palavras de mil Vargas Llosas.  

 

É preciso que esta “essência” tauromáquica seja denunciada.

 

O mundo precisa de saber quão dementes são estas criaturas, para poder extirpar esta praga social, e colocá-las no lugar onde devem estar: num manicómio.

 

MAS PRIMEIRO TEREMOS DE DERRUBAR OS GOVERNOS INSANOS QUE PERMITEM E APOIAM ESTA INFÂMIA  QUE INSULTA, OFENDE E AGRIDE A HUMANIDADE.

 

Fonte:

 

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10151662359908511&set=a.10150489521753511.368297.53140173510&type=1&theater

 

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 14:27

link do post | Comentar | Ver comentários (6) | Adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 19 de Setembro de 2013

É assim, a tourada à corda nos Açores... Uma vergonha que o mundo rejeita e condena...

 
 

Mais um cão envolvido numa tourada. Os melhores amigos dos animais não permitem isto!

Partilhem para demonstrar a dedicação e protecção animal das touradas.

 

Vergonha para os Açores!

 
 
 

A Andreia (sinalizada na imagem no rectângulo vermelho) diz: «coitadinho, ele está magoado (o cão) está a curar uma pata partida, foi uma sorte não lhe ter acontecido algo pior. Eu parecia maluca, só gritava: «foge, foge…»

 

Fonte:

 

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=547680885305456&set=a.451275978279281.101438.451257841614428&type=1&theater

 

***
E o que dizer destas imagens? (E muitas mais?)  

É só abrir este link e clicar em cima das imagens

 

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=1414593995425938&set=oa.211079782396976&type=1&theater

 
 

  

 
 
 
 
 
 
 
 
   
 
É "isto, a tão "celebrada cultura" açoriana?  

Vergonha!

E é  "isto" que governantes trogloditas apoiam.


Isabel A. Ferreira
 
 
 
publicado por Isabel A. Ferreira às 10:28

link do post | Comentar | Ver comentários (23) | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 18 de Setembro de 2013

ROMPENDO OS DOGMAS DA TAUROMAQUIA

 

O Touro de lide não existe, pois não há tal classificação taxonómica

 

 

QUE TE DIZ ESTA IMAGEM?

 

Por: Derecho Sin Fronteras

 

O Touro, erradamente rotulado como “de lide” não é agressivo, tão-só é obrigado a defender a sua vida.

 

As vítimas das arenas são torturadas e assassinadas contra a sua vontade, uma vez que os seus direitos lhes são negados pelo seu carrasco, que justifica a sua atitude com mentiras, ignorância e discriminação.

 

Já chega de sangue como diversão.

 

Já chega de ignorar os direitos de quem tem uma linguagem e aparência diferentes, e permitir que se mascare a ignorância e a corrupção como cultura.

 

A tauromaquia é um crime organizado e legalizado.  

 

A tauromaquia é uma doença social que deve ser erradicada.

 

JÁ!

 

Fonte:

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=526397057430826&set=a.124239214313281.21612.120433714693831&type=1&theater

 

 

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 19:39

link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim

Pesquisar neste blog

 

Fevereiro 2024

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
21
22
23
25
26
27
28
29

Posts recentes

Dois anos de guerra na Uc...

«Bicadas do Meu Aparo: “P...

Na passagem do 97º aniver...

Aleixei Navalny, um símb...

Os Defensores dos Direito...

Legislativas 2024 - Movim...

Os Polícias são traidores...

João Moura condenado: jus...

24 de Janeiro de 1944: ao...

«Bicadas do meu aparo: “S...

Arquivos

Fevereiro 2024

Janeiro 2024

Dezembro 2023

Novembro 2023

Outubro 2023

Setembro 2023

Agosto 2023

Julho 2023

Junho 2023

Maio 2023

Abril 2023

Março 2023

Fevereiro 2023

Janeiro 2023

Dezembro 2022

Novembro 2022

Outubro 2022

Setembro 2022

Agosto 2022

Junho 2022

Maio 2022

Abril 2022

Março 2022

Fevereiro 2022

Janeiro 2022

Dezembro 2021

Novembro 2021

Outubro 2021

Setembro 2021

Agosto 2021

Julho 2021

Junho 2021

Maio 2021

Abril 2021

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Direitos

© Todos os direitos reservados Os textos publicados neste blogue têm © A autora agradece a todos os que os divulgarem que indiquem, por favor, a fonte e os links dos mesmos. Obrigada.
RSS

AO90

Em defesa da Língua Portuguesa, a autora deste Blogue não adopta o Acordo Ortográfico de 1990, nem publica textos acordizados, devido a este ser ilegal e inconstitucional, linguisticamente inconsistente, estruturalmente incongruente, para além de, comprovadamente, ser causa de uma crescente e perniciosa iliteracia em publicações oficiais e privadas, nas escolas, nos órgãos de comunicação social, na população em geral, e por estar a criar uma geração de analfabetos escolarizados e funcionais. Caso os textos a publicar estejam escritos em Português híbrido, «O Lugar da Língua Portuguesa» acciona a correcção automática.

Comentários

Este Blogue aceita comentários de todas as pessoas, e os comentários serão publicados desde que seja claro que a pessoa que comentou interpretou correctamente o conteúdo da publicação. 1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome. 2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas". 3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias. Serão eliminados os comentários que contenham linguagem ordinária e insultos, ou de conteúdo racista e xenófobo. Em resumo: comente com educação, atendendo ao conteúdo da publicação, para que o seu comentário seja mantido.

Contacto

isabelferreira@net.sapo.pt