Sexta-feira, 3 de Maio de 2013

A JUVENTUDE TAURINA PORTUGUESA REPRESENTA A PARTE PODRE DA SOCIEDADE

 

A juventude taurina portuguesa representa a parte podre da sociedade. Orgulha-se de algo que é rasca. Não se respeita a si própria, muito menos o próximo. Os seus valores são dos mais baixos que existem. E claro, uma vez educada para ser rasca, rasca será até à morte.

Nunca conhecerá o sabor doce da vida.

 

 

 

«Juventude Taurina = Juventude Putrefacta

 

A “juventude taurina portuguesa”, publicou esta imagem na sua página facebook que de imediato teve a benção dos paizinhos da “prótoiro”:

 

Pois foi exactamente porque os pais os levaram em crianças a touradas que agora são o que são. Não são sãos, porque se fossem não se deliciariam e divertiriam a ver um animal ser humilhado e torturado. Não participariam em garraiadas académicas onde obscenamente, garraios são alvo de todo o tipo de torturas físicas por parte de um bando de gandulos que formam parte desta juventude que se diz portuguesa mas depois usa uma palavra espanhola para se descrever.

 

Gente sã não se envolve neste tipo de comportamentos, gente sã não é violenta, gente sã não se embebeda e tortura animais.

 

Palavras leva-as o vento,  são as acções que provam o verdadeiro carácter de um ser humano. As acções desta ralé provam exactamente aquilo que são,  pessoas desprovidas de quaisquer sentimentos ou empatia. Esta gente nunca evoluirá foram educados assim e assim morrerão.

 

Prótouro
Pelos touros em liberdade
»

 

Fonte:

http://protouro.wordpress.com/2013/05/03/juventude-taurina-juventude-putrefacta/

 

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 09:16

link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 2 de Maio de 2013

ENQUANTO NO RESTO DO PAÍS SE CELEBRA O DIA DAS MÃES COM FLORES, EM BUCELAS (LOURES) INSULTAM AS MÃES DESSA FREGUESIA COM UMA GARRAIADA PAROLA

 

Dizem eles: «grandiosa garraiada».

 

É o que faz ser uma terra atrasada, cheia de broncos, que ainda vivem na Idade Média.

 


 

 

Presidente da Junta de Freguesia de Bucelas, isto é um insulto às Mães. À sua Mãe, também.

 

Esperamos que estra garraiada esteja às moscas, pois quem for celebrar a Mãe com este tipo de crueldade contra jovens bovinos, inocentes, inofensivos e indefesos, sofre de um qualquer distúrbio mental.

 

E Bombeiros de Bucelas, não têm vergonha?

 

Dizem-se Soldados da Paz, mas não passam de carrascos de seres vivos, o que anula a nobre missão de defender e salvar vidas.

 

Isto é o Portugal dos pequeninos, no seu pior.

 

E as Mães de Bucelas aceitam este insulto?

 

Ainda vão a tempo de cancelar esta estupidez.

 

Pois tenham a certeza de que esta mistura de Dia da Mãe com Bombeiros Voluntários e um acto de crueldade para com seres indefesos, é a celebração da parolice. E um acto covarde.

 

HONREM AS VOSSAS MÃES.

RESPEITEM OS ANIMAIS.

SEJAM HOMENS INTEIROS.

CANCELEM ESTA ESTUPIDEZ.

 

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 18:02

link do post | Comentar | Ver comentários (6) | Adicionar aos favoritos

CRIANÇAS OFERECEM MIL EUROS A UMAS MONJAS CATÓLICAS PARA QUE EVITEM ORGANIZAR UMA CORRIDA DE TOUROS PARA RESTAURAR MOSTEIRO

 

 

Esta é uma história surrealista, onde um grupo de crianças espanholas mostra ser muito mais lúcido do que monjas católicas adultas, sem o mínimo sentimento de responsabilidade cristã.

 

Ainda há esperança… porque nos restam as crianças lúcidas…

 
 
 
 

Dirigentes da “El Cuarto Hocico”, com Jane Goodall, que escreveram: «Para nós, crianças, é muito importante que os adultos nos ensinem como nos comportarmos com um ser que pode sofrer. Se estivermos bem esclarecidos sobre isto, desde a infância, saberemos como agir quando crescermos. Por isso, quando nos inteirámos de que queriam fazer uma corrida de touros para angariar dinheiros, pensámos em ajudá-las, mas ajudá-las de outra maneira. (Esperamos servir-lhes de ajuda!!! 

 

(Fonte: “Infância sem Violência”)

 

Há uns dias atrás, as Irmãs da Congregação Religiosa Católica “Iesu Communio”, ordem de religiosas que vive no mosteiro de San Pedro Regalado em La Aguilera, (Burgos, Espanha),  anunciaram a realização de um festival taurino, para o dia 4 de Maio de 2013 (no próximo sábado), com a finalidade de arrecadar  fundos para poder restaurar o mosteiro.

 

http://www.religionconfidencial.com/solidaridad/083245/corrida-de-toros-y-concierto-flamenco-la-original-idea-de-las-mojas-de-iesu-communio-para-salvar-su-convento-en-la-aguilera

 

Alertadas para esta situação, as crianças da organização “El Cuarto Hocico”, formada e dirigida por alunos de uma escola de Muel (Saragoça), decidiram destinar os seus recursos económicos e esforços, começando pelos primeiros mil Euros, doando-os às monjas, para que estas não tenham de torturar animais para conseguir o dinheiro.

 

Com esta finalidade, escreveram uma carta às freiras, onde demonstraram a sua preocupação com a tourada anunciada, pedindo-lhes para não torturar os animais, oferecendo os tais mil euros e todo o dinheiro que conseguirem arrecadar em donativos para que desistam da iniciativa.

 

Queremos colaborar com vocês oferecendo 1000 € que já temos”, explicaram as crianças na sua carta.

 

Além disso, pretendem organizar várias acções para poderem conseguir mais dinheiro para as monjas para que não tenham que realizar mais corridas de touros.

 

As crianças do «El Cuarto Hocico», na carta dirigida às religiosas, expressam a sua preocupação não só pela crueldade a que serão submetidos os animais, mas também mostraram-se muito surpreendidas pelo facto de uma entidade religiosa organizar eventos onde até mesmo um ser humano pode ser ferido ou morto, e salientaram os danos que estas práticas causam na sociedade, que se habitua à violência e se insensibiliza perante o sofrimento alheio.

 

Queremos colaborar com vocês oferecendo 1000 € que já temos”, explicaram as crianças na sua carta, esclarecendo “não podemos entender que para obter algo material seja necessário ferir outro ser, muito menos num espectáculo público que nos dá um mau exemplo e transmite uma mensagem para a sociedade de que a violência é uma coisa boa”.

 

Desta forma querem estas crianças oferecer às monjas uma alternativa ética e respeitosa para angariar fundos, e que estas aceitem cancelar o festival organizado para o próximo dia 4 de Maio, em Burgos.

 

Recorde-se que “El Cuarto Hocico” recebeu em Fevereiro passado o Prémio Nacional APDDA 2012, atribuído pela Associação Parlamentar em Defesa dos Animais, partilhando esta distinção com a famosa primatologista Jane Goodall, que recebeu o Prémio Internacional.

 

Além disso a “El Cuarto Hocico” desenvolveu a iniciativa “Children for Animals” apoiada por personalidades da educação e da ciência, um projecto através do qual as crianças de Muel convidam todas as crianças do mundo a criar as suas próprias organizações e a trabalhar em conjunto numa rede global de protecção de animais dirigidas por crianças. Outro dos prémios que recebeu a organização foi concedido pela própria Jane Goodall, o prémio de melhor projecto do III Concurso Nacional de Ecoiniciativas. Receberam ainda o Prémio Nacional CreArte do Ministério da Cultura espanhol, entre outros.

 

Fonte:

http://basta.pt/criancas-pedem-o-cancelamento-de-tourada/

 

***

 

 O QUE É «EL CUARTO HOCICO»? 

 
 

 

http://elcuartohocico.blogspot.com.es/

 

Fonte:

 

https://www.facebook.com/notes/la-tortura-no-es-cultura-torture-is-not-culture/nota-de-prensa-ni%C3%B1os-ofrecen-mil-euros-a-unas-monjas-para-que-eviten-organizar-u/587378054619647

 

***

 

EM PORTUGAL ISTO SERIA IMPOSSÍVEL!

 

PORQUÊ?

 

OS RESPONSÁVEIS PELA EDUCAÇÃO QUE RESPONDAM…

 

SERIA BOM QUE AS NOSSAS CRIANÇAS FOSSEM ASSIM EDUCADAS PARA UMA CIDADANIA HARMONIOSA E RESPONSÁVEL.

 

E A IGREJA CATÓLICA, UMA VEZ MAIS… A FALHAR A SUA MISSÃO CRISTÃ…

 

***

 

QUE VERGONHA, MONJAS DE “IESU COMMUNIO”!

 

QUE MAU EXEMPLO!

 

O QUE VALE É QUE EXISTEM CRIANÇAS COMO AS DE MUEL…

 

(Texto enviado para a Conferência Episcopal espanhola) 

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 16:14

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

TOURADAS – HISTÓRIA DE CRUELDADE E DE FALSIDADES

 

 

 

 

Touradas.

 

(História de crueldade em que todos os argumentos para tentar justificar a continuação deste espectáculo bárbaro, baseado numa falsa tradição, nunca serão convincentes).

 

Desde a pré-história até aos dias de hoje, homem e touro partilham um espaço onde deveriam coabitar de uma forma saudável e respeitosa.

 

O touro foi símbolo mitológico na Grécia antiga, e actor principal, em espectáculos repletos de tortura e sofrimento, os quais perduram ainda nos dias de hoje nuns quantos países do mundo, onde a dita evolução social e mental mais parece pertencer aqueles tempos retrógrados.

 

A península ibérica durante a Idade Média, foi palco de batalhas que careciam de milhares de homens. Exigia-se portanto, treino intensivo a homens e cavalos, cujas funções careciam de destreza, técnica e coragem.

 

Essa filosofia foi aproveitada naquela época pelos toureiros, baseando-se na luta entre o homem e o touro, e sempre com o objectivo principal, o de matar o touro sem que o toureiro ficasse ferido nessa cruel lide.

 

O touro encarnava na perfeição um suposto inimigo, que de forma enérgica e espontânea, dava luta a toureiros e peões que auxiliavam a lide do cavaleiro. Entretanto, o que começou como um mero exercício defensivo e preparativo para batalhas corpo a corpo, foi-se encarnando no que se entende por "sortes" (cada um dos actos que o toureiro executa na lide de um touro com o intuito de o matar).

 

Imposta esta arte de matar na ordem, cada uma das sortes foi transformada, de simples e rudimentar até à progressiva perfeição das formas com que esta crueldade era levada a cabo. A lide deixou de se basear na preparação do touro para a morte e foi dando passos para que a crueldade fosse feita com outra classe, á medida que se ia aplicando mais estética em cada um dos seus actos, até convertê-los em criações pré-concebidas, sem nunca renunciar á sua mais primitiva e última razão: o domínio e a morte do touro a pé ou a cavalo.

 

Defender as touradas como tradição cultural e matar um animal aos poucos como prova de valentia ou diversão requer uma boa dose de cinismo.

 

No entanto, acreditar que a sociedade actual precisa desse tipo de entretenimento é sinal de atraso, digno de quem ainda vive na Idade Média.

 

Fonte:

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=460744023993620&set=a.458611217540234.1073741827.100001740791934&type=1&theater&notif_t=like

 

 

***

 

E repare-se: os países que iniciaram este ritual taurino, hoje, nenhum deles o mantém.

 

Apenas  povos atrasados, como os portugueses, espanhóis, franceses, venezuelanos,  mexicanos, peruanos e colombianos e estão ainda agarrados a algo que foi ultrapassado pela evolução.

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 14:29

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 1 de Maio de 2013

POBRE DE ESPÍRITO, AQUELE QUE VÊ OS ANIMAIS COMO SERES INFERIORES E NÃO DIGNOS DE SEREM AMADOS E RESPEITADOS!

 

 

 

No dia de São Francisco de Assis, um padre italiano comoveu o mundo com este gesto simbólico…


Lamento que a esmagadora maioria dos padres católicos portugueses não sinta este apelo franciscano, obviamente cristão, e permita que os animais não humanos sejam torturados barbaramente, com a sua bênção.

 

E pior ainda: que permita que os Santos e Santas da Igreja sejam festejados com as mais grosseiras e sanguinárias variantes da tauromaquia.

 

ABSOLUTAMENTE DEPLORÁVEL!

 

 

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 16:43

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

ILHA TERCEIRA (AÇORES) CAPITAL DA ESTUPIDEZ – HOJE INICIA-SE A PRIMEIRA DAS TRINTA E TRÊS TOURADAS À CORDA PREVISTAS PARA O MÊS DE MAIO

 

Será isto verdade? No mundo civilizado questionamos esta mediocridade.

 

 

 

A ilha é bela, mas os costumes são podres, mofosos, primitivos, abeirando a estupidez pura. E os que apoiam este ritual da parvoíce, sem o menor pudor, sujam o nome dos Açores, que já são conhecidos como a “terra dos broncos”.

 

Nenhum turista culto visitará a ilha nos festejos Sanjoaninos. Isto é coisa para os da casa, gente medíocre, já habituados à mediocridade.

 

Hoje começa a época tauromáquica nesta ilha, e com ela o desrespeito para com touros, cavalos e crianças, e para com a inteligência humana.

 

Em Junho realiza-se a Feira Taurina que inclui um espectáculo para crianças. Vamos contestar toda esta barbaridade começando por divulgar o máximo possível este cartaz, a solicitar o boicote às touradas de praça e ao turismo, durante as festas de São João (Sanjoaninas).

 

Sempre o sagrado ligado ao profano grosseiro.

 

E a Igreja Católica a apoiar.

 

Na verdade, a estupidez nesta ilha, não tem limites. Vejam:

 

 

 

Ouçam a mulher que diz: «Ai coitadinho do bichinho

 

Pois! Coitadinho!

 

 

NÃO HAVERÁ NA ILHA NENHUMA AUTORIDADE LÚCIDA PARA VER QUE ISTO NÃO DIGNIFICA A TERRA? PELO CONTRÁRIO: PÕE-NA NA CAUDA DO MUNDO?

 

OU SERÃO TODOS BRONCOS?

 

 

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 10:26

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim

Pesquisar neste blog

 

Junho 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
13
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

Posts recentes

PRAÇA DE TOUROS DA PÓVOA ...

RESPONDENDO AO DELÍRIO DE...

RESPOSTA DE UM VEGANO AO ...

OS ANIMAIS NÃO-HUMANOS NÃ...

«M E N S A G E M: PLANETA...

PAN DESAFIA LISBOA E PORT...

DISCURSO DE JOÃO MIGUEL T...

ASSIM É O POVO PORTUGUÊS!

«DIA DE PORTUGAL: O DESRE...

DEVOLVA-SE A PORTUGAL A L...

Arquivos

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

DIREITOS

© Todos os direitos reservados Os textos publicados neste blogue têm © A autora agradece a todos os que os divulgarem que indiquem, por favor, a fonte e os links dos mesmos. Obrigada.
RSS

ACORDO ORTOGRÁFICO

Em defesa da Língua Portuguesa, a autora deste Blogue não adopta o Acordo Ortográfico de 1990, devido a este ser inconstitucional, linguisticamente inconsistente, estruturalmente incongruente, para além de, comprovadamente, ser causa de uma crescente e perniciosa iliteracia em publicações oficiais e privadas, nas escolas, nos órgãos de comunicação social, na população em geral, e por estar a criar uma geração de analfabetos escolarizados e funcionais.

COMENTÁRIOS

Este Blogue aceita comentários de todas as pessoas, e os comentários serão publicados desde que seja claro que a pessoa que comentou interpretou correctamente o conteúdo da publicação. Serão eliminados os comentários que contenham linguagem ordinária e insultos, ou de conteúdo racista e xenófobo. Em resumo: comente com educação, atendendo ao conteúdo da publicação, para que o seu comentário seja mantido.

CONTACTO

isabelferreira@net.sapo.pt