Terça-feira, 24 de Janeiro de 2012

UM DOS MAIS BELOS SERES DO PLANETA

 

 

 

Admirem a beleza deste CAVALO

 

 

Poderão imaginá-lo numa Corrida de Touros, sendo picado nas carnes pelas esporas de um cavaleiro?

 

Poderão imaginar o sangue a escorrer pela brancura do seu pelo?

Poderão imaginá-lo estripado pelos cornos do Touro (que não tem culpa nenhuma deste crime)?

 

Poderão imaginá-lo, fulminado por um ataque cardíaco, estendido na arena ensanguentada, depois de uma lide aberrante?

 

Poderão imaginá-lo arreado e a espumar, olhos a saírem das órbitas, numa corrida de Cavalos ou num torneio hípico?

 

Poderão imaginá-lo fechado num cercado, dando voltas e mais voltas, sem saber o que fazer?

 

NÃO!

 

Este CAVALO, todos os Cavalos devem ser LIVRES e correrem nos prados, nas planícies, nos montes, crinas ao vento, exibindo toda esta beleza, da sua natureza selvagem, como é da Lei Natural.

publicado por Isabel A. Ferreira às 18:40

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 23 de Janeiro de 2012

ACORDAI, AUTORIDADES! ACORDAI PARA A CIVILIZAÇÃO!

 

 

 

Esta é a imagem que os responsáveis pelo Santuário de Fátima permitem que exista.

Esta é a prova do apoio que a Igreja Católica dá à CRUELDADE

 

 

Graças ao Parlamento Português, à Igreja Católica Portuguesa, à classe dos veterinários portugueses e às autoridades portuguesas, que deviam actuar e não actuam, os maus-tratos a animais em Portugal são o pão-nosso de cada dia, e não existe uma consciência colectiva que possa travar esta tendência patológica de uma fracção do povo português, para a crueldade.

 

Quase todos os outros países do mundo estão a caminho da evolução.

 

Só Portugal continua enclausurado num fosso medieval, enterrado até ao pescoço, em lodos antigos.

 

ACORDAI, POVO!

 

ACORDAI, GOVERNANTES!

 

ACORDAI, REPRESENTANTES DE DEUS NA TERRA!

 

ACORDAI, VETERINÁRIOS!

 

ACORDAI, AUTORIDADES!

 

ACORDAI PARA A CIVILIZAÇÃO!

publicado por Isabel A. Ferreira às 14:30

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

MOVIMENTO ABOLIÇÃO DAS CORRIDAS DE TOUROS

 

 
 
ISTO É SÓ PARA SERES HUMANOS SENSÍVEIS QUE SÃO CONTRA A CRUELDADE, O SOFRIMENTO E A VIOLÊNCIA
E QUE REPELEM A IGNORÂNCIA E PRÁTICAS PRIMITIVAS
 
O POVO PORTUGUÊS SERÁ UM POVO CULTO?
AQUI FICA A PERGUNTA. A RESPOSTA, LOGO VEREMOS...
 
publicado por Isabel A. Ferreira às 09:59

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Domingo, 22 de Janeiro de 2012

O PARLAMENTO PORTUGUÊS APOIA A CRUELDADE E A VIOLÊNCIA

 

 

UM INSULTO À INTELIGÊNCIA DOS PORTUGUESES E A PORTUGAL

publicado por Isabel A. Ferreira às 14:42

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Sexta-feira, 20 de Janeiro de 2012

DEPUTADOS DA ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA OPTARAM POR SER CARRASCOS...

 

 

Ontem, na Assembleia da República esteve em causa o futuro dos Touros e dos Cavalos, em Portugal, baseado numa exigência ética, que se quer para um país civilizado e culto.

 

Discutia-se uma Petição com mais de sete mil assinaturas de Portugueses conscientes de viverem na modernidade, e em que se pedia a Abolição das Touradas em Portugal, que como se sabe é um acto sádico, medieval e covarde mascarado de “tradição”.

 

Ontem, deveria optar-se entre a VIDA e a TORTURA. Condenar-se-ia os Touros e os Cavalos ao massacre e ao sofrimento? Ou deixá-los-iam viver em liberdade, como é de seu direito? Essa era a grande questão.

 

Ontem, os deputados da Nação decidiram.

 

CARRASCOS OU LIBERTADORES dos Touros e dos Cavalos?

 

Ontem, para meu grande espanto, os deputados optaram por ser CARRASCOS.

 

Em nome de quê? Obviamente em nome do lobby económico (ao qual se rendem vergonhosamente) e da ignorância.

 

Durante vinte minutos, ouviu-se da boca dos representantes dos seis partidos com assento parlamentar, uma enxurrada de “nadas” que envergonhou Portugal e os Portugueses cultos.

 

Isabel Aguincha (PSD) centrou-se na liberdade individual. Podemos então maltratar um ser vivo quando nos der na gana.

 

Gabriela Canavilhas (PS), que todos sabemos ser uma aficionada ferrenha, e que está a marimbar-se para a Cultura, pensa que a liberdade da diversidade é que é, ainda que essa liberdade vá contra a liberdade de outros seres vivos, como o de terem o direito à VIDA.

Podem ouvir as palavras que envergonham Portugal, neste vídeo:

 

http://www.youtube.com/watch?v=N0d4BmlR2kA&feature=youtu.be

 

Teresa Anjinho (CDS-PP) mais valia estar calada, porque só desprestigiou o partido que representa e Portugal. A actividade económica e a questão jurídica estão acima de qualquer valor humano. A VIDA que se lixe.

 

Paulo Sá (PCP), nem foi carne nem peixe. Estão abertos à reflexão, mas não à proibição. O que resumindo, não é nada. Então para quê reflectir? Mas não admira nada, com os antecedentes de tortura deste partido. O que mudou desde Staline?

 

Heloísa Apolónia (PEV) entende que a tauromaquia é CULTURA, mas é coisa que pode mudar. O que é importante é conhecer a violência no espectáculo... Como se toda a gente já não soubesse que a tourada é um dos espectáculos com maior VIOLÊNCIA. Mais valia estar calada.

 

Catarina Martins (BE) mostrou-se claramente contra a Tourada. Foi o único partido que o fez. Estão ao lado dos peticionários, e a Tourada é algo que deve acabar. Sim. Vamos à luta. É uma exigência ética.

 

Para ouvir as suas palavras o BE disponibilizou este vídeo na Internet:

 

http://semtouradas.posterous.com/

 

Depois de ouvir o que ouvi, fiquei cheia de VERGONHA. Exceptuando o Bloco de Esquerda, que se abeirou do bom senso, os restantes partidos demonstraram uma mediocridade cultural estarrecedora.

 

Em nenhuma intervenção (à excepção do BE) se discutiu o SOFRIMENTO DOS ANIMAIS, que para os nossos deputados não deve ter qualquer importância, o que demonstra uma falta de sensibilidade atroz.

 

Vinte minutos de pobreza mental. Como podemos estar entregues a gente tão inculta, tão insensível, tão ignorante?

 

Ignorantes, sim. Nada sabem de Biologia, de Ética, de Antropologia, de Anatomia, de Sofrimento. E dizem-se doutores, frequentaram universidades. São os “senhores deputados”. Mas optaram por ser CARRASCOS. Em vez de defenderem o que é prestigiante para Portugal, defenderam o que o coloca no charco.

 

Não tiveram a CORAGEM CÍVICA de defender os valores da Cultura Culta, mas tão só os seus próprios gostos e interesses pessoais.

 

Eu tenho de dizer francamente: pensava que o meu País estivesse em mãos de gente lúcida e com exigências éticas. Gente culta e iluminada. Mas ENGANEI-ME redondamente.

Venceu a MEDIOCRIDADE.

Para finalizar, não resisto a transcrever o que disse o Professor Paulo Borges (do PAN – Partido dos Animais e da Natureza), acerca do que ontem se passou na Assembleia da República, e que subscrevo inteiramente:

 

«Os deputados eleitos pelos portugueses manifestaram-se hoje (ontem) maioritariamente a favor da continuação das touradas em Portugal e mesmo os que assumiram ser contra nada fizeram de concreto para avançar com um projecto-lei contra elas. Os que falaram de cultura e liberdade do homem omitiram a escravidão e o sofrimento de um animal como nós, inteligente e senciente. Com isto mostraram ser coniventes com o crime moral de torturar animais inocentes para gozo e embrutecimento de uma minoria humana e mostraram ser completamente indiferentes à ética, à ciência, ao progresso da civilização e ao desprestígio internacional de Portugal. Os portugueses que tirem as devidas conclusões acerca de quem os representa. Eu já tirei as minhas há muito tempo.»

 

E eu também.

 

Portugal está na cauda da Europa. E continuará na cauda da Europa com estes deputados, mentalmente cegos, que ainda não saíram da Idade Média, a (des)governá-lo.

 

A TOURADA cairá em Portugal, como está a cair nos restantes oito países. É uma questão de tempo (pouco). Isto é um dado adquirido. Queiram ou não os deputados da Nação. Ou pretendem ficar “orgulhosamente sós” na sua mediocridade, enquanto o mundo evolui?

 

Ontem venceu a IGNORÂNCIA.

Em breve vencerá a LUCIDEZ.

 

Isabel A. Ferreira

publicado por Isabel A. Ferreira às 15:28

link do post | Comentar | Ver comentários (6) | Adicionar aos favoritos

A COVARDIA

 

 

 

«A covardia é a mãe da crueldade» (Michel de Montaigne)

publicado por Isabel A. Ferreira às 14:45

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 19 de Janeiro de 2012

VIDA OU TORTURA? O PARLAMENTO PORTUGUÊS JÁ SE PRONUNCIOU...

 

 
 
HOJE, NA ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA, ESTEVE EM CAUSA O FUTURO DOS TOUROS E DOS CAVALOS, EM PORTUGAL.
 
ESTEVE EM CAUSA A ESCOLHA: VIDA OU TORTURA?
 
NESTE MOMENTO AGUARDO CONFIRMAÇÃO DO QUE OS DEPUTADOS DA ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA DECIDIRAM.
 
CONDENARIAM OS TOUROS E OS CAVALOS AO MASSACRE?
 
OU TERIAM ESCOLHIDO DEIXÁ-LOS VIVER SEM OS CONDENAR AO SOFRIMENTO?
 
CARRASCOS OU LIBERTADORES?
 
BREVEMENTE SABEREMOS.
 
(ESSE BREVEMENTE SERÁ AMANHÃ, DIA 20 DE JANEIRO)

CARRASCOS OU LIBERTADORES?

A RESPOSTA JÁ ESTÁ COMIGO. 
publicado por Isabel A. Ferreira às 18:40

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 18 de Janeiro de 2012

O QUE ESTARÁ EM CAUSA, AMANHÃ, NA ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA PORTUGUESA?

 

 

 

Amanhã, dia 19 de Janeiro, a partir das 15 horas, na Assembleia da República, será discutida, entre outros temas, a Petição «Pelo fim das Corridas de Touro em Portugal», apresentada pela CAPT – Campanha Anti-Tourada de Portugal.

 

O que estará em causa nesta discussão?

 

Em primeiro lugar o MASSACRE a que Touros e Cavalos estão sujeitos no decorrer de um espectáculo que mancha a dignidade da VIDA.

 

Um espectáculo fruto do desvio de personalidade dos seus intervenientes. Todos sabemos que a tauromaquia é uma ilha cercada de COVARDIA por todos os lados.

 

Os Touros e Cavalos são seres vivos, com um ADN muito semelhante ao do homem, logo, são animais como nós, que sentem dor e sofrem tal como nós. Isto está cientificamente provado. Só não sabe desta realidade quem é ignorante.

 

Dito isto, não será preciso acrescentar mais nada, além de que os Touros e os Cavalos não são pertença do homem, para que este os torture por prazer.

 

Tal atitude é do foro patológico, e avilta a essência do Ser Humano, transformando-o numa criatura totalmente desqualificada.

 

Em segundo lugar estará em causa a LUCIDEZ de todos os Deputados da Assembleia da República.

 

É devido essencialmente a uma lei extremamente obtusa e sem qualquer coerência, a envergonha de qualquer Assembleia Legislativa, que a tourada existe em Portugal.

Amanhã estará em causa a COMPETÊNCIA INTELECTUAL daqueles que os Portugueses elegeram para governar Portugal.

 

Amanhã conheceremos o CARÁCTER daqueles que têm o DEVER de conduzir o País no caminho da Civilização.

 

Amanhã saberemos se somos governados por gente que DÁ VALOR À VIDA, ou se somos governados por gente que DÁ VALOR À TORTURA DE SERES VIVOS.

 

E dependendo para que lado o prato desta balança pender, saberemos se temos um Assembleia da República representativa de uma esmagadora maioria de Portugueses, ou de uma minoria tauromáquica, retrógrada, medieval, a nódoa negra da Cultura Portuguesa.

 

Amanhã será o dia D dos nossos Deputados.

 

Amanhã, Portugal e o Mundo aguardam o desfecho da luta entre a Luz e as Trevas, bem à maneira medieval.

 

Mas não viverá Portugal ainda na Idade Média?

 

 

 
AMANHÃ ESTARÁ EM CAUSA A CONTINUIDADE OU NÃO DE IMAGENS DEGRADANTES COMO ESTA 
 
 
Isabel A. Ferreira
publicado por Isabel A. Ferreira às 12:11

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Terça-feira, 17 de Janeiro de 2012

A TAUROMAQUIA É UMA ILHA CERCADA DE COVARDIA POR TODOS OS LADOS

 

 

http://www.anda.jor.br/16/01/2012/touros-abandonados-apos-uma-vida-de-exploracao-estao-morrendo-doentes-em-ilha-da-espanha

 

 

VEJAM O QUE OS PRÓ-TOURADA FAZEM AOS SEUS TÃO AMADOS TOUROS

 

HIPÓCRITAS!

 

COVARDES!

publicado por Isabel A. Ferreira às 10:26

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 16 de Janeiro de 2012

DIA 19 DE JANEIRO, NA ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA, PELA ABOLIÇÃO DAS TOURADAS E DE ESPECTÁCULOS COM TOUROS EM PORTUGAL

 

 

Esta não é propriamente uma imagem que dê dignidade a uma Nação

 

 

(Carta enviada a todos os partidos Políticos, com assento Parlamentar)

 

Exmos. Senhores Deputados da Assembleia da República Portuguesa:

 

Sou uma apoiante da Libertação dos Animais Não Humanos em Portugal e no Mundo, e particularmente apoio a Abolição das Touradas e todos os espectáculos com Touros em Portugal, uma prática patológica, de desvio de personalidade, de acordo com estudos efectuados por especialistas.

 

O meu nome é Isabel A. Ferreira, e empresto a minha voz àqueles que não têm voz, para se defenderem do homem predador, o pior inimigo do Planeta.

 

A Palavra é a minha arma, por isso, tenho utilizado as Cartas Abertas para chegar aos que, tendo o Poder, têm o Dever de colocar Portugal no patamar das Nações civilizadas.

 

Tenho dirigido aos Partidos Políticos com assento na Assembleia da República, “sugestões” para que se ponha termo à carnificina que é o Massacre de Touros (vulgo Tourada) neste nosso país, ainda tão medieval, e que desonra os Legisladores Portugueses.

 

Devo dizer que apenas dois Partidos me responderam, o que muito me decepcionou. Por onde andará a gentileza de outrora?

 

Espera-se que os representantes do povo estejam do lado dos mais fracos. E os mais fracos, neste caso concreto, são os pobres Touros e Cavalos que têm vida própria, mas não têm voz, e não vão para a arena de livre e espontânea vontade. E a isso chama-se covardia.

E a covardia não é só daqueles que estão envolvidos na Tauromaquia, mas principalmente daqueles que são responsáveis pelas Leis da Nação.

 

No dia 19 de Janeiro, será discutida, na Assembleia da República, a Petição pela Abolição da Tourada em Portugal.

 

Não vou mendigar aos Senhores Deputados da Assembleia da República que apoiem a Causa da Abolição da Tourada, simplesmente porque essa é uma competência vossa.

 

Vossas Exas. sabem perfeitamente que o nosso Parlamento não é bem visto nem em Portugal, nem no mundo.

 

Eu acredito que os Deputados da Assembleia da República Portuguesa estarão a favor da Lucidez, do Bom Senso, da Inteligência, da Sensibilidade, da Ética, da Cultura Culta, da Civilização, da Evolução e dos Tempos Modernos, e não vão deixar Portugal cair no charco da estupidez.

 

Hoje em dia, só os ignorantes ainda insistem em manter um espectáculo que fere a dignidade até das pedras.

 

No dia 19 vencerá a LUCIDEZ, de outro modo os Senhores deputados passarão por ser um grupo mentalmente cego, que não vê o que se passa no resto do mundo, onde a esmagadora maioria já acordou para a Civilização. Penso que não gostariam de se ver na posição de retrógrados.

 

Sei que a LUCIDEZ vencerá. Porque é o único caminho em direcção à evolução do País. De outro modo, o nosso Parlamento não sairá do fosso ainda cheio de lodos medievais, em que está atolado até ao pescoço.

 

Sairá ainda mais desprestigiado.

 

Para orientação de V. Exas. aqui deixo duas notas, bastante esclarecedoras, e que poderão ser tomadas em conta, na apreciação final da Petição a favor da Abolição das Touradas em Portugal:

 

Primeira nota:

 

Sondagem:

 

«Pela Europa, num estudo realizado em 2003 em diversos países europeus, 93% dos alemães, 81% dos belgas e 82% dos suíços afirmaram ser contra a tourada.


89% dos britânicos afirma que nunca assistiria a uma tourada quando estivesse em férias.

 (TNS SOFRES, sondagem encarregada pela Franz Weber Foundation)

 

76% afirma que é errado a indústria do turismo promover uma tourada seja de que forma for (sondagem ComRes, de Abril de 2007).

 

Os danos causados pela tauromaquia à identidade cultural de um país são claramente maiores do que os benefícios que possa conferir à actividade turística.

 

Os resultados das estatísticas são claros e categóricos, são números reais que reflectem vontades e não interpretações falaciosas de promotores da tauromaquia.» (Pedro Ribeiro)

 

Segunda nota:

 

Conclusão dos psicólogos do movimento Anti-Tauromaquia em Portugal, que analisaram o perfil dos aficionados no Fórum Pró e Contra Tourada, no Facebook:


 

«... na próxima já deverá ser outro membro da nossa página a ter a paciência de vir "lidar" uns aficionados. Deu para tirar algumas conclusões, desde fraca aptidão para a compreensão do português, vincados distúrbios primários, como a fácil exaltação e descompensação emocional. Todos cientificamente ligados à violência e à falta de conceitos emocionais básicos, logo repressão emocional. Posso dizer que de alguma forma não são pessoas emocionalmente saudáveis».

 

Naturalmente os Senhores Deputados da Assembleia da República Portuguesa não quererão ser coniventes com este estado caótico de personalidades desviantes, que promovem a Tauromaquia, no nosso País, e o arrasta na vergonha que é torturar animais não humanos, para divertimento.

 

Cordialmente,

 

Uma das vozes dos que não têm voz,

 

Isabel A. Ferreira

 

http://arcodealmedina.blogs.sapo.pt

 

16 de Janeiro de 2012 (ano que será o ano de todas as viragens)

 

 

Senhores Deputados (última hora) vejam este vídeo, com atenção:

 

http://www.youtube.com/watch?v=kFuXPour4xk&feature=share

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 15:31

link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim

Pesquisar neste blog

 

Março 2021

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Posts recentes

É dos piores casos de mau...

Raiva, muita raiva e repu...

Poucos saberão quem são a...

Chicken a la Carte

Ministério da Cultura (?)...

«Aquilo que uma minoria d...

«Os arrasadores de Portug...

Demolição do Padrão dos D...

«Mais Dinheiros Públicos ...

O regresso às trevas

Arquivos

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Direitos

© Todos os direitos reservados Os textos publicados neste blogue têm © A autora agradece a todos os que os divulgarem que indiquem, por favor, a fonte e os links dos mesmos. Obrigada.
RSS

Acordo Ortográfico

Em defesa da Língua Portuguesa, a autora deste Blogue não adopta o Acordo Ortográfico de 1990, devido a este ser inconstitucional, linguisticamente inconsistente, estruturalmente incongruente, para além de, comprovadamente, ser causa de uma crescente e perniciosa iliteracia em publicações oficiais e privadas, nas escolas, nos órgãos de comunicação social, na população em geral, e por estar a criar uma geração de analfabetos escolarizados e funcionais.

Comentários

Este Blogue aceita comentários de todas as pessoas, e os comentários serão publicados desde que seja claro que a pessoa que comentou interpretou correctamente o conteúdo da publicação. Serão eliminados os comentários que contenham linguagem ordinária e insultos, ou de conteúdo racista e xenófobo. Em resumo: comente com educação, atendendo ao conteúdo da publicação, para que o seu comentário seja mantido.

Contacto

isabelferreira@net.sapo.pt