Quarta-feira, 5 de Setembro de 2012

OS ABOLICIONISTAS ESTÃO A FAZER HISTÓRIA: HOJE, MAIS DO QUE NUNCA, A TAUROMAQUIA ESTÁ A PERDER-SE À VELOCIDADE DA LUZ

 

 

Muito brevemente estes belos e mansos e magníficos mamíferos, deixarão de ser torturados, para divertir sádicos e encher os bolsos a tauricidas...

 

 

Transcrevo aqui uma carta do Professor PAULO BORGES (primeiro subscritor do PAN – Partido pelos Animais e pela Natureza) que traduz o sentimento de todos os abolicionistas. Estamos a caminho do fim da tortura de Touros e Cavalos...

 

«Caríssim@s amig@s, esta petição pela abolição da tauromaquia já ultrapassou as 50 000 assinaturas, tendo crescido muito nos últimos dias como mostra evidente do repúdio de um cada vez maior número de pessoas por este espectáculo cruel, pelo investimento nele de dinheiros públicos, pelas suas consequências trágicas para touros, cavalos e homens - como o jovem forcado que ficará paraplégico - , pelo comportamento criminoso do cavaleiro Marcelo Mendes, bem como pelo ridículo comunicado da Federação Prótoiro a dizer que os defensores dos animais são "terroristas" que põem em causa a "segurança do Estado".

 

 Estamos todos de Parabéns e, em meu nome, enquanto primeiro subscritor, e do PAN, que tomou esta iniciativa, quero agradecer do fundo do coração a todas e todos que a assinaram e divulgaram.

 

 Mas quero também pedir-vos que não paremos por aqui e que sejamos capazes de levar a discussão num plenário da Assembleia da República uma petição com um número ainda maior de assinaturas: 100 000 será excelente, pois obrigará o Governo e os partidos com assento parlamentar a reconhecerem ainda mais a força desta causa.

 

O combate contra a tauromaquia e o que ela simboliza - a violência contra o outro e o mais fraco, animal ou homem - , a luta pelo progresso ético da consciência e da civilização é transversal a todas as forças políticas e partidárias.

 

O movimento pelo reconhecimento de direitos fundamentais aos animais é uma continuação e um alargamento dos movimentos pelo respeito dos direitos humanos, pelo fim da escravatura e do apartheid, pelo reconhecimento de direitos iguais às mulheres e contra todas as formas de discriminação. Somos cada vez mais e a Vitória é o nosso único horizonte.

 

É um privilégio estar convosco nesta luta, que é inseparável da luta por uma sociedade mais justa, de onde seja banida toda a opressão e exploração do homem pelo homem.

 

Conto convosco para a levarmos até à celebração da Vitória final. Estamos a fazer história. Bem hajam!

 

 

QUEM NÃO ASSINOU AINDA, AQUI ESTÁ O LINK PARA ASSINAR ESTA PETIÇÃO:

 

http://peticaopublica.com/PeticaoVer.aspx?pi=010BASTA

publicado por Isabel A. Ferreira às 15:32

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Comentários:
De José Nunes Valente a 6 de Setembro de 2012 às 12:13
Como já tive oportunidade de escrever várias vezes no FB , enquanto na UE não for formada a vontade para acabar com as touradas, ninguém se iluda que elas continuarão em nome da tradição e dos interesses económicos em jogo. Tendo em conta que à frente da Comissão se encontra o português, presumível aficionado, que foi o autor da lei da vergonhosa excepção de Barrancos, embora instigado por um presidente assumido aficionado e frequentados do Campo Pequeno, tendo isso em conta - dizia - haverá que "bombardear" todas as instituições comunitárias com imagens chocantes das touradas, bem como os governos dos países do norte, muito mais sensíveis à defesa dos animais. Até lá, todas as lutas serão úteis, mas decisiva será uma directiva que ponha termo à vergonha das touradas na Europa, que tão civilizada se quer mostrar ao mundo.
Caberá às várias organizações coordenarem-se e agirem nesse sentido.
De Isabel A. Ferreira a 6 de Setembro de 2012 às 13:58
José Nunes Valente, estou plenamente de acordo consigo.

Eu já fiz a minha tentativa individual, mas quem sou eu para que a Europa me ouça?

Há que unir as "tropas" e apontar as "baterias" para os que são mais sensíveis à questão animal.

E é isso que deve e vai ser feito.

Obrigada, pelo seu contributo.

Comentar post

Mais sobre mim

Pesquisar neste blog

 

Fevereiro 2024

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
21
22
23
24
25
26
27
28
29

Posts recentes

«Bicadas do Meu Aparo: “P...

Na passagem do 97º aniver...

Aleixei Navalny, um símb...

Os Defensores dos Direito...

Legislativas 2024 - Movim...

Os Polícias são traidores...

João Moura condenado: jus...

24 de Janeiro de 1944: ao...

«Bicadas do meu aparo: “S...

Por que é que não há dinh...

Arquivos

Fevereiro 2024

Janeiro 2024

Dezembro 2023

Novembro 2023

Outubro 2023

Setembro 2023

Agosto 2023

Julho 2023

Junho 2023

Maio 2023

Abril 2023

Março 2023

Fevereiro 2023

Janeiro 2023

Dezembro 2022

Novembro 2022

Outubro 2022

Setembro 2022

Agosto 2022

Junho 2022

Maio 2022

Abril 2022

Março 2022

Fevereiro 2022

Janeiro 2022

Dezembro 2021

Novembro 2021

Outubro 2021

Setembro 2021

Agosto 2021

Julho 2021

Junho 2021

Maio 2021

Abril 2021

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Direitos

© Todos os direitos reservados Os textos publicados neste blogue têm © A autora agradece a todos os que os divulgarem que indiquem, por favor, a fonte e os links dos mesmos. Obrigada.
RSS

AO90

Em defesa da Língua Portuguesa, a autora deste Blogue não adopta o Acordo Ortográfico de 1990, nem publica textos acordizados, devido a este ser ilegal e inconstitucional, linguisticamente inconsistente, estruturalmente incongruente, para além de, comprovadamente, ser causa de uma crescente e perniciosa iliteracia em publicações oficiais e privadas, nas escolas, nos órgãos de comunicação social, na população em geral, e por estar a criar uma geração de analfabetos escolarizados e funcionais. Caso os textos a publicar estejam escritos em Português híbrido, «O Lugar da Língua Portuguesa» acciona a correcção automática.

Comentários

Este Blogue aceita comentários de todas as pessoas, e os comentários serão publicados desde que seja claro que a pessoa que comentou interpretou correctamente o conteúdo da publicação. 1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome. 2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas". 3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias. Serão eliminados os comentários que contenham linguagem ordinária e insultos, ou de conteúdo racista e xenófobo. Em resumo: comente com educação, atendendo ao conteúdo da publicação, para que o seu comentário seja mantido.

Contacto

isabelferreira@net.sapo.pt