Quinta-feira, 26 de Julho de 2012

A DIRECÇÃO DOS BOMBEIROS VOLUNTÁRIOS DA PÓVOA DE VARZIM NÃO ABDICA DA AJUDA QUE IRÁ RECEBER DA TORTURA DE TOUROS E CAVALOS

 

 

Apesar das muitas tentativas que, ao longo destes dias, se têm encetado, para evitar que os Bombeiros Voluntários da Póvoa de Varzim caiam na ARMADILHA que os empresários tauricidas lhes montaram, para “branquear” o dinheiro sujo da TORTURA DE TOUROS E CAVALOS, que irá realizar-se no próximo dia 18 de Agosto, na arena de morte daquela cidade, a Direcção desta Corporação não vai abdicar da “ajuda” nem que essa ajuda seja uma ninharia.


A nossa tentativa de aconselhar a Direcção a mudar de ideias foi infrutífera.


O argumento foi que a tourada é LEGAL, logo, sendo legal, por que não aceitar a ajuda? Tudo o que vier para os Bombeiros é bem-vindo.

 

Contrapusemos que nem sempre a legalidade anda a par da moralidade, e é imoral os Soldados, que se dizem da PAZ, aceitarem uma ajuda proveniente da tortura de seres vivos, o que não condiz nada com a “nobre missão” que é a de “salvar vidas”. No juramento que fazem (não sei se fazem) não estará especificada qual o género de “vida” que devem salvar.


Porém, ficará implícito que VIDA é um conjunto de fenómenos comuns aos animais (humanos e não humanos) e vegetais que contribuem para o seu desenvolvimento e conservação, constituindo o seu modo de actividade desde o nascimento até à morte.

 

Ora os Bombeiros, na sua grandiosa missão, devem defender vidas humanas, vidas não humanas e vidas vegetais (o caso dos incêndios nas florestas). Porque VIDA é isto. Não é TORTURA.

 

Contudo, a Direcção dos Bombeiros Voluntários da Póvoa de Varzim decidiu DESPREZAR a MISSÃO a que estão sujeitos os seus SOLDADOS DA PAZ, e teimosamente, simplesmente porque a tourada é LEGAL, aceitar este presente envenenado, arrastando na lama o BOM-NOME (que agora ficará MANCHADO) desta Corporação.


Ainda tentámos apelar para a MORAL, para a ÉTICA, dizendo que um RITUAL SANGUINÁRIO não dignifica o ser humano, mas nada demoveu a Direcção dos Bombeiros Voluntários da Póvoa de Varzim, que conta com o apoio de José Macedo Vieira, presidente do município poveiro, nesta empreitada sanguinária.

 

Posto isto, a “mui nobre” Associação de Bombeiros Voluntários da Póvoa de Varzim irá SUJAR o seu nome, em nome de uma ninharia.

 

Lamentamos pelos “voluntários” (com certeza muitos deles nem concordarão), que se escreva uma PÁGINA NEGRA na História desta Associação.

 

Em nome de quê?

 

Da legalidade da tourada, foi o argumento principal.


A Moral, a Ética, a VIDA, que dizem defender, não contou para nada.


Saberá a Direcção dos Bombeiros Voluntários da Póvoa de Varzim, que uma tourada não passa da TORTURA de SERES VIVOS, que vão sangrar e sofrer horrores para divertir sádicos, e para que a Corporação receba uma esmolinha?


Isso será digno de SOLDADOS DA PAZ?


Com certeza que não.

 

Muito menos será de directores que não se vergam à MORAL, mas sim à CARNIFICINA, à TORTURA, à CRUELDADE.

 

Mais uma VERGONHA a juntar a muitas outras, no município da Póvoa de Varzim, onde cada vez mais não é bom viver.

 

Isabel A. Ferreira

publicado por Isabel A. Ferreira às 17:20

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Comentários:
De Carlos Ricardo a 27 de Julho de 2012 às 03:08
Muito de fala da acção humanitária dos Bombeiros...
Para mim e conhecendo BEM algumas corporações, sei que esse humanismo não é tanto assim. Inclusivamente grassa nessas corporações a ignorância absoluta sobre o que é um ser vivo e outras coisas que qualquer ser humano devia saber, preservar e, principalmente, respeitar.
O caso desta teimosa decisão dos BV da Póvoa do Varzim é prova disso.
Diz a Isabel "...possivelmente muitos não concordarão..." Onde estão eles? Porque não se fazem ouvir? Porque não denunciam esta prática?
Não, Isabel. esta classe é toda igual !! Uns porque concordam, outros porque se calam!!
E o Presidente da Câmara, José Macedo Vieira que para além de apoiar esta tortura, é membro de um clube de Tiro aos Pombos e também praticante deste assassínio de animais.
Mais palavras para quê ?!!!
De Isabel A. Ferreira a 27 de Julho de 2012 às 09:28
Concordo consigo, Carlos Ricardo.

E aqui, neste caso da Póvoa de Varzim, o MAU EXEMPLO vem do DIRIGENTE MÁXIMO do município que estando enlameado faz questão de arrastar para a lama instituições como a dos Bombeiros.

Isto é DEGRADANTE. Esta sociedade está a cair de PODRE. E o pior é que os poveiros calam-se, consentindo esta infâmia, numa cumplicidade estupidificante.
De Nazaré Oliveira a 27 de Julho de 2012 às 10:36
Subscrevo inteiramente o comentário inicial de Carlos Ricardo.
UMA VERGONHA aceitarem dinheiro DESTE!
Estou dececionadíssima com José Macedo Vieira, um homem que nunca imaginei que apoiasse esta crueldade (touradas, tiro aos pombos ...).
Sempre pensei que o trabalho do Arq. Silva Garcia enquanto vereador da Póvoa e enquanto defensor de uma Póvoa DIGNA e SEM TORTURA, tal como, na altura Viana do Castelo, desse frutos mas, os lóbis, de facto, falaram mais alto e a PV não entendeu que é, indiscutivelmente, uma terra que defende e PRATICA a crueldade, agora, também, com o horror do tiro aos pombos que teve destaque na imprensa poveira.
NUNCA IMAGINEI Q OS POVEIROS SE DEIXASSEM LEVAR ASSIM, TÃO FACILMENTE, mesmo sabendo que a democracia, há muito, arredada anda por essa urbe! Aliás, continuamos a assistir à autopromoção política e social dos xico-espertos, dos mandantes que nunca fizeram nada de jeito na vida a não ser ocupar pelouros e fazer joguinhos de bastidores, agradar a empresários, conceber e concretizar negociatas... Não sirvas a quem serviu e é verdade! Muita desta gente que não descola de certos cargos e de certos gabinetes, não sabe fazer mais nada a não ser mostrarem-se como pavões, aparecer nas fotografias e levarem o dinheirinho (dinheirão!) para casa!
Enquanto a Póvoa continuar a ser terra de tortura de animais eu envergonhar-me-ei da Póvoa e falarei dela com revolta e deceção.
Sei que a certos senhores e senhoras continua a interessar o betão armado, as obras (do regime) falsamente modernas e avançadas e a destruição da verdadeira e típica arte, como é o caso das antigas casas poveiras com as suas belíssimas fachadas, varandas, azulejos, sem falar de muitas e muitas coisas q todos sabem...
Bombeiros da Póvoa: afinal, também aceitam oferendas manchadas de sangue de inocentes!
Vocês também me envergonharam, mas ainda podem "voltar atrás". Vocês e a Póvoa.

Nazaré Oliveira
De Isabel A. Ferreira a 27 de Julho de 2012 às 14:40
Obrigada, Nazaré, por este testemunho.

Subscrevo palavra, por palavra, tudo o que escreveste.

É preciso mudar o rumo da Póvoa de Varzim, para que possa haver EVOLUÇÃO.

A Póvoa não cresceu, nem evoluiu. Apenas ENGORDOU. Está obesa. Cheia de iniquidades.
De Anónimo a 9 de Agosto de 2012 às 17:51
Respeitando todas as opiniões certos poderão estar que esta instituição que não vos aflige olhar pelos interesses de todos, e cujo nome está na ponta das vossas linguas quando precisam de ajuda... "chamem os bombeiros", que os bombeiros es~tarão sempre prontos a auxiliar-vos, mesmo que para isso falimias e refeições fiquem para trás!!
De Isabel A. Ferreira a 10 de Agosto de 2012 às 11:01
Senhor ANÓNIMO, primeiro, quando se quer dizer uma coisa é de bom tom DAR A CARA E O NOME.

Quanto ao que disse, há uma coisa que se chama DIGNIDADE que NÃO TEM PREÇO.

Muito menos um PREÇO PAGO A SANGUE DE TORTURA DE SERES VIVOS.

UM BOMBEIRO para o ser, tem sobretudo de HONRAR A FARDA QUE VESTE.

Se tem uma DIRECÇÃO que não VÊ O ÓBVIO, estão MUITO MAL ENTREGUES.

Depois de aceitarem DINHEIRO SUJO DE SANGUE DE TORTURA, os BOMBEIROS VOLUNTÁRIOS DA PÓVOA DE VARZIM PERDERÃO A HONRA, por uma NINHARIA que receberão. Nem vai dar para pagar o pneu de uma ambulância, quanto mais para matar a fome de famílias.

PENSEM COM A CABEÇA QUE ESTÁ EM CIMA DOS OMBROS. NÃO COM A CABEÇA DO DEDO MINDINHO DO PÉ.
De Nazaré Oliveira a 27 de Julho de 2012 às 10:40
Subscrevo inteiramente o comentário inicial de Carlos Ricardo.
UMA VERGONHA aceitarem dinheiro DESTE!
Estou dececionadíssima com José Macedo Vieira, um homem que nunca imaginei que apoiasse esta crueldade (touradas, tiro aos pombos ...).
Sempre pensei que o trabalho do Arq. Silva Garcia enquanto vereador da Póvoa e enquanto defensor de uma Póvoa DIGNA e SEM TORTURA, tal como, na altura Viana do Castelo, desse frutos mas, os lóbis, de facto, falaram mais alto e a PV não entendeu que é, indiscutivelmente, uma terra que defende e PRATICA a crueldade, agora, também, com o horror do tiro aos pombos que teve destaque na imprensa poveira.
NUNCA IMAGINEI Q OS POVEIROS SE DEIXASSEM LEVAR ASSIM, TÃO FACILMENTE, mesmo sabendo que a democracia, há muito, arredada anda por essa urbe! Aliás, continuamos a assistir à autopromoção política e social dos xico-espertos, dos mandantes que nunca fizeram nada de jeito na vida a não ser ocupar pelouros e fazer joguinhos de bastidores, agradar a empresários, conceber e concretizar negociatas... Não sirvas a quem serviu e é verdade! Muita desta gente que não descola de certos cargos e de certos gabinetes, não sabe fazer mais nada a não ser mostrarem-se como pavões, aparecer nas fotografias e levarem o dinheirinho (dinheirão!) para casa!
Enquanto a Póvoa continuar a ser terra de tortura de animais eu envergonhar-me-ei da Póvoa e falarei dela com revolta e deceção.
Sei que a certos senhores e senhoras continua a interessar o betão armado, as obras (do regime) falsamente modernas e avançadas e a destruição da verdadeira e típica arte, como é o caso das antigas casas poveiras com as suas belíssimas fachadas, varandas, azulejos, sem falar de muitas e muitas coisas q todos sabem...
Bombeiros da Póvoa: afinal, também aceitam oferendas manchadas de sangue de inocentes!
Vocês também me envergonharam, mas ainda podem "voltar atrás". Vocês e a Póvoa.

Nazaré Oliveira

Comentar post

Mais sobre mim

Pesquisar neste blog

 

Maio 2021

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
13
14
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Posts recentes

«Costa segura Cabrita»

Quando a Língua e a Histó...

«Todos desejamos ser feli...

Muito oportuno e útil: o ...

Deputada Cristina Rodrigu...

O Poder do Dinheiro

Os muito terceiro-mundist...

Muita água correu debaixo...

Quando os ditadores se co...

Ecologistas espanhóis des...

Arquivos

Maio 2021

Abril 2021

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Direitos

© Todos os direitos reservados Os textos publicados neste blogue têm © A autora agradece a todos os que os divulgarem que indiquem, por favor, a fonte e os links dos mesmos. Obrigada.
RSS

Acordo Ortográfico

Em defesa da Língua Portuguesa, a autora deste Blogue não adopta o Acordo Ortográfico de 1990, devido a este ser inconstitucional, linguisticamente inconsistente, estruturalmente incongruente, para além de, comprovadamente, ser causa de uma crescente e perniciosa iliteracia em publicações oficiais e privadas, nas escolas, nos órgãos de comunicação social, na população em geral, e por estar a criar uma geração de analfabetos escolarizados e funcionais.

Comentários

Este Blogue aceita comentários de todas as pessoas, e os comentários serão publicados desde que seja claro que a pessoa que comentou interpretou correctamente o conteúdo da publicação. Serão eliminados os comentários que contenham linguagem ordinária e insultos, ou de conteúdo racista e xenófobo. Em resumo: comente com educação, atendendo ao conteúdo da publicação, para que o seu comentário seja mantido.

Contacto

isabelferreira@net.sapo.pt