De Jose Augusto Fonseca a 24 de Setembro de 2012 às 15:33
Caríssima Isabel, Li o livro de laurentino e ainda não o fiz do seu pois ainda não chegou. Observo que, pelo trecho de vossa obra aqui postada, não coloca qualquer evidência de vossas afirmações. Pois a obra de Laurentino é escrita com evidencias (cartas, publicações, correspondências, livros) retiradas do arquivo da Biblioteca Nacional Brasileira e Fontes Portuguesa, todas oficiais e reconhecidas. São inúmeras cartas e folhetins de Jornais e publicações da época que estão arquivadas e catalogadas nestes locais. Não pude, contudo, saber qual seriam as bases oficiais para que tenhas escrito este trecho do livro. Quais cartas evidenciam suas colocações? Quais evidencias se fazem provar o que está a dizer? Quais são suas fontes? Seria sua obra uma opinião isolada e sem lastro sobre o assunto?
De Isabel A. Ferreira a 25 de Setembro de 2012 às 11:34
Meu caro José Augusto Fonseca, por quem me toma?

Acha que eu publicaria um livro, baseado apenas «numa opinião isolada e sem lastro sobre o assunto (como diz)?

Ao contrário do Laurentino Gomes, um jornalista sem formação histórica que plagiou o «Império à Deriva» do australiano Patrick Wilcken (livro que o aconselho a ler, para constatar a veracidade do plágio que é o «1808» Prémio Jabuti (???????), eu sou Licenciada em História, pela Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra (tendo antes passado pela Universidade Gama Filho, no Rio de Janeiro).

Pois se o Laurentino utilizou fontes não muito credíveis no meio histórico, eu utilizei fontes históricas (uma longa bibliografia) que só não publiquei no livro “Contestação”, porque esse livro foi retirado de uma CARTA que escrevi ao Laurentino, e que depois coloquei em livro.

Contudo, para seu conhecimento, tenho escrita uma versão mais completa da minha CONTESTAÇÃO ao «1808», com, notas acrescentadas e no final a BIBLIOGRAFIA QUE UTILIZEI.

Esta versão, que se intitula: DOM JOÃO VI - Como um Príncipe valente enganou Napoleão e salvou o Reino de Portugal e do Brasil (CONTESTAÇÃO AO LIVRO «1808» de LAURENTINO GOMES) - (2ª versão Corrigida e Aumentada), ainda não foi publicada, embora tenha várias propostas de edição, que não aceitei por não concordar com algumas cláusulas dos contratos (não tenho pressa, e hoje só publicarei um livro segundo os meus princípios).
Portanto aguardo que apareça um editor mais adequado ao que pretendo.

Se o meu caro amigo, estiver interessado, deixar-me-á um e-mail, para o qual eu possa enviar as “NOTAS MARGINAIS” onde está incluída a Bibliografia que consultei, e poderá AVALIAR a diferença entre alguém que sabe utilizar FONTES HISTÓRICAS, e alguém que é apenas jornalista e não sabe “peneirar” as fontes.

Existe uma GRANDE DIFERENÇA.

Mas para já aconselho-o a ler o livro que lhe recomendei. São parágrafos inteiros copiados. Com uma diferença: o Patrick não tinha preconceito algum contra os Portugueses. E o Laurentino destila preconceito por todos os poros, e colocou-o no livro.
Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.