Quinta-feira, 11 de Maio de 2017

A DOR DA MÃE QUE PERDE UM FILHO É IGUAL EM TODAS AS ESPÉCIES

Esta extraordinária foto foi tirada por Avinash Lodhi, em Jabalphur, na Índia.

 

Diz o fotógrafo: «Esta fotografia diz-me muito porque em toda a minha carreira como fotógrafo nunca vi nada assim. Foi tudo tão rápido que nem me apercebi do que estava a acontecer quando a tirei, mas assim que olhei para ela fiquei em silêncio durante uma hora. É um momento raro, especialmente entre animais».

 

E ainda há quem ache que os animais não sentem dor, não têm sentimentos, nem se emocionam.

 

É preciso ser-se muito ignorante e não ter um pingo de essência animal, para desconhecer uma tão óbvia verdade.

 

SOFRIMENTO.jpg

 Origem da foto:

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=1384500868254690&set=a.430208190350634.93098.100000843695134&type=3&theater

 

Esta mãe, ao ver o seu filho sem sentidos, provavelmente morto, expressou deste modo “humano” a dor que então sentiu.

 

Na selva, não há hospitais, e os animais não humanos não têm como saber do estado de saúde uns dos outros. Mas a Mãe Natureza é sábia. O bebé macaco recuperou os sentidos e viveu.

 

Mas entre um momento e outro, o sofrimento desta mãe, que ficou perpetuado nesta magnífica foto, está estampado na sua expressão profundamente dolorosa, que apenas os idiotas não conseguem observar.

 

É por estas e por outras que não podemos meter no mesmo saco todos aqueles que têm uma aparência humana. É que nem todos são humanos, por serem desprovidos daquela essência que os iguala a todos os restantes animais.

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 14:32

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Sexta-feira, 5 de Agosto de 2016

BOICOTEM TODOS OS CIRCOS QUE (AB) USEM DE ANIMAIS NÃO HUMANOS

 

(Há séculos que me recuso a frequentar lugares onde se praticam estes horrores nos bastidores, contra inocentes e indefesos seres vivos e animais como eu).

 

Este Macaco de circo foi repetidamente espancado pelo seu cruel “treinador ".

 

Mais de 30 países já baniram os circos que exploram e escravizam animais.

 

Se o vosso país ainda não proibiu actos praticados por animais nos circos, por favor, tomem a iniciativa e boicotem esses circos.

 

A Arte Circense é um atributo unicamente do Homem.

 

 

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 16:07

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 14 de Março de 2013

TODAS AS FORMAS DE TORTURA FÍSICA OU PSICOLÓGICA CONTRA ANIMAIS HUMANOS E TAMBÉM NÃO HUMANOS SÃO CENSURÁVEIS E CONTRA A LEI NATURAL

 

 

Tudo o que eu quero dizer a este respeito (que é o assunto que devia estar em cima da mesa, para discussão, e não está, porque, como sempre, fogem com o fiofó à seringa por falta de argumentos válidos, está neste extraordinário pequeno filme.

 

 

 

 

O que se segue é palha para encher colchões. Sempre mais do mesmo.

 

 

Eu disse sobre «A DOR DOS OUTROS CAUSA-NOS DOR»: REFLEXÃO AO REDOR DA VACADA ISCALINA na Quinta-feira, 14 de Março de 2013 às 02:02:

 

 

Cara Isabel,

Quanto à minha identificação, tenho o meu direito à privacidade, assim como os jovens que estiveram presentes à porta do evento têm direito à sua privacidade e imagem, tal como eles defenderam. :)

Podia-se ficar a debater dias a fio e haverá sempre alguém a contrapor os argumentos dos outros. Estamos num âmbito em que todos têm razão e ninguém tem razão.

Posso começar pela Democracia que permite a vocês exprimirem-se como acham que devem fazer, e pela democracia que permite que só sejam publicados em determinado local os comentários que os proprietários do espaço assim determinam. E sim, isso é uma democracia! Porque a liberdade de uns acaba onde a liberdade dos outros começa.

E é essa mesma liberdade que permite a vocês gostarem ou não gostarem de uma vacada e que permite que vocês ao não gostarem não terem que assistir à mesma, assim como permite aos que gostam ter o direito de assistir. E no momento em que vocês tentam impedir isso estão a interferir nos direitos dos outros.

Quanto ao vídeo colocado, lamento informar mas não é tudo igual! Assim como uma tourada em Espanha é diferente de uma tourada em portugal, ainda que as duas sejam touradas. A largada em Samora Correia é diferente da Garraiada Académica que se realiza todos os anos na Figueira da Foz durante a Queima das Fitas. A vacada organizada também difere de tudo isso até porque o recinto não tem o mesmo tamanho.

Quanto ao QI das pessoas que possam assistir a tais eventos, desconheço de quanto será ... mas lamento informar que a passar de duzentos foram raros os casos, e segundo se sabe as pessoas mais inteligentes de sempre viveram maioritariamente durante o século XIX, numa altura "não tão evoluída". Será que aquilo uns têm como evolução é realmente evolução? Existe evolução boa e má. Pelos vistos a evolução acabou por não criar tantos génios nos dias de hoje.

Nem todas as evoluções são positivas e por isso não se vai passar do azeite à azeitona. Mas sabe que em muitos sítios se está a passar do carro para a bicicleta?

Aquilo que hoje é a verdade máxima, amanhã pode já não o ser.
Uns dirão que o homem evoluiu do Macaco, outros dizem que foi Deus! Diferentes perspectivas sobre o mesmo assunto. É normal! É preciso é saber ouvir as opiniões dos outros e não tomarmos a nossa como a razão máxima.

É preciso ter essa capacidade. E para isso, é preciso evoluir!!!

Quanto ao seu comentário de que os animais sofrerão horrivelmente, usa um termo que tenta medir o sofrimento que o animal possa eventualmente ter na vacada que acho que equipara praticamente ao sofrimento de ser espetado (como na tourada) ou de ser morto, quando na realidade o máximo que pode eventualmente ocorrer em eventos do género proporcionará ao animal certamente menos dor do que aquela que as mães provocam às crias quando as pegam pelo cachaço, pelo menos a avaliar pela reacção em ambos os casos!

E nem vale a pena se discutir a intensidade da dor, porque não é possível medir tal coisa. Não é cientificamente possível!!! Dava bastante jeito por acaso porque uma pessoa pode dizer que doi muito e ser só uma moinha. Em relação aos animais ainda pior. Só se sabe na realidade que o animal tem dor se ele se queixar fazendo barulho!

E sim, toda esta discussão tem a ver com opiniões! Claro que sim!!! Porque a sua opinião é uma e a minha é outra! Porque no nosso país democrático ainda vale mais a opinião de pelo menos 50%+1 e é essa que em termos representativos acha que são coisas diferentes. Além de que o número de apoiantes "anti-touradas" não é suficientemente representativo para alterar a lei.

Os adjectivos são muito bonitos e devem ser utilizados. A nossa língua portuguesa é muito rica em adjectivos e tudo.

Agora, aquilo que falha na utilização dos adjectivos é que as pessoas que os andam a utilizar para ofender outros, sem os conhecer, sem saberem minimamente quem são ou o que fazem, aquelas pessoas que se auto intitulam como pessoas cultas, evoluídas e superiores, parecem ter faltado às aulas da boa educação.

A adjectivação deverá ser utilizada até ao limite em que se entra na ofensa, pois ultrapassado esse limite eu sempre ouvi que se perde a razão.

Já agora, assim como mete todos no mesmo saco, estando a Isabel também associada a um grupo/evento é "ensacada" nas suas acções!

 

***

 

Eu disse sobre «A DOR DOS OUTROS CAUSA-NOS DOR»: REFLEXÃO AO REDOR DA VACADA ISCALINA na Quinta-feira, 14 de Março de 2013 às 02:57:

 

 O facto de considerar que a violência contra os animais não humanos por pura diversão é o caminho directo que leva à violência contra os animais humanos é uma conclusão sem nexo e que mostra que afinal talvez haja mais pessoas a ""filosofar" sem bases intelectuais que sustente o que diz"!

Pode haver quem pratique violência contra os animais e que seja violento com os humanos, assim como há os que só sejam violentos num caso e os que não sejam violentos nem num caso nem no outro.

Mais uma vez são pontos de vista! São opiniões!
Eu não sou violento, nem num caso nem no outro. Nunca participei numa tourada. Já participei em garraiadas ou largadas.

 

O giro? Fugir! Ver os que são colhidos porque não fugiram a tempo. E muitos dos que são anti-touradas também adoram ver os que são colhidos! Os que escorregam quando vão a fugir! Tem graça!!! E se for um vitelo que depois lhe dá umas marradas ainda fica mais giro! Até acho que o vitelo se diverte também! Em vez de estar em grupo com os outros da sua espécie a darem marradas uns nos outros, vai para ali dar marradas nas pessoas, que são mais fracas que eles!!!

O problema das pessoas meterem tudo no mesmo saco é que há quem diga que uma vacada é um espectáculo de diversão macabra e sadista, quando não está em causa o provocar sofrimento às vacas mas tão só andar a fugir dela e inclusive há quem leve marradas de propósito!!! Nem sei até que ponto é que não acabam é por ajudar a desenvolver um instinto no animal para que ele se defenda e ataque em caso de se sentir ameaçado por outros!

Ninguém é obrigado a assistir!!! Por isso quando vocês dizem que não aceitam assistir a tal espectáculo, basta que não vão ao local! Boa? Assim exercemos a democracia! Os que querem vão, os que não querem não vão! E ninguém incomoda ninguém!!!

Quanto à legitimidade (Fundado no direito, na razão ou na justiça. Que tem carácter ou força de lei. = LEGAL; Natural; justo; justificado.) das vacadas, não vejo onde é que não é legítimo a realização das mesmas.

Não é contra a lei portuguesa, como reconhecem, e por acaso também não é contrário à Declaração Universal dos Direitos dos Animais!!! Acho que está longe do pensamento de alguém que está na frente de uma vaca, não ter respeito por um animal que tem um porte maior que o seu! E o facto de estarem no mesmo recinto vacas e pessoas, não significa que alguém vai maltratar a vaca. Claro que aqui a interpretação de maus tratos é diferente para uns e para outros e voltamos à ambiguidade da questão!

O facto de a vaca me passar ao lado e eu lhe dar uma palmada no lombo é mal trato? Então e quando um GNR dá uma palmada no lombo do seu cavalo também é mal trato???

Quanto ao comer animais ser sinal de evolução, estamos a entrar num campo que nem vale muito a pena porque se com alguém que é "anti" já é certo que por mais que se debata não se chega a nenhum porto porque a mentalidade está focada naquele ponto, os vegetarianos ainda conseguem ser mais extremistas.

Mas sim, passar de vegetariano para omnívoro é uma evolução. É universalmente considerado evolução! Ainda que exista quem discorde!

Agora, se há quem queira ter outro modo de vida, é livre de o fazer! Mas não tem o direito de obrigar os outros a terem que fazer igual, só porque eles acham que assim é que deve ser!!! Lá está ... a democracia e as diferentes opiniões!

Quem quer come carne, quem não quer come vegetais.

E quando se entra nos vários tipos de vegetarianos ... é quase de bradar aos céus a consistência e racionalidade dos seus princípios! Por isso não vale mesmo a pena tentar-se ter um debate racional sobre isso, ainda se vai descobrir que a pessoa que se acha mais racional e superior aos outros, não o é! :;S

Ah ... que falta de humildade nestas pessoas "extremistas" e "radicais". E depois querem debater!!!

Por último deixo um pequeno reparo, é que a organização da vacada não pertence ao ISCAL, assim como também eu próprio não sou tido nem achado nas decisões sobre o assunto.

 

Apenas estou a "filosofar". Ao contrário da Isabel, que está devidamente identificada e sobre quem não sou ninguém para fazer juízos de valor, eu sou apenas uma pessoa que aqui veio debater de forma salutar e que ao contrário dos juízos que teceram não é nem um aficionado nem é consumidor de alcool! Ups

 

***

 SABE, “EU” QUEM NÃO QUER SER LOBO NÃO LHE VISTA A PELE.

 

VÁ CONTAR O CONTO DO VIGÁRIO PARA OUTRO VIGÁRIO. NÃO PARA MIM, QUE NÃO NASCI ONTEM, E O MEU NOME É ISABEL A. FERREIRA.

 

PASSO-VOS A PALAVRA, ARSÉNIO PIRES E CARLOS RICARDO.

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 16:31

link do post | Comentar | Ver comentários (3) | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim

Pesquisar neste blog

 

Setembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
22
23
24
25
26
27
28
29
30

Posts recentes

A DOR DA MÃE QUE PERDE UM...

BOICOTEM TODOS OS CIRCOS ...

TODAS AS FORMAS DE TORTUR...

Arquivos

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Direitos

© Todos os direitos reservados
RSS

ACORDO ORTOGRÁFICO

EM DEFESA DA LÍNGUA PORTUGUESA, A AUTORA DESTE BLOGUE NÃO ADOPTA O “ACORDO ORTOGRÁFICO” DE 1990, DEVIDO A ESTE SER INCONSTITUCIONAL, LINGUISTICAMENTE INCONSISTENTE, ESTRUTURALMENTE INCONGRUENTE, PARA ALÉM DE, COMPROVADAMENTE, SER CAUSA DE UMA CRESCENTE E PERNICIOSA ILITERACIA EM PUBLICAÇÕES OFICIAIS E PRIVADAS, NAS ESCOLAS, NOS ÓRGÃOS DE COMUNICAÇÃO SOCIAL, NA POPULAÇÃO EM GERAL E ESTAR A CRIAR UMA GERAÇÃO DE ANALFABETOS.

BLOGUES

O Lugar da Língua Portuguesahttps://blogcontraatauromaquia.wordpress.comhttp://mgranti-touradas.blogspot.pt/https://protouro.wordpress.comhttps://protouro.wordpress.comhttp://animasentiens.com/http://www.matportugal.blogspot.pt

CONTACTO

isabelferreira@net.sapo.pt