Sexta-feira, 4 de Agosto de 2017

O GOVERNO REGIONAL DOS AÇORES AO SERVIÇO DA INDÚSTRIA DAS TOURADAS

 

Uma denúncia do Grupo Açores Melhores, recebida via e-mail

 

 

AÇORES2.png

 

«Primeiro foi uma conhecida ganadeira que agora é deputada pelo Partido Socialista que demonstrou que adora a ditadura, sendo, portanto, contrária ao direito de opinião de quem não aprova a prática de tortura e maus tratos aos animais e insultou quem lhe enviou um texto cordato sobre as touradas de praça na Praia da Vitória nos seguintes termos: “O Vosso ego está aos saltos porque se consideram os únicos inteligentes, mas as outras pessoas que amam a brava merecem o vosso respeito. Digo Respeito.”

 

Agora foi a vez de um conhecido forcado amador que também é membro do Governo Regional vir anunciar uma “Proposta de decreto legislativo regional que altera o regime jurídico de actividades sujeitas a licenciamento das câmaras municipais, especificamente no que se refere ao regulamento das touradas à corda” sob o pretexto de reforçar as regras de bem-estar animal e condições de descanso dos animais”.

 

AÇORES3.png

 Desventurada criança que cresce entre a violência, a crueldade, a ignorância e a estupidez tauromáquicas....

 

Ainda desconhecemos o teor das alterações introduzidas, mas à partida a proposta de decreto-lei parte de um pressuposto errado que é o de considerar que a tourada à corda é uma “manifestação popular e cultural dos Açores” por duas razões.

 

Primeiro porque tortura e abuso de animais e violência contra humanos não é uma manifestação cultural e se o fosse seria daquelas que devia ser banida da sociedade como o alcoolismo ou a violência doméstica, depois porque é uma manifestação violenta de uma ilha que, com mais ou menos sucesso, tenta impô-la às outras.

 

Por último, resta-nos mencionar que este governo está ao serviço da indústria tauromáquica pois na preparação da legislação apenas terá consultado as autarquias e a Associação Regional de Criadores de Toiros de Tourada à Corda que como todos sabem é constituída por ganadeiros.

 

Vejam um vídeo sobre a irracional cultura da violência preconizada pelo Governo Regional dos Açores

Uma VERGONHA!!!

 

 

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 17:18

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 8 de Setembro de 2016

TOURO ENTRA EM VARANDA CHEIA DE GENTE E FAZ VÁRIOS FERIDOS NA ILHA TERCEIRA (AÇORES)

 

Isto só podia acontecer na ilha Terceira.

 

Esta é sem dúvida a “festa” dos BRONCOS no seu melhor… Gritam histericamente. Por gozo? Por medo?

 

E depois não querem que se diga que estes indivíduos sofrem de uma grande panca

 

 

 

Foram vários os feridos, e nós todos a pagar o “conserto” desta gentinha.

 

No YouTube, os vídeos a mostrar esta pobreza moral, social e cultural da ilha Terceira são mais que muitos, e todos passam uma péssima imagem dos Açores.

 

Os estrangeiros gozam, criticam, e os terceirenses broncos, porque são broncos, não se apercebem de que são alvo do mais monumental escárnio do mundo inteiro.

 

Isto tem de acabar. É muita estupidez junta.

 

E o governo regional dos Açores, aliado à igreja católica portuguesa, os principais culpados desta miséria cultural, não tendo um pingo de dignidade, também não têm vergonha na cara, e permitem que os Açores sejam enxovalhados deste modo tão achincalhadinho.

 

Shame on Azores!

 

Fonte da notícia:

http://www.azorestoday.com/2016/03/20/toiro-entra-em-varanda-cheia-de-gente-video/

 

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 10:12

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Sexta-feira, 29 de Julho de 2016

GOVERNO REGIONAL DOS AÇORES PERDE A NOÇÃO DO RIDÍCULO

 

Dispensa de serviço os cobardes forcados da TTT.

 

Isto só acontece num país onde se apoia e premeia a mediocridade, a cobardia, a violência, a crueldade e a falta de inteligência e bom senso…

 

O secretário regional da “inducação” e “coltura” não tem o mínimo sentido crítico, nem a mínima noção do ridículo…

 

Se não fosse este “documento” oficial a comprová-lo, ninguém acreditaria em tamanha diotice!

 

AÇORES.jpg

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 15:40

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 16 de Maio de 2016

CARTA AO GOVERNO REGIONAL DOS AÇORES E SECRETÁRIO REGIONAL DA SAÚDE

 

TOURADA AÇORES.jpg

Origem da imagem:

https://www.facebook.com/CampanhaAbolicionistaTauromaquiaPortugal/photos/a.310865805675430.67435.305023079593036/970218969740107/?type=3&theater

 

Exmos. Senhores

Presidente do Governo Regional dos Açores

e Secretário Regional da Saúde,

 

A tertúlia tauromáquica terceirense e o Núcleo dos Açores da Liga Portuguesa Contra o Cancro anunciaram a realização de uma tourada de praça “de beneficência” para o próximo dia 29 de Maio que foi, e muito bem, repudiada pela Direcção Nacional da Liga Portuguesa Contra o Cancro.

 

No entanto, depois da recusa desta organização, a tertúlia tauromáquica terceirense, a verdadeira organizadora da tourada, não desiste dela e como forma de lavar a imagem das sangrentas e cada vez mais repudiadas touradas alteram o beneficiário, que passa a ser Hospital de Angra do Heroísmo, nomeadamente o seu Serviço Especializado de Epidemiologia e Biologia Molecular.

 

Considerando que é um insulto ao sentir generalizado da maioria dos açorianos e de todas as pessoas que, em todo o mundo, respeitam todos os seres vivos, associar a tortura de animais a fins e propósitos nobres de beneficência;

 

Considerando que é uma gravíssima afronta a todos os açorianos que um hospital do Serviço Regional de Saúde e, por extensão, o Governo Regional dos Açores e a própria Região, figurem publicamente como promotores de uma tourada;

 

Tendo em conta que é possível a angariação de fundos através de práticas pacíficas e consensuais, que não envolvam sofrimento de animais para divertir sádicos;

 

Solicitamos ao Secretário Regional da Saúde, Sr. Luís Mendes Cabral, e ao Presidente do Governo Regional dos Açores, Sr. Vasco Alves Cordeiro, que repudiem, da mesma forma como já fez a Liga Portuguesa Contra o Cancro, a realização desta tourada e não permitam que a Região Autónoma dos Açores, ou um qualquer dos seus serviços públicos, figure como promotora de um prática bárbara de tortura animal, que não dignifica o bom nome que se pretende para o Arquipélago dos Açores.

 

Com os melhores cumprimentos,

Isabel A. Ferreira

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 16:45

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Domingo, 3 de Abril de 2016

APONTAMENTOS SOBRE A TAUROMAQUIA EM SÃO JORGE

 

Como é sabido a Ilha Terceira tem sido ao longo dos tempos o bastião da vil prática de torturar bovinos e o centro irradiador da tauromaquia para outras ilhas do arquipélago, com destaque para as ilhas da Graciosa e São Jorge

 

800[1].jpg

 

Os Touros são bovinos, herbívoros, mamíferos, mansos, animais com um ADN semelhante ao do homem, e não nasceram para divertir sádicos

 

Texto de JOSÉ ORMONDE

 

De acordo com o historiador Pedro de Merelim, a primeira tourada à corda, em São Jorge, realizou-se a 7 de Setembro de 1934, durante as festas de São Mateus da Calheta. Segundo o autor citado: “Os rapazes de S. Jorge apesar de a tal, não estarem habituados, demonstraram arrojo e entusiasmo. José Veríssimo, o Prosa, natural da ilha Terceira, dirigiu a corrida. Gente das freguesias circunvizinhas acorreu, dando ao acontecimento esfusiante alegria. Outras touradas à corda se perspectivaram, para a mesma vila e freguesia da Urzelina”.

 

Com touros vindos da ilha Terceira, em São Jorge começou a prática de desrespeitar animais, de associar as touradas às festas religiosas, sem que a igreja se manifestasse contra aquela prática viciante e que, inclusive, desvia dinheiro dos paroquianos que poderiam reverter para a própria paróquia para os bolsos dos ganadeiros.

 

Depois da introdução da chamada tauromaquia popular, a indústria tauromáquica, que é insaciável em sangue e em dinheiro sem esforço, partiu para a introdução das touradas mais sangrentas para os animais, as de praça. Assim, de acordo com o autor citado, em 1948, “Alfredo Ovelha deslocou-se a S. Jorge, onde foi estudar, sem êxito, a possibilidade de realizar naquela ilha uma tourada de praça.”

 

Mais tarde, em 2005, o Governo Regional dos Açores, presidido por Carlos César, deu uma ajudinha à prática da tortura, através da “cedência, a título definitivo e oneroso, à Tertúlia Tauromáquica Jorgense – Amigos da Festa Brava Jorgense, de dois prédios rústicos sitos ao Pico da Caldeira de São Jorge, freguesia e concelho de Velas, inscritos na matriz predial rústica sob os artigos 2432.º e 1458.º e descritos na competente Conservatória do Registo Predial, respectivamente sob os n.ºs 804 e 608/Velas, ao abrigo do artigo 1.º do Decreto-Lei n.º 97/70, de 13 de Março, conjugado com o n.º 3 do artigo 5.º do Decreto Legislativo Regional n.º 3/2004/A, de 28 de Janeiro”.

 

De acordo com a Resolução do Conselho do Governo n.º 74/2005 de 19 de Maio de 2005, os terrenos que custaram a quantia irrisória de 6.000 euros e destinavam-se à “construção de uma Escola de Equitação e parque de estacionamento de apoio à Praça de Touros”. Ainda de acordo com a mesma resolução “os terrenos ora cedidos regressam ao património da Região Autónoma dos Açores se lhes for dado fim diferente do assinalado ou em caso de incumprimento das condições da cedência”.

 

A justificação para a cedência dos terrenos é uma autêntica afronta a todas as pessoas que têm e usam o cérebro para pensar. Com efeito, entre as diversas cabeças existentes no Governo Regional dos Açores de então, ninguém viu que era um disparate o seguinte:

 

“Considerando que a Câmara Municipal das Velas classifica a Tertúlia Tauromáquica Jorgense como uma instituição de grande valor no concelho, quer do ponto de vista turístico quer cultural, e que a construção de uma Escola de Equitação se apresenta como um projecto de grande importância.”

 

Quando é que uma instituição que fomenta os maus tratos a animais tem valor cultural? Que turistas vão a São Jorge para assistir à tortura de um animal numa praça de touros? Onde anda a Escola de Equitação? Porque não exige o Governo a devolução dos terrenos ao património da região?

 

 O ano de 2014 foi um ano negro para São Jorge, que se traduziu na morte, perfeitamente evitável, do senhor Horácio Borges numa tourada à corda e num número de feridos que nunca entra nas estatísticas porque há hospitais e centros de saúde e corporações de bombeiros que os escondem.

 

Foi, também, em 2014 que, depois de um interregno, regressaram as touradas de praça, com o ferimento de pelo menos um forcado. Para além do referido, regista-se a falta de vergonha por parte da Tertúlia Tauromáquica Jorgense que pediu o apoio no valor de 35. 000 (trinta e cinco mil euros) para a realização de uma tourada de praça no âmbito da Semana Cultural (?) das Velas.

 

Vergonhosa foi, também, a acção da Câmara Municipal das Velas que atribuiu 3.500 € à referida Tertúlia contra a cedência de 50 bilhetes para a tourada a distribuir por Instituições de Solidariedade Social do Concelho.

 

José Ormonde

2 de Abril de 2016

 

***

(AVISO: uma vez que a aplicação do AO/90 é ilegal, em Portugal, este texto foi reproduzido para Língua Portuguesa, via corrector automático)  

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 14:59

link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos
Terça-feira, 2 de Junho de 2015

O GOVERNO REGIONAL DOS AÇORES AUTORIZOU O EXTERMÍNIO DE ESPÉCIES PROTEGIDAS A PROPÓSITO DE QUÊ?

 

Como se já não bastasse a prática da selvajaria tauromáquica que coloca os Açores na proto-história!

 

VINHOS DOS AÇORES.jpg

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 11:55

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Terça-feira, 11 de Fevereiro de 2014

LISBOA É A PREFERIDA PARA MORAR, VISITAR E INVESTIR

 

Braga surge na terceira posição como uma das cidades preferidas dos investidores estrangeiros. O Algarve e a Madeira conquistam posições com o turismo e o centro é o preferido para morar.

 

Na cauda deste ranking estão os Açores e o Alentejo. ***

 

 

O campo pequeno é a nódoa negra que caiu no melhor pano: a cidade de Lisboa… onde ainda se mantém a actividade bárbara tauromáquica… Neste campo pequeno pratica-se tortura gratuita, para divertir sádicos. Lisboa não será a cidade perfeita… Sabemos que os turistas não põem os pés neste antro… Mas não será chegado o momento de expurgar esta nódoa da cidade, Senhor Presidente da Câmara, Dr. António Costa, elevando Lisboa a cidade anti-taurina, e acabando com esta vergonha, num recinto que poderia ser limpo, e não é? Lisboa merece.(I.A.F.)

 

Lisboa é a cidade portuguesa preferida dos turistas, investidores e residentes. É a conclusão do primeiro ranking da marca cidade, feito pela Bloom Consulting, que analisa os 308 municípios portugueses.

 

O Porto lidera a região norte, que coloca no topo da lista mais seis municípios, entre eles Braga e o “cluster” ou rede de cidades composta por Guimarães, Viana do Castelo, Maia e Matosinhos.

 

A Madeira demarca-se do Algarve ao apresentar o Funchal como a segunda melhor cidade do país para visitar.

 

No entanto, a região algarvia coloca cinco municípios no top 10, na categoria turismo: Faro é o mais bem posicionado, na combinação viver, visitar e investir. Albufeira lidera nas estadias.

 

No que diz respeito ao investimento, Braga surge em terceiro lugar e Oeiras em quarto, como as cidades preferidas dos investidores, logo atrás de Lisboa e Porto, explica Filipe Roquette, director geral da Bloom Consulting em Portugal, a consultora responsável por este ranking.

 

O estudo mede a eficácia dos 308 municípios portugueses em três vertentes: atracção de investidores, turistas e residentes. Trata-se de uma análise que tem por base dados reais e não estudos de opinião.

 

A consultora chega assim à marca país ou região, que representa um activo, que pode mudar de ano para ano. Informação para todo o tipo de públicos, desde governo a empresas, passando por académicos e profissionais. Este foi apenas o primeiro ranking dos 308 municípios, Filipe Roquette garante que haverá mais.

 

Este estudo avalia o impacto das estratégias políticas, de urbanismo e de promoção de cada município e identifica ainda as potencialidades e fragilidades de cada um. Cabe agora aos municípios usarem da melhor forma esta informação para melhorarem as respectivas posições.

 

Bloom Consulting analisa anualmente 220 países e lança agora em Portugal aquele que diz ser o ranking mais completo e detalhado já feito no país, com todos os 308 municípios.

Fonte:

http://rr.sapo.pt/informacao_detalhe.aspx?fid=25&did=138632

 

***

*** Na cauda deste ranking estão os Açores e o Alentejo.

Açorianos, alentejanos…conseguem aperceber-se porquê estão na cauda?

 

Muito atraso de vida. Nenhuma cultura. Demasiadas actividades tauromáquicas. Recusa de evolução.

 

Duas belas regiões no que respeita a paisagem, e no entanto rejeitadas por turistas e investidores…

 

Governo Regional dos Açores… isto não vos diz nada?

Terrinhas atrasadas do Alentejo… isto não vos diz nada?

EVOLUAM!

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 11:54

link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos
Domingo, 26 de Janeiro de 2014

O FIASCO DO FÓRUM MUNDIAL DA CULTURA TAUROMÁQUICA NOS AÇORES

 

É desta plantação de biodiversidade que se fala?

 

«AGRICULTOUROS – TOUROS PLANTAM BIODIVERSIDADE????»

Por Dr. Vasco Reis 

 

26 de Janeiro de 2014 às 11:10

 

Ou será uma falácia para servir a ânsia de inventar vantagens ambientais da criação de gado bravo  que serve para as touradas ***???

 

A informação objectiva que eu tenho, é que o gado bravo ocupa largas áreas da Ilha Terceira, o que impede que essas áreas sejam percorridas por pessoas/turistas com gosto por passeios na natureza.

 

Por isso, tais potenciais turistas devem procurar outros destinos, que não a Ilha Terceira.

 

A presença desses animais representa um perigo para quem inadvertidamente, ou por não conhecer a zona, ande por ali.

 

Já aconteceram ataques por touros.

 

- A tourada à portuguesa implica uma enorme tortura para touros e cavalos e é degradante para a sociedade e para o prestígio do país.

 

- A Sorte de Varas como autorizada em Espanha, não é permitida em Portugal. É uma modalidade de tortura maquiavélica destinada a perfurar e destruir musculatura do pescoço do touro, que deixará de poder levantar a cabeça ao investir contra o toureiro. O animal sangrando, debilitado, torturado por dores fortíssimas, fica impossibilitado para a luta.

 

Agora as autoridades estão "generosamente" a autorizar este massacre para agradar aos visitantes do FÓRUM, desrespeitando a lei proibitiva.

 

- A tourada à corda é propagandeada como atractivo turístico e como evento festivo, muito interessante, popular, emocionante, desopilante, lucrativo, etc.

 

Na realidade o que ali acontece é grave:

 

- Um grande sofrimento psicossomático para o touro, que arrisca ser ferido gravemente e até a morte;

 

- Elementos do público, mais afoitos, mais exibicionistas, mais alcoolizados, mais estúpidos, menos ágeis, arriscam-se a sofrer acidentes mais ou menos graves e até mortais por quedas, colhidas pelo touro, síncopes, etc..

 

- Despesas várias, desde organizativas (policiamento, bombeiros, ambulância, pessoal médico e enfermeiro, médico veterinário. Etc.) até outras, mais do que prováveis, em consequência de acidentes, tais como, de exames clínicos, hospitalização, cirurgia, morgue, autópsia, funeral, tudo à custa de dinheiros públicos alimentados pelos impostos dos contribuintes;

 

Daí resulta uma reputação lastimável para a cultura, para a ética das gentes, das autoridades, da Ilha, da Região.

 

O interesse pelo turismo na Terceira fica muito abalado.

 

É enorme a vergonha que recai sobre a Ilha Terceira e os Açores, por tanta exploração, por tanta tortura, por tanta mentira!

 

Vasco Reis

(Médico Veterinário – Aljezur)

 

***

A TAUROMAQUIA ESTÁ MORTA, SÓ ELES NÃO VÊEM…

 

90.000 mil Euros deitados ao lixo…

ÇÇÇÇÇ

2012/2014 - QUAL A DIFERENÇA?

 

SÃO MAIS 60 MIL EUROS, subsídio que o Governo Regional dos Açores aprovou para ajudar a pagar as despesas com o Fórum Mundial da cultura taurina, que se irá realizar na ilha Terceira.

 

Em 2014: Este ano, o orçamento da organização do evento ronda os 90 mil euros, o que representa uma quebra em relação à anterior edição, devido a uma redução da comparticipação do Governo Regional de 75 para 60 mil euros.

 

http://goo.gl/FEJIPa

 

Em 2012: DLR n.º 18/2005/A de 20 de Julho, no 1.º Semestre do Ano de 2011:

 

- II Fórum Mundial de cultura taurina, 75.000€

 

Meia dúzia de labregos!!! Tanto dinheiro gasto para fazer vontades a meia dúzia de labregos!!! O que me delícia a alma, é que isto mostra o evidente declínio desta actividade bárbara e decadente! A tauromaquia está moribunda...! As fotos falam por si!

 

Fonte:

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=712111268821321&set=a.495946477104469.119091.459036527462131&type=1&theater

 

***

 

 *** A CRIAÇÃO DE GADO BRAVO QUE SERVE PARA TOURADA SÃO AQUELES HERBÍVOROS MANSOS E RUMINANTES QUE OS TORCIONÁRIOS TORTURAM ANTES DA FUNÇÃO. DAÍ FICAREM "BRAVOS". PUDERA! QUALQUER UM DE NÓS FICARIA MAIS DO QUE BRAVO, SE ENERGÚMENOS DESQUALIFICADOS VIESSEM TORTURAR-NOS. AUTODEFESA. PURA E SIMPLES, QUE NADA TEM A VER COM SER-SE "BRAVO" - A GRANDE FALÁCIA DOS AFICIONADOS, UMA VEZ QUE NÃO EXISTE "TOURO BRAVO" NA NATUREZA.



 

publicado por Isabel A. Ferreira às 18:00

link do post | Comentar | Ver comentários (4) | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 24 de Junho de 2013

SÓ OS BRONCOS NÃO OPTAM PELAS FESTAS SEM TORTURA DE TOUROS DE SÃO JOÃO DA VILAFRANCA DO CAMPO, EM SÃO MIGUEL (AÇORES)

 

 

Festas de São João sem tortura

Visite Vila Franca do Campo, vá ao São João da Vila

 

Antes de entrar propriamente no assunto quero deixar aqui bem claro que sou “serrote” já que nasci, criei-me e ainda mantenho uma forte ligação com Vila Franca do Campo, onde possuo habitação, apenas não resido lá por razões de distância ao local de trabalho, embora agora com as SCUT a distância se tenha reduzido um pouco e o tempo muito.

 

Conheço muito bem Angra do Heroísmo e a ilha Terceira e sei como as suas gentes amam a sua terra e têm brio nas suas festas. Contudo, fruto de alguns séculos de deseducação persistem em manter uma tradição anacrónica e sem qualquer sentido num mundo que se quer mais justo, saudável e acolhedor para todos os seres vivos.

 

Não vou alongar-me mais a falar na bestialidade das touradas pelo que passo a registar um pouco da reflecção que tenho feito sobre as festas de São João que se realizam anualmente, tanto em Vila Franca do Campo como em Angra do Heroísmo.

 

Não vou falar dos programas das festas pois segundo me parece o de Angra do Heroísmo têm obrigação de ser muito mais rico já que os montantes investidos com dinheiros públicos são elevadíssimos, este ano a aproximar-se de 900 mil euros, apenas da Câmara Municipal de Angra do Heroísmo.

 

Em Vila Franca do Campo, embora não conheça o apoio da autarquia, tenho a certeza que o mesmo é muito inferior.

 

Injusta também tem sido a publicidade ou a cobertura que feita pela RTP-Açores e os apoios directos ou indirectos do Governo Regional dos Açores.

 

Mas, apesar de tudo, o São João da Vila tem um potencial muito maior para atrair turistas do que as Sanjoaninas de Angra do Heroísmo. Com efeito, enquanto em Angra não dispensam as sangrentas touradas de praça que este ano vão receber um subsídio camarário de 250 mil euros, Vila Franca do Campo tem umas festas livres de tortura animal para divertimento de seres que se dizem humanos.

 

Termino apelando a todos os leitores deste texto para que se querem conhecer as (boas) tradições de celebrar o São João, visitem Vila Franca do Campo durante o São João da Vila.

 

Como não sou um bairrista cego ao que de bom têm os outros, se mesmo assim for à ilha Terceira por ocasião das Sanjoaninas não vá a touradas.

 

Se quer conhecer a cultura popular daquela ilha, visite-a durante o Carnaval e nunca na época tauromáquica que vai de Maio a Outubro.

 

Vila Franca é que desbanca. Viva o São João da Vila!

 

José Pacheco

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 16:44

link do post | Comentar | Ver comentários (6) | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 31 de Outubro de 2012

MAIS UM SUBSÍDIO DO GOVERNO DOS AÇORES PARA A TOURADA À CORDA: POVO AÇORIANO, APERTAI OS CINTOS, PORQUE O VOSSO DINHEIRO VAI PARA A TORTURA!

 

 

TEMOS DE GRITAR QUE ISTO É IMORAL...

 

CRISE? QUAL CRISE?

 

ISTO É FAZER TROÇA DO POVO, MAS O POVO GOSTA...!

 

HÁ DINHEITO PASRA ESBANJAR NA TORTURA DE SERES VIVOS, MAS PARA O QUE FAZ FALTA AO POVO NÃO HÁ...

 

Ó SANTINHA IGNORÂNCIA, QUANDO CAÍS DO ALTAR?

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 15:42

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim

Pesquisar neste blog

 

Outubro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
14
15
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Posts recentes

O GOVERNO REGIONAL DOS AÇ...

TOURO ENTRA EM VARANDA CH...

GOVERNO REGIONAL DOS AÇOR...

CARTA AO GOVERNO REGIONAL...

APONTAMENTOS SOBRE A TAUR...

O GOVERNO REGIONAL DOS AÇ...

LISBOA É A PREFERIDA PARA...

O FIASCO DO FÓRUM MUNDIAL...

SÓ OS BRONCOS NÃO OPTAM P...

MAIS UM SUBSÍDIO DO GOVER...

Arquivos

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Direitos

© Todos os direitos reservados
RSS

ACORDO ORTOGRÁFICO

EM DEFESA DA LÍNGUA PORTUGUESA, A AUTORA DESTE BLOGUE NÃO ADOPTA O “ACORDO ORTOGRÁFICO” DE 1990, DEVIDO A ESTE SER INCONSTITUCIONAL, LINGUISTICAMENTE INCONSISTENTE, ESTRUTURALMENTE INCONGRUENTE, PARA ALÉM DE, COMPROVADAMENTE, SER CAUSA DE UMA CRESCENTE E PERNICIOSA ILITERACIA EM PUBLICAÇÕES OFICIAIS E PRIVADAS, NAS ESCOLAS, NOS ÓRGÃOS DE COMUNICAÇÃO SOCIAL, NA POPULAÇÃO EM GERAL E ESTAR A CRIAR UMA GERAÇÃO DE ANALFABETOS.

BLOGUES

O Lugar da Língua Portuguesahttps://blogcontraatauromaquia.wordpress.comhttp://mgranti-touradas.blogspot.pt/https://protouro.wordpress.comhttps://protouro.wordpress.comhttp://animasentiens.com/http://www.matportugal.blogspot.pt

CONTACTO

isabelferreira@net.sapo.pt