Sexta-feira, 30 de Junho de 2017

A ESTUPIDEZ FALOU MAIS ALTO EM ANGRA DO HEROÍSMO (AÇORES)

 

Façam este vídeo correr mundo, para que se saiba que em Portugal as crianças são incentivadas a aplaudir a crueldade, a violência, o SOFRIMENTO de um animal.

 

Sinto VERGONHA do governo português, liderado por um PS arcaico, aficionado e completamente fora da modernidade, da civilização, da evolução.

 

Isto é mórbido, patológico, doença mental grave. 

 

 

 

https://www.facebook.com/451257841614428/videos/vb.451257841614428/1569516539788547/?type=2&theater

 

«Jun 30, 2017 — Governantes, autarcas, deputados e toda a classe política têm as mãos sujas. É a deseducação das crianças e o sangue de seres vivos que é derramado para satisfazer o vício de alguns e encher os bolsos de outros.»

 

Fonte:

https://www.change.org/p/presidente-do-governo-regional-dos-a%C3%A7ores-n%C3%A3o-%C3%A0s-touradas-para-crian%C3%A7as-n%C3%A3o-aos-apoios-p%C3%BAblicos-para-a-tauromaquia/u/20694772

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 10:48

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 1 de Setembro de 2016

A “TORADA”, O “TORO” E O DELÍRIO DO JOÃO

 

Gosto de receber comentários assim… porque me dão a oportunidade de soltar as palavras… e aí vão elas…

 

TOURO2.jpg

 

Recebi este comentário delirante do João, que não poderia deixar passar despercebido.

 

Nele está tudo o que ficou bem claro no texto que aqui publiquei, sob o título «Tauromaquia – Doença do Foro Psiquiátrico».

 

Ora leiam:

 

Joao, deixou um comentário ao post QUANDO OS AFICIONADOS NASCEM COM O CÉREBRO DESCIDO...

às 16:29, 2016-08-31

 

Comentário:

 

Boa tarde cara Isabel, Como é possível estudar tanto e saber tão pouco? Definir o amor a uma arte como doença mental, comparar humanos e animais, e depois negar a animalidade dos humanos, e negar-lhes o direito a ser animais e a viver e experimentar esse lado animal, isso sim é quase uma doença mental.

Digo quase, porque na maior parte dos casos, como parece ser o seu e da legião de dúbios doutores de que se faz uso, é mais provavelmente uma lavagem cerebral do que uma doença.

A torada, ou se preferir a tauromaquia é uma arte e uma maneira de viver, de ser humano e animal de ser crente ou ateu, de sofrer e de sorrir. A tourada é a vida ela mesma, e os toros de lide são praticamente encarnações de Deuses, ou para os ateus como eu da própria força vital da natureza e do universo. É uma pena que tenha estudado tanto e saiba tão pouco. Bem-haja. João

 

***

Pois não é, meu caro João? Como é possível? “Malhei” tanto naquela Universidade e não sei nada. Mesmo nada. Sou a ignorância personificada.

 

O meu caro João, ao contrário de mim, deverá ter estudos superiores, tipo mestrado, doutoramento em artes… naturalmente.

 

Mas como foi possível, eu ter definido o amor a uma arte como doença mental? Tem razão. Sou uma besta. Confundir um conceito tão sublime como o amor aliado à arte da tortura, com uma doença mental, só de uma besta. De uma grande besta.

 

E comparar humanos a animais? Então essa é que é imperdoável.

 

Na verdade os humanos não têm um coração como os animais. Os humanos são assim uma espécie de vegetal que rasteja. Acertei? Corrigi-me?

 

Os animais não, os animais são mais humanos. Comportam-se como seres racionais na Natureza. Não poluem, não torturam e matam os da sua espécie nem os de outras espécies para se divertirem.

 

Negar a animalidade dos humanos, e negar-lhes o direito a ser animais e a viver e experimentar esse lado animal, não é quase uma doença mental, nem uma lavagem cerebral. Na verdade é uma doença mental, das mais graves. Então não é? Como pude ser tão cega mental?

 

E a torada? Eu prefiro o termo torada, a tauromaquia. Torada é mais condizente com a realidade da vossa arte e da vossa maneira de viver, de ser humano e animal, de ser crente e ateu, de sofrer e de sorrir. Que bonito! Isto é demasiado sublime para a minha irracionalidade.

 

A torada é a vida ela mesma, então não é? E os toros de lide são praticamente encarnações de deuses? Então não são?

 

Eu, por exemplo, adoro os Touros, são animais magníficos, plácidos, ruminantes, têm uma personalidade superior à de muitos joões que eu conheço. São na realidade a própria força vital da Natureza, e quiçá do Universo. Então não são?

 

Para depois acabarem gloriosamente assim, às mãos do animal homem que, por amor à arte, cruelmente o estraçalha:

 

TOURO.jpg

 

Pois na verdade é uma pena que eu tenha estudado tanto e saiba tão pouco! É lamentável. Muito lamentável. Humildemente admito ter de regressar aos bancos da escola primária.

 

E depois não querem que se diga que a tauromaquia é uma doença do foro psiquiátrico!

 

Bolas!!!!!!

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 16:13

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Terça-feira, 15 de Julho de 2014

VITÓRIA! TAUROMAQUIA A CAMINHO DA EXTINÇÃO!

 

A localidade asturiana de Llanes suspendeu os festejos taurinos desta temporada, devido à pressão dos Defensores dos Animais, nas redes sociais.

 

 Mais uma, entre muitas, no corrente ano.

 

De grão a grão enche a galinha o papo.

 

Neste caso, de localidade para localidade a tortura de bovinos vai se esvaziando…

 

A EXTINÇÃO TOTAL DESTA DOENÇA MENTAL É O NOSSO OBJECTIVO PRIMORDIAL

ooo

ooo

Quem é capaz de torturar estes inocentes e indefesos seres vivos, não merece a designação de ser humano. São simplesmente MONSTRUOSAS ABERRAÇÕES DA NATUREZA, desde os ganadeiros aos torcionários dançadores de ballet, passando pelos cobardes forcados.

 

Fonte:

https://www.facebook.com/161879460567994/photos/a.162225220533418.39077.161879460567994/665475383541730/?type=1&theater

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 18:49

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 14 de Abril de 2014

TOURADA EM ESTARREJA?

Senhores autarcas, endoideceram?

 

Que tradição tem Estarreja desta doença mental que é a tauromaquia?

 

Regrediram?

 

ABAIXO OS IGNORANTES!

 

 
publicado por Isabel A. Ferreira às 14:27

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Sexta-feira, 21 de Junho de 2013

A PROPÓSITO DE UMA DOENÇA MENTAL CHAMADA TAUROMAQUIA

 
 
 

Por Manuel Alves

 

Carta aberta ao Sr. Provedor de Justiça

Artigo 25º da Constituição da República Portuguesa:

 

«1. A integridade moral e física das pessoas é inviolável.»

Artigo 5º da Declaração Universal dos Direitos do Homem:

 

«Ninguém será submetido a tortura nem a tratamentos cruéis, desumanos ou degradantes»

 

As touradas são espectáculos, cuja única substância é a violência e a tortura contra um animal que está encurralado na arena, e sobre o dorso ensanguentado do qual, são espetados pelo toureiro, ferros atrás de ferros, até à sua exaustão psicofísica e até à sua morte!

 

As transmissões televisivas das touradas propiciam assim imagens as quais, por si só, são susceptíveis de influírem de modo negativo na formação da personalidade das crianças ou de adolescentes, e, constituem por isso um incentivo à violência, incentivo esse que atinge nomeadamente as crianças e os jovens.

 

No contexto actual da nossa sociedade, em que nas nossas escolas, se verificam crescentemente acções criminosas de "Bullying", nas quais um grupo agride selvaticamente um colega desprotegido, e, em que, nas nossas universidades se sucedem "praxes académicas" violentas, das quais já têm resultado mortes de alguns jovens universitários, a transmissão televisiva das touradas é mais um factor de estímulo e de insensibilidade à prática dessas acções de violência.

 

Ao assistirem à transmissão televisiva das touradas, as crianças, são ofendidas na sua integridade moral e física, já que, por um lado lhes é dito pelos adultos, que "os animais são nossos amigos", e, por outro lado, assistem incrédulos e atormentados ao espectáculo propiciado também por adultos, os quais maltratam cruelmente (ao mesmo tempo que são aplaudidos) os seus amigos animais:

 

- o cavalo, o qual sofre um enorme stress ao ser obrigado a aproximar-se do touro, acontecendo por vezes que falecem com ataques cardíacos, (como aconteceu recentemente na Ilha Terceira dos Açores);

 

- o touro que é cruel e sanguinariamente torturado até à sua exaustão e morte!

 

Devemos proteger as crianças, e os jovens desse incentivo à violência e à crueldade, para mera diversão de meia dúzia de seres humanos aficionados ao espectáculo da tortura e ao derramamento cruel de sangue do animal touro.

 

Por isso exigimos de forma imediata, e no respeito pela integridade moral e física das crianças e dos adolescentes, que seja interditada por V. Exas., a transmissão televisiva dos espectáculos cruéis e sangrentos, que o são em substância e de facto, as touradas.

 

***

 

 

 

Por Cândido Coelho

 

TOURADAS

 

História de crueldade em que todos os argumentos para tentar justificar a continuação deste espectáculo bárbaro, baseado numa falsa tradição, nunca serão convincentes.

 

Desde a pré-história até aos dias de hoje, homem e touro partilham um espaço onde deveriam coabitar de uma forma saudável e respeitosa. O touro foi símbolo mitológico na Grécia antiga, e actor principal, em espectáculos repletos de tortura e sofrimento, os quais perduram ainda nos dias de hoje nuns quantos países do mundo, onde a dita evolução social e mental mais parece pertencer aqueles tempos retrógrados.

 

A Península Ibérica, durante a Idade Média, foi palco de batalhas que careciam de milhares de homens. Exigia-se portanto, treino intensivo a homens e cavalos, cujas funções careciam de destreza, técnica e coragem. Essa filosofia foi aproveitada naquela época pelos toureiros, baseando-se na luta entre o homem e o touro, e sempre com o objectivo principal, o de matar o touro sem que o toureiro ficasse ferido nessa cruel lide.

 

O touro encarnava na perfeição um suposto inimigo, que de forma enérgica e espontânea, dava luta a toureiros e peões que auxiliavam a lide do cavaleiro. Entretanto, o que começou como um mero exercício defensivo e preparativo para batalhas corpo a corpo, foi-se encarnando no que se entende por "sortes" (cada um dos actos que o toureiro executa na lide de um touro com o intuito de o matar).

 

Imposta esta arte de matar na ordem, cada uma das sortes foi transformada, de simples e rudimentar até à progressiva perfeição das formas com que esta crueldade era levada a cabo.

 

A lide deixou de se basear na preparação do touro para a morte e foi dando passos para que a crueldade fosse feita com outra classe, á medida que se ia aplicando mais estética em cada um dos seus actos, até convertê-los em criações pré-concebidas, sem nunca renunciar á sua mais primitiva e última razão: o domínio e a morte do touro a pé ou a cavalo.

 

Defender as touradas como tradição cultural e matar um animal aos poucos como prova de valentia ou diversão requer uma boa dose de cinismo. No entanto, acreditar que a sociedade actual precisa desse tipo de entretenimento é sinal de atraso, digno de quem ainda vive na Idade Média.

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 14:48

link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 25 de Fevereiro de 2013

AS TOURADAS ESTÃO COM O PÉ NA COVA TANTO NA ILHA TERCEIRA COMO NAS RESTANTES REGIÕES ONDE A CIVILIDADE AINDA NÃO CHEGOU

 

Isto para responder aos comentários do Luís Soares, e ao responder a ele, respondo a todos os que, infelizmente, vivem num desconhecimento total do que é o mundo tauromáquico, porque o que lhes “passaram” como certo é a maior das mentiras.

 

 

 

Se isto que acabámos de ver é arte e emoção, rasguemos todos os livros e atiremos a humanidade contra um muro cravado de punhais.  

 

 

Luis Soares disse sobre “INVESTIGADOR” DA UNIVERSIDADE DOS AÇORES, JOÃO PEDRO BARREIROS, DEFENDE QUE AS GANADARIAS DA ILHA TERCEIRA SÃO “RESERVAS BIOLÓGICAS”na Segunda-feira, 25 de Fevereiro de 2013 às 13:13:

 

 

«\" Na Ilha Terceira a vegetação endémica sempre existiu, existe e existirá mesmo depois da abolição das Touradas, que estão já com os pés na cova.\" . Bem, eu sou da Terceira, e felizmente, que posso dizer que não, não estão de pé para a cova... Chega a haver mais que uma no mesmo dia. É sem dúvida dos locais no mundo, onde há maior culto ao touro. Basta ver que temos o maior monumento feito ao touro, no mundo! Uma estátua de três touros com as suas investidas características. O segundo está no México. Não sei se já veio cá alguma vez. Espero que sim, senão todo este texto perde o seu sentido. Mas se veio, não acredito que não tenha sentido toda esta aficion do povo terceirence… terminou um dos seus posts com imagens a definir o que é arte. Convido lhe a ir ao dicionário pesquisar o significado de arte. Uma tourada é sem dúvida! Arte, emoção! Com os melhores cumprimentos,»

 

***

Pois Luís Soares, garanto-lhe que essa diversão sórdida, digna apenas de gente malformada e de maus instintos, está moribunda, apesar de dizer que chega a haver mais do que uma no mesmo dia. Isso só diz da doença de que sofrem.

 

A tourada está a morrer. Com os pés já dentro da cova. É só mais um empurrãozinho e lá vai tudo.

Mas a Ilha Terceira alguma vez foi evoluída?

 

O que disse só DESPRESTIGIA uma terra com belezas naturais e um povo muito, muito, muito desinformado (para não dizer coisa pior).

 

O facto de ser um dos locais do mundo onde há o maior “culto” ao Touro significa que é uma das terras mais atrasadas do mundo. Não é capaz de se aperceber disso?

 

Culto de morte? Culto de violência? Culto de estupidez?

 

Reveja o vídeo.

 

A afición do povo terceirense é uma DOENÇA MENTAL. Não vos traz nenhum prestígio. Pelo contrário. O turista culto não visita a Ilha Terceira.

 

Estátuas a Touros, para celebrar a tortura de que são alvo? Só mesmo numa terra onde a CIVILIDADE ainda não chegou.

 

Arte e emoção? A tourada?

 

Luís Soares, veja e reveja o vídeo que ilustra o que que lhe quero transmitir, e depois diga-me se é capaz de ver arte onde o sangue roja aos borbulhões de um corpo vivo, em grande sofrimento, diante de um povo completamente ensandecido.

 

***

 

Luis Soares disse sobre GRUPO DE FORCADOS ACADÉMICOS DE LEIRIA NÃO ENVERGONHEM UMA JUVENTUDE QUE SE QUER ÚTIL À SOCIEDADE na Segunda-feira, 25 de Fevereiro de 2013 às 13:27:

 

«Mais uma vez... Acho que estão a falar sem conhecimento de causa. O forçado covarde? Como é possível dizerem isso?... Dizem que é covarde porque pega um touro já sem forças, (coisa que claro q não é verdade, mas que eu não vou argumentar), mas sim perguntar então, o que é que São os forcados que vão pegar ao Canada, em que o touro tem proteções e mais proteções, nao pode sangrar nem um pouco pois será logo recolhido. Quanto ao Numero de países, pois claro q são poucos, é uma questão de cultura e história dos próprios países... Só Portugal é que tem Fado... Porque será? Deviamos \"evoluir\"? O pop é que é! Só um país?... Q estranho... :

 

 

Veja-se o Touro cheio de bandarilhas nas costas. O sangue a escorrer, e o Touro já quase nem se aguenta em pé. Está moribundo. Para se defender, reúne todas as suas derradeiras forças e investe contra um bando de covardes, que o agarram, que o torcem, que o molestam, puxam-lhe o rabo, fazem-no andar às voltas… e o sangue a escorrer daquele corpo já massacrado, já quase esvaído… A isto, em qualquer parte do mundo civilizado, chama-se COVARDIA.

 

 

Quem é que está a falar sem conhecimento de causa?

 

Como é possível dizerem isso?

 

Basta ver o vídeo.

 

Pois vou dizer-lhe o que é um forcado, porque ninguém nunca vos disse o que era um forcado.

Um forcado, dentre todos os covardes que torturam o Touro,  antes e depois de ir para a arena, é o mais COVARDE.

 

É isto que é um forcado. Um COVARDE. Um sujeito com maus instintos. Malformado. Ignorante. Patético.

 

Gostava que lhe fizessem o mesmo, estando o Luís com umas tantas facadas enfiadas no corpo? A esvair-se em sangue? Cheio de dores? E vinha um bando de sete ou oito metidos a valentes para cima de si e o torciam, e o agarravam… Gostava?

 

Ponha-se no lugar de quem é assim tão barbaramente torturado.

 

Os países onde esta prática primitiva e ignorante é permitida são poucos, e são todos latinos. E por serem poucos significa que os restantes evoluíram e estes não.

 

«Só Portugal é que tem Fado... Porque será? Deviamos "evoluir"? O pop é que é! Só um país?... Q estranho..»

 

Eu NEM ACREDITO!

 

Esta não tem resposta possível!

 

E hoje não me apetece dizer aqueles adjectivos todos que bem definem uma pessoa que escreve uma frase destas…

 

Enfim… Veja o vídeo, Luís Soares…

 

E se não vir ali COVARDIA, é porque é cego mental. Desculpe lá esta.

publicado por Isabel A. Ferreira às 18:47

link do post | Comentar | Ver comentários (15) | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim

Pesquisar neste blog

 

Julho 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
16
17
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Posts recentes

A ESTUPIDEZ FALOU MAIS AL...

A “TORADA”, O “TORO” E O ...

VITÓRIA! TAUROMAQUIA A CA...

TOURADA EM ESTARREJA?

A PROPÓSITO DE UMA DOENÇA...

AS TOURADAS ESTÃO COM O P...

Arquivos

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Direitos

© Todos os direitos reservados
RSS

ACORDO ORTOGRÁFICO

EM DEFESA DA LÍNGUA PORTUGUESA, A AUTORA DESTE BLOGUE NÃO ADOPTA O “ACORDO ORTOGRÁFICO” DE 1990, DEVIDO A ESTE SER INCONSTITUCIONAL, LINGUISTICAMENTE INCONSISTENTE, ESTRUTURALMENTE INCONGRUENTE, PARA ALÉM DE, COMPROVADAMENTE, SER CAUSA DE UMA CRESCENTE E PERNICIOSA ILITERACIA EM PUBLICAÇÕES OFICIAIS E PRIVADAS, NAS ESCOLAS, NOS ÓRGÃOS DE COMUNICAÇÃO SOCIAL, NA POPULAÇÃO EM GERAL E ESTAR A CRIAR UMA GERAÇÃO DE ANALFABETOS.

BLOGUES

O Lugar da Língua Portuguesahttps://blogcontraatauromaquia.wordpress.comhttp://mgranti-touradas.blogspot.pt/https://protouro.wordpress.comhttps://protouro.wordpress.comhttp://animasentiens.com/http://www.matportugal.blogspot.pt

CONTACTO

isabelferreira@net.sapo.pt