Sexta-feira, 31 de Agosto de 2012

O CÉREBRO DE ANTÓNIO PICA TERENO, PRESIDENTE DA CÂMARA DE BARRANCOS, ESTÁ BLINDADO... ALI NÃO ENTRA A EVOLUÇÃO...

 

 

ISTO É QUE É UMA MENTALIDADE ABERTA AO MUNDO, À EVOLUÇÃO, À CIVILIZAÇÃO, À CULTURA!

 

SENHOR PRESIDENTE DA CÂMARA DE BARRANCOS, NÃO ADMIRA. ESTALINE TAMBÉM ERA ASSIM, E FICOU PARA A HISTÓRIA COMO UM DOS MAIORES SANGUINÁRIOS DO MUNDO.

 

BARRANCOS, MAIS A SUA “CULTURA DA MORTE” FICARÁ PARA A HISTÓRIA COMO UMA TERRA NOTÁVEL NA SUA CATURRICE.

 

VIVA A “COLTURA” DE BARRANCOS”!

 

VIVA O EXEMPLO LÚCIDO DO SEU PRESIDENTE DA CÂMARA, UM INDIVÍDUO COM UMA VISÃO CULTURAL EXTRAORDINÁRIA!

 

VIVA O EX-PRESIDENTE JORGE SAMPAIO, QUE COLOCOU BARRANCOS NESTA SITUAÇÃO TÃO HONROSA!

 

VIVA A IGREJA CATÓLICA QUE PERMITE CELEBRAR A SENHORA DA CONCEIÇÃO COM TOUROS DE MORTE!

 

VIVA A MISÉRIA MORAL!  

 

ISTO É PORTUGAL NO SEU MELHOR!

 

 

http://www.tvi24.iol.pt/sociedade/touros-de-morte-touradas-barrancos-festa-de-barrancos-touros-de-morte-barrancos-tvi24/1370330-4071.html

 

©RebelPen

https://www.facebook.com/pyka.miolos

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 17:38

link do post | Comentar | Ver comentários (8) | Adicionar aos favoritos

PARA OS TAURICIDAS E CIRCENSES OS ANIMAIS NASCERAM PARA SOFRER...


 

QUANTO DISPARATE OUVIMOS NESTE VÍDEO... DA BOCA DOS TAURICIDAS E CIRCENSES!

 

O ANIMAL FOI CRIADO PARA LUTAR! PARA SOFRER! PARA ESTAR NOS CIRCOS!...

 

FOI, FOI!...
publicado por Isabel A. Ferreira às 14:54

link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 30 de Agosto de 2012

HOJE EM BARRANCOS OFERECE-SE TOUROS DE MORTE A NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO, COM A CUMPLICIDADE DA IGREJA CATÓLICA

 

 

  

Tourada em Barrancos:  «a festa dos Necrófilos começa hoje! Vai ser vinhaça, tortura, sangue e sexo...tudo à mistura. E o prior a abençoar...» (Armando Frade)

 

 

Chamaram-me para ver a notícia, na RTP. Mesmo agora.

 

Indignei-me, pois claro.

 

Novamente, Nossa Senhora a ser INSULTADA, desta vez, com Touros de morte.

 

Mostraram o “ambiente” da festa.

 

Gente rude, com copos de vinho na mão, a cirandar pelo recinto. Gente insólita. Gente que não tem culpa do atraso da terra. Com um Presidente da Câmara do século XXI antes de Cristo.

 

E uma mulherzinha, ainda teve a ousadia de dizer que aquela era a “tradição da terra”, que tinham de passar aos mais novos.

 

E lá estavam os “mais novos”, menores de seis anos, que é uma idade muito propícia para se ver TORTURAR seres vivos, ao vivo.

 

Depois não querem que se diga que a tourada é a PRÁTICA DA TORTURA DE TOUROS E CAVALOS PARA DIVERTIR SÁDICOS E BÊBADOS.

 

Pouca gente. Disse um.

 

Só os da terra. Disse outro.

 

Pois uma terra que ficou na Idade Média, em mentalidade e costumes tão bárbaros, quem se atreve a visitar? Para vir de lá a cheirar a mofo, a suor, a vinho, a sangue e a bosta?

 

Barrancos é o que há de mais rasca em Portugal.

 

E os governantes apoiam.

 

E a Igreja é cúmplice.

 

E as crianças menores de seis anos, mesmo contra a lei, estão lá.

 

E os Touros são torturados e mortos com uma crueldade boçal.

 

É a “coltura” portuguesa no seu melhor.

 

Quanta VERGONHA sinto!

 

Quanta INDIGNAÇÃO!

 

Um dia todo este povo terá de prestar contas desta crueldade.

 

 

A OPÇÃO DA RTP

 

 

 

 

E aqui está um bom exemplo de SERVIÇO PÚBLICO prestado pela RTP

 

No rodapé a notícia insignificante do lançamento de um livro.

Como notícia principal, que mereceu parangonas e tempo de antena, ou Touros de morte de Barrancos.

 

Abaixo a RTP! Abaixo o SERVIÇO PÚBLICO RASCA que ela presta!

 

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 19:13

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

TOURADA... UM RITUAL MACABRO

 

 

A COVARDIA DOS TORCIONÁRIOS NÃO TEM LIMITES...

 

 

O TEXTO QUE SE SEGUE É UMA DESCRIÇÃO FIEL DO QUE É O RITUAL MACABRO DA TOURADA

 

Dias antes do espectáculo, são colocados pesos sobre as costas do Touro, que lhe causam muitas dores. Um dia antes, o animal é posto num recinto escuro, sem água ou alimento. Dão-lhe laxantes, provocando diarreias que o desidratam. As pontas dos chifres são cerradas, a sangue frio, tornando-se sensíveis e dolorosas a qualquer toque. Os seus olhos são besuntados com vaselina, o que dificulta a visão.

 

Quando a porteira se abre e ele entra na arena cheia de claridade, está fraco, debilitado, dolorido e com a visão perturbada. As roupas coloridas e cheias de lantejoulas dos toureiros ainda mais confundem os olhos do desventurado animal.

 

Montados a cavalo, os torcionários iniciam a tortura.

 

Bandarilhas são espetadas nas costas do Touro, perfurando-as, muitas vezes até ao pulmão. Outros ferros menores, com pontas em forma de anzol, para que não se soltem, continuam a ser cravadas no dorso do Touro, dilacerando-lhe ainda mais os pulmões, que se enchem de secreção e sangue e o Touro começa a não conseguir respirar.

 

O Engenheiro Zootécnico, João Simão, que já fez vigilância a duas touradas, garante que o horror passa muito além das farpas. Diz ele:

 

«Desde o transporte, à privação de água, ao fornecimento de sal aos animais (os bovinos são literalmente "viciados" em cloreto de sódio), que leva a uma debilidade, que no entanto não é perceptível, pois como todos infelizmente recordamos, o animal entra sempre em grande fulgor na arena.

 

Ora isto deve-se ao facto de serem criadas incisões na zona perineal, e nos cascos, na zona interdigital, onde de seguida é aplicado um ácido ou, de novo, cloreto de sódio, comum sal de cozinha...

 

 Já viram uma criança que corre desesperada depois de se ter aleijado, enquanto grita pela mãe? É exactamente o mesmo reflexo.

 

Um "boost" de adrenalina e lá vai o animal, em agonia.

 

E acrescenta João Simão: «Todos vocês, pró-touradas, pensam efectivamente nisto? Talvez achem que é mentira... Talvez não pensem nisto para não se sentirem desconfortáveis... Talvez apreciem tanto as roupas dos dementes que lá andam, onde, de mão dada, se dão o glamour e o sangue...»

 

Golfadas de sangue começam então a sair pelo nariz e pela boca. Alguns cavalos (que, por serem animais bastante sensíveis, têm os olhos vendados, os ouvidos tapados e as cordas vocais cortadas, para não relincharem) muitas vezes são atingidos e têm as barrigas rasgadas, caindo ao chão com as vísceras de fora, acabando por morrer, também na arena.

 

Quando o Touro já não mais se aguenta de pé, chega o “heróico” matador, para o golpe final.

Uma espada é fincada na sua nuca para seccionar a medula. O Touro cai e não consegue mover-se, mas ainda está vivo e sente.

 

Um ajudante de matador tenta apunhalá-lo no coração, mas nem sempre acerta da primeira vez. Várias punhaladas são necessárias. Finalmente, o Touro morre, depois de um sofrimento que durou vários dias. A tortura terminou.

 

O “heróico” matador corta-lhe as orelhas e a língua e exibe-as, triunfante, para uma plateia que aplaude, endoidecida.

 

Como pode esta barbárie ser chamada de “arte”, “cultura” ou “divertimento”?

 

Ofendem-se os aficionados, porque lhes chamamos SÁDICOS.

 

Se não são sádicos, o que serão? SANTOS?

 

Fonte:

http://www.institutoninarosa.org.br/defesa-animal/exploracao-animal/entretenimento

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 15:48

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 29 de Agosto de 2012

AFINAL AS CÂMARAS MUNICIPAIS PODEM VIOLAR LEIS, À EXCEPÇÃO DA OBTUSA LEI DAS TOURADAS

 

 

Bem podemos lançar as leis portuguesas às hienas, que elas estão ansiosas por devorá-las...

 

 

NOTÍCIAS DA SIC - HOJE

 

Há câmaras municipais que estão a violar a Lei dos Compromissos para poderem garantir refeições nas escolas e o transporte dos alunos. Em Leiria, a autarquia assume que se cumprisse a lei, o ano lectivo não poderia arrancar.

 

Ouvir a notícia aqui:

 

http://sicnoticias.sapo.pt/pais/2012/08/29/camara-de-leiria-obrigada-a-violar-lei-para-garantir-inicio-do-ano-letivo

 

***

 

No mesmo noticiário ouvi esta:

 

O fiscalista Tiago Caiado Guerreiro afirma que as Finanças (a Autoridade Tributária) têm agido muitas vezes de forma desproporcionada com os contribuintes, desrespeitando até muitas vezes a Constituição.

 

Ouvir aqui:

 

http://sicnoticias.sapo.pt/economia/2012/08/29/fiscalista-diz-que-autoridade-tributaria-age-de-forma-desproporcionada-e-inconstitucional

 

E ainda mais esta:

 

Nem aqui a lei está a ser cumprida, diz o advogado:

Vai começar em Setembro o julgamento de um sem-abrigo acusado de furto simples. O homem tentou roubar chocolates no valor de 14 euros. O processo vai custar ao Estado 1500 euros.

 

Ouvir aqui:

 

http://sicnoticias.sapo.pt/pais/2012/08/28/julgamento-de-sem-abrigo-que-tentou-roubar-chocolates-vai-custar-ao-estado-1500-euros

 

Isto tudo para dizer que um pouco por todo o lado, em Portugal, as LEIS NÃO SÃO CUMPRIDAS se houver JUSTIFICAÇÃO, ou mesmo que não haja.

 

No que respeita à DISPARATADA LEI DAS TOURADAS os autarcas e a prótoiro escudam-se nessa LEI, e aqui-d’el-rei, que esta tem de ser cumprida, chova pregos ou canivetes.

 

Afinal onde está a coerência legislativa?

 

Regressemos a Viana do Castelo.

 

Se o autarca entendeu que NÃO DEVIA LICENCIAR A TOURADA porque a cidade proclamou-se ANTI-TOURADA, tinha uma justificação para quebrar a LEI PARVA.

 

Se os autarcas de Leiria não vão cumprir a lei, para não prejudicar o bom andamento do início das aulas; se a própria Autoridade Tributária  NÃO CUMPRE A CONSTITUIÇÃO; se o advogado do homem que roubou chocolates para comer, diz que a lei não está a ser cumprida, por que carga de água, quando se trata das TOURADAS, se a lei geral (que é uma grande aberração e uma vergonha para os legisladores portugueses), não for cumprida cai o Carmo e a Trindade?

 

O que é que isto significa?

 

Significa que aqueles autarcas que SUJARAM O NOME DAS LOCALIDADES do Norte do país, ao permitirem a tortura de Touros e Cavalos nos seus domínios, estavam feitos com o lobby tauricida.

 

Aconteceu alguma coisa aos autarcas da Maia e de Chaves por terem se negado a licenciar tal aberração?

 

Não consta nada.

 

Em Viana do Castelo, já se sabe por que motivo a tourada aconteceu: o Tribunal Administrativo de Braga, ultrapassando a vontade de um povo, que vivia pacificamente com os Touros e Cavalos, deixou-se levar também pelo lobby tauricida.

 

E se uma lei é injusta, não é uma lei (Santo Agostinho).

 

Se é lei injusta não tem de ser obrigatoriamente cumprida (Mahatma Gandhi).

 

Só os cegos mentais é que não vêem o que os sábios sabem.

publicado por Isabel A. Ferreira às 16:22

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

TOURADAS DE MORTE

 

 

Esta é a expressão da morte, depois de um sofrimento atroz... É a “arte” e a “cultura” gloriosas que as “mentes brilhantes” portuguesas defendem...

 

Um texto do Médico Veterinário português DR. VASCO REIS

 

«Eu tento combater a tauromaquia em todas as frentes e acho que isso vale a pena.

Sem tomar posição, porque para mim tudo isto é cruel e abjecto, lembro que, quanto ao ponto restrito "morte do touro", seja na tourada de morte ou após a tourada, num matadouro:

 

No matadouro o animal deve ser atordoado/paralisado por um disparo que destrói o lobo frontal do cérebro, antes de ser sangrado por golpe na veia jugular, ev.te artéria carótida, o que lhe provoca a morte pela perda de sangue.

 

Na arena, sem qualquer atordoamento, com o golpe (ou golpes) da espada pelo tórax dentro, o animal é rasgado, perfurado, posto a sangrar e mais ou menos asfixiado no próprio sangue, por vezes em repetidas tentativas até se acertar.

 

Outra diferença é que, na tourada de morte, embora com um fim de tremendo sofrimento, este acaba ali com a morte.

 

Na outra, à portuguesa, antes de ser libertado do sofrimento pela morte, o touro vai ter que sofrer bastante tempo na sequência dos ferimentos infligidos na lide e nas acções de confinamento e condução ao sítio do abate.

 

Obviamente, a "festa dos touros" só pode ser considerada uma festa para os tauromáquicos e para quem negoceie com isso.

 

Para os touros e cavalos não é um festejo, certamente, nem para pessoas conscientes e compassivas.»

publicado por Isabel A. Ferreira às 12:12

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

TOURADA: UM VERDADEIRO HORROR


 

VEJAM O VÍDEO. AS IMAGENS DIZEM O QUE AS PALAVRAS NÃO PODEM.

E É A ISTO QUE CHAMAM ARTE E CULTURA
publicado por Isabel A. Ferreira às 09:54

link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos
Terça-feira, 28 de Agosto de 2012

QUERIDÍSSIMOS AFICIONADOS, DEPUTADOS DA NAÇÃO E MEMBROS DA IGREJA CATÓLICA PORTUGUESA, PEÇO-VOS PERDÃO PELA MINHA GRANDE IGNORÂNCIA E ARROGÂNCIA...

 

 

Como fui ignorante! Como fui arrogante! Peço-vos mil perdões, por não reconhecer nesta imagem a extraordinária arte que ela encerra!

 

 

O MEU ACTO DE CONTRIÇÃO:

 

Foram muitos os textos que escrevi neste Blog, contra a vossa nobre tradição; contra a vossa notável arte; contra a vossa admirável cultura, contra o vosso glorioso património; contra a vossa legítima liberdade de torturar Touros e Cavalos; contra a herança de leis das mais avançadas do mundo, que consideram excepções os Touros e os Cavalos que, de facto, não são nem nunca foram animais; contra a benevolência da Igreja Católica que, seguindo os ensinamentos de Jesus Cristo, abençoa afectuosamente os heróis que vão torturar essas “coisas” horrorosas a que dão o nome de Touros e Cavalos.

 

Como fui ignorante! Como fui arrogante! Peço-vos mil perdões!

 

Como fui capaz de me indignar contra esta maravilha da tauromaquia, que tem a máxima consideração pelos animais que torturam, que lhes dão uma morte digna, tal como eles merecem, ficando estes a sangrar e a sofrer horrores por várias dias. Pois é bem verdade que nasceram para serem tão amados na tortura...

 

E eu que vos chamei de sádicos!

 

Sádica sou eu, que amo os Touros e Cavalos, como São Francisco de Assis amava os animais não humanos e até os considerava seus irmãos. Esse era outro sádico também. Nem sei como a Igreja Católica o tem como Santo! Sádicos são todos aqueles que vos atacam desonrosamente.

 

Quem sou eu para saber da cultura culta da tauromaquia? É que para torturar Touros e Cavalos há que ter talento, como para a pintura, para o cinema, para a literatura, para a poesia, para as ciências. Não é qualquer borra-botas que vai para torcionário. Agora sei.

 

E quanto a subsídios? O que é que essa gente das artes, do desporto, do cinema, do teatro, querem? Queriam viver à custa do povo, não? Que se aguentem. Porque a tauromaquia é que representa a verdadeira identidade do povo português. Qual Luís de Camões? Qual Saramago? Qual Amália Rodrigues? Quem são esses à beira de um Bastinhas, de um Fernandes, de um Pedrito? Estes é que são os verdadeiros heróis de Portugal. Estes é que levam o nome de Portugal mundo fora. São até conhecidos na Conxinchina. Agora sei.

 

Meus queridíssimos aficionados, deputados da Nação e membros da Igreja Católica Portuguesa, continuem a defender a TORTURA de SERES VIVOS que é algo muito digno de seres que se dizem humanos. Vós sóis humanos. Eu não. Sou um andróide que para aqui ando sem saber o que digo e o que faço.

 

Não liguem aos atrasados mentais, como eu (agora sei) que são contra essa aspecto altíssimo da CULTURA CULTA. Eu é que sou inculta, por não saber que o tauricídio é o máximo da sabedoria.

 

A tortura faz parte da cultura das gentes civilizadas. O mundo progrediu bastante nesse aspecto. Os homens primitivos, os das cavernas, caçavam os animais para se alimentarem. Os do século XXI depois de Cristo torturam e matam os animais para se divertirem. A evolução é notória. Só não vê isto quem é muito estúpido, como eu (agora sei). Como não pude ver o óbvio?

 

Bem hajam todos aqueles que, em nome da EVOLUÇÃO, praticam e aplaudem a TORTURA de seres vivos, para se divertirem.

 

É algo que fica bem a "gente bem”, a gente culta, a gente civilizada, a gente evoluída.

 

O que sou eu para andar aqui a barregar contra a vossa ilustre tradição de torturar Touros e Cavalos? Vê-se logo que sou uma grande ignorante. Sinto tanta vergonha de ter sido tão parva, que preciso de me penitenciar. Vou a Fátima de joelhos, por cometer tal sacrilégio.

 

Aplaudo todos os que aplaudem esta grande ARTE que é a de TORTURAR ANIMAIS SENCIENTES PARA SE DIVERTIREM.

 

É algo que enche o ego dos GRANDES HOMENS e MULHERES portugueses. Um feito muito maior do que os das Descobertas Portuguesas, que deram novos mundos ao mundo. Essas descobertas foram coisa de gente menor.

 

BRAVO, GENTE DA FESTA BRAVA! É de gente assim, que Portugal precisa para evoluir.

 

O resto é lixo. Deixem falar quem tem boca.

 

E têm razão, aqueles que dizem que o Touro se extinguiria, se Portugal caísse na aberração de abolir as touradas. Veja-se o que aconteceu aos Leões, que serviam de divertimento aos romanos civilizados, naquele monumental Coliseu onde se valorizava a VIDA, tal como nas arenas de Portugal, hoje se valoriza, logo que esse Circo foi abolido, extinguiram-se, pura e simplesmente. Hoje, os Leões são uma memória longínqua de um passado glorioso. Nunca mais foram vistos em parte alguma do Planeta.

 

Acontecerá o mesmo aos Touros e aos Cavalos das touradas, e aos Cães, aos Elefantes, aos Macacos, e aos Burrinhos dos circos. Todos se extinguirão, se tiverem a ousadia torpe de proibir a exibição desses animais nos circos.

 

Como é lastimável ter de perder estes animais para o mundo, se ousarem abolir o divertimento com animais!

 

Como a Humanidade poderá avançar, quando os touros se extinguirem?... Os cientistas não sabem nada. Dizem que o touro de lide não existe na Natureza, logo nunca se extinguirá. Balelas! Eles não sabem nada. E vós tendes toda a razão: numa tourada o RESPEITO pelo animal é absoluto. É notável. É coisa tão elevada, tão elevada, que eu, pobre ignorante, não consigo alcançar, com tanta falta de lucidez. Nunca se viu nada mais cortês, do que o trato que dão ao Touro e ao Cavalo, numa tourada.

 

O resto é conversa, de quem nasceu estúpido e há-de morrer estúpido!

 

Perdoai-me, porque eu não sabia o que dizia.

 

Agora sei. Agora vejo que estava errada. Agora reconheço a minha ignorância, a minha estupidez, a minha arrogância.

 

A TORTURA DE TOUROS E CAVALOS é o que vai perdurar na memória dos Portugueses, num futuro a vir.

Nada mais restará para a História. Apenas os feitos tauromáquicos dos mais notáveis torcionários que o mundo jamais conheceu.

 

E vou terminar, porque tenho de começar a minha peregrinação de joelhos, a Fátima,  por ter sido tão infame contra pessoas tão honradas e brilhantes como os tauricidas, aficionados, deputados da nação e membros da Igreja Católica portugueses.

 

Isabel A. Ferreira

publicado por Isabel A. Ferreira às 17:18

link do post | Comentar | Ver comentários (27) | Adicionar aos favoritos

SE EXISTEM PADRES CATÓLICOS QUE SÃO CONTRA AS TOURADAS POR QUE NÃO SE PRONUNCIAM EM ALTO E BOM SOM?

 

 

Este belo Touro também transporta a centelha de Deus...

 

 

Rfof, deixou um comentário ao meu texto UM RECADINHO A D. ANACLETO OLIVEIRA, BISPO DA DIOCESE DE VIANA DO CASTELO às 18:55, 2012-08-27.

 

«Começo por partilhar consigo que não me escondo atrás de quatro letras, porque nunca esteve em causa o desejo de me esconder. Apenas, por uma questão de prudência, pretendo que aquilo que eu digo seja analisado com imparcialidade e não contra uma pessoa, poupando-se os argumentos falaciosos ad hominem. Assim analisam as minhas palavras e não a minha pessoa.

Como já tive várias vezes a oportunidade de partilhar em vários comentários ao seu blog, eu sou contra as touradas e todas as formas de maus-tratos contra os animais. Apenas, como penso que a Sra. já teve oportunidade de reparar, eu pretendo que se faça uma análise o mais séria possível, sem sobressaltos e sem ofensas, o que a Sra. pelos vistos, não é capaz de fazer, dadas as suas precipitadas acusações, quando chama a todas as pessoas bêbadas pelo simples facto de assistirem a touradas.

 

É preciso uma serenidade própria de quem quer convencer, e não apenas vencer, porque quando se convence, é porque se reconheceu a seriedade dos argumentos e a verdade da situação; quando se vence, é porque se destruiu alguém que passa a ser um vencido.

 

Devemos vencer as más práticas, obviamente, e seria muito bom que diante do convencimento de muitas pessoas as touradas saíssem vencidas, mas nunca as pessoas. Assim, minha cara Sra. não se constrói paz.
 
Quanto às acusações que faz aos padres, denota-se o mesmo erro anterior: precipita-se a generalizar. Acredite ou comprove - não sei se a Sra. vai à missa nem com que frequência - que há muitos padres que ensinam esses valores que a Sra. enuncia. Mas repare que para aprender esses valores não é estritamente necessário ir à missa... são valores, digamos assim, seculares. Na Igreja ensinam-se com uma outra fundamentação - obviamente racional, mas não só.

 

Na Igreja ensina-se a viver diante de Deus, com Deus, para Deus, em que o próprio Deus é o fundamento da nossa existência e do nosso agir. Não deixo, contudo, de concordar consigo que muitos padres, ainda hoje em dia, se entretêm com discursos infindáveis cheios de clichés e de lugares comuns que pouco dizem a quem os ouve e que são muitas vezes expressão de um ego enorme, dos próprios clérigos. Mas espero que a Sra. tenha confiança de que eu não serei assim!
 

Quando diz que «ENSINASSEM AO POVO A AMAR AS CRIATURAS DE DEUS, ESTARIAM A DIZER-LHE QUE AMASSEM O PRÓPRIO DEUS, que ESTÁ EM TUDO O QUE CRIOU», bem, certamente compreenderá que o cristianismo não acredita num panteísmo (!), mas ante quando diz que Deus está em todo o lado, está a dizer que acredita que Deus é o fundamento último de tudo o que existe. Espero que seja claro que o Criador é diferente da criatura, e esta diferença ontológica nunca deixará de existir. Espero que tenha compreendido o que eu disse.

 

Com os melhores cumprimentos,

Rfof»

 

***

 

Rfof, começo por lhe dizer que já o vi aqui criticar a argumentação “fraquinha”, não só minha como dos outros comentaristas sobre a matéria que nos traz nesta “esgrima”. Mas deixe-me dizer-lhe que a sua argumentação para justificar o facto de se esconder atrás de quatro letrinhas não convence nem uma pedra. Posso então deduzir que, sabendo tudo o que sabe, se é que se deu ao trabalho de ir saber (o meu perfil e currículo são públicos, uma vez que tenho livros à disposição de leitores) está a analisar-me, como pessoa, e não as minhas argumentações acerca de um assunto que é uma das grandes desonras dos legisladores portugueses e da Igreja Católica Portuguesa (que abençoa os torcionários antes de eles irem torturar seres vivos para a arena).

 

Se o Rfof é CONTRA AS TOURADAS dê a cara e o nome pela causa. E se pertence à Igreja Católica (está em vias de ser clérigo, certo?) ainda mais responsabilidade tem nesta matéria. Não venha para aqui apenas criticar a actuação de quem luta com todas as suas energias positivas, para acabar com este crime contra a VIDA.

 

Reparo que não interpreta bem aquilo que escrevo. Eu não chamo a todas as pessoas que assistem a touradas, BÊBADAS. O que eu digo E CRITICO (repare bem) é a PRÁTICA DE TORTURAR TOUROS E CAVALOS PARA DIVERTIR SÁDICOS E BÊBADOS. Não coloco em parte alguma a palavra TODOS.

 

E agora responda-me: as pessoas que SENTEM PRAZER com o sofrimento de um ser vivo (seja ele humano ou não) o que são? E para a palavra “bêbados” deixo-o com este texto, que diz do significado das minhas palavras: http://arcodealmedina.blogs.sapo.pt/123179.html

 

Como podemos ter serenidade diante de um bando de torcionários, sádicos e bêbados que se divertem a TORTURAR (sabe o que significa TORTURAR?) criaturas inocentes e que sofrem tanto como nós, que também somos animais?

 

Infelizmente, dada a natureza bélica dos homens predadores, para haver PAZ é necessário a GUERRA, nem que seja de PALAVRAS. E eu utilizo-as como TORPEDOS. Não posso chamar “lúcido” a um sádico. Um sádico é um sádico. Não há outro modo de dizê-lo.

 

O Rfof cai no mesmo erro de todas a gente: generalizações. Quando se diz «os homens são uma espécie insólita» o que estará implícito na palavra “homens”? Não estão também as mulheres? E serão TODOS os homens e mulheres insólitos? Claro que não.

 

Não posso dizer que o padre X, o padre Y, o padre Z não cumprem a missão que lhes foi destinada. Os padres (e aqui fica implícito a generalidade, claro que haverá excepções) não ENSINAM a doutrina de Jesus Cristo aos “fiéis”. Limitam-se a “interpretar” os Evangelhos à luz do tempo em que Cristo andava pelo mundo, mas não à luz do que Cristo realmente quis deixar como mensagem que temos de adaptar aos  tempos modernos. E o que acontece?

 

Os padres vão ABENÇOAR os torcionários para as arenas da TORTURA.

 

E se existem padres CONTRA AS TOURADAS onde estão? Que Não SE PRONUNCIAM ALTO?

 

O Rfof diz que é contra as touradas. Mas quem é o RFOF? Onde se ESCONDE?

 

Não frequento a missa desde os meus quinze anos, quando me “confessei” a um padre franciscano e lhe disse que a missa não me dizia nada. Preferia ficar a ouvir os pássaros, nos claustros do Mosteiro, onde me sentia muito mais perto de Deus, do que dentro da Igreja a ouvir um padre a falar de coisas que não me interessavam.

 

E sabe o que ele me respondeu? Que eu tinha razão. Ao ouvir os pássaros estaria a ouvir o canto de Deus. E partir desse dia, Deus, para mim passou a ser aquele SER que eu podia AMAR através de todas as suas criaturas, e não um SER que CASTIGA por tudo e por nada.

 

Por isso quando digo que se os padres «ENSINASSEM AO POVO A AMAR AS CRIATURAS DE DEUS, ESTARIAM A DIZER-LHE QUE AMASSEM O PRÓPRIO DEUS, que ESTÁ EM TUDO O QUE CRIOU», estariam mais perto da verdade, do que quando nos dizem para temer um Deus que CASTIGA.

 

Isto nada tem a ver com panteísmo, e se tivesse, Deus não nos expulsaria do Paraíso, com toda a certeza. Pelo contrário. O grande erro da Igreja Católica é pretender distanciar Deus das suas criaturas. Todas elas transportam a centelha de Deus. Até uma simples borboleta.

 

E nós, criaturas que transportamos a centelha de Deus, incluindo os Touros e os Cavalos, estamos mais perto Dele, do que a maioria dos que se dizem “representantes” de Deus na Terra.

Espero que tenha compreendido o que eu disse.

publicado por Isabel A. Ferreira às 10:39

link do post | Comentar | Ver comentários (4) | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 27 de Agosto de 2012

VAMOS SALVAR O TOURO “VOLANTE” DAS MÃOS DE CARRASCOS PRIMITIVOS, VIOLENTOS E CRUÉIS

 

 

 

Temos a certeza de que La Virgen de la Peña abomina as “Fiestas Mayores de Tordesillas» e o “Torneo del Toro de la Vega”, o ritual mais ignaro jamais visto, por olhos humanos, de outro modo La Virgen de La Peña não seria “La Virgen”.

 

 

A mim, se me contassem eu não acreditaria.

 

Mas vi imagens. Li descrições.

 

As lanças com que estas bestas humanas trespassam o corpo do desventurado Touro, ferem a alma de quem é um Ser Humano verdadeiramente sensível.

 

Isto é um ritual deveras monstruoso, um “divertimento” de gente completamente DEMENTE, que tem de acabar, para bem do Touro, mas também para bem da humanidade, pois enquanto houver no mundo monstros humanos capazes de cometer tal crueldade, a humanidade não será HUMANIDADE.

 

Temos de DIZER NÃO ao ritual macabro e sangrento do “TORO DE LA VEGA”.

Que autoridades são essas que permitem uma barbárie de tão baixa moral e ética humanas?

 

TORDESILHAS É A VERGONHA DE ESPANHA.

 

Os espanhóis ainda conseguem ser mais cruéis e violentos do que os portugueses, no que respeita aos maus-tratos que dão aos Touros.

 

Estas não são as FESTAS MAIORES DE TORDESILHAS.

 

Estas são as FESTAS MAIS IGNÓBEIS DE TORDESILHAS.

 

BOICOTEMOS O TURISMO A TORDESILHAS, ENQUANTO ESTA INIQUIDADE LÁ EXISTIR.

 

 

 

 

«Todos os anos, na segunda semana de Setembro, celebram-se as "Fiestas Mayores de Tordesillas" em honra da "Virgen de la Peña". Nestas festas, tem lugar um acto sanguinário, violento e extremamente irracional denominado "Torneo del Toro de la Vega".

 

Um touro, previamente escolhido, é perseguido por homens a pé e a cavalo, munidos de lanças com três metros. O animal é sucessivamente atacado por estas lanças até que já sem forças para fugir, acaba por deixar-se cair no solo. Nessa altura é cruelmente morto. O sofrimento do touro massacrado no ano passado, de nome "Afligido", teve uma duração de cerca de 40 minutos.

 

Este ano, no dia 11 de Setembro, não sabemos quanto tempo demorará o suplício. Sabemos que o animal se chama "Volante" e que tal como todos os anteriores não merece ser sujeito a este tipo de crueldade.

 

Activistas espanhóis tentarão impedir que o "Volante" sofra e morra nas mãos de um grupo de sádicos que se regozija com a crueldade para com os animais.

 

Nós, aqui no país vizinho, tentaremos também impedir que o massacre aconteça através de uma manifestação pacífica junto à Embaixada de Espanha, em Lisboa, no dia 9 de Setembro.

 

Se estás contra esta barbaridade, junta-te a nós! Para que acabe de vez esta tradição cruel do "Toro de la Vega".

 

Petição contra o torneio:»

 

 http://www.avaaz.org/en/petition/Abolicion_del_Toro_de_la_Vega/

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 17:15

link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim

Pesquisar neste blog

 

Setembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
22
23
24
25
26
27
28
29
30

Posts recentes

QUE VERGONHA DE PAÍS!

REJEITADA INICIATIVA LEGI...

NA MOITA É ASSIM: MORTOS,...

PORTUGAL NÃO É UM PAÍS CO...

E É ISTO UM CANDIDATO À C...

VOTAREMOS APENAS EM CANDI...

A INSANIDADE MORAL DOS AF...

A EVOLUÇÃO, A HONRA E O ...

MAIS UM FORCADO ATIRADO À...

OS TOUROS SÓ INVESTEM SE ...

Arquivos

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Direitos

© Todos os direitos reservados
RSS

ACORDO ORTOGRÁFICO

EM DEFESA DA LÍNGUA PORTUGUESA, A AUTORA DESTE BLOGUE NÃO ADOPTA O “ACORDO ORTOGRÁFICO” DE 1990, DEVIDO A ESTE SER INCONSTITUCIONAL, LINGUISTICAMENTE INCONSISTENTE, ESTRUTURALMENTE INCONGRUENTE, PARA ALÉM DE, COMPROVADAMENTE, SER CAUSA DE UMA CRESCENTE E PERNICIOSA ILITERACIA EM PUBLICAÇÕES OFICIAIS E PRIVADAS, NAS ESCOLAS, NOS ÓRGÃOS DE COMUNICAÇÃO SOCIAL, NA POPULAÇÃO EM GERAL E ESTAR A CRIAR UMA GERAÇÃO DE ANALFABETOS.

BLOGUES

O Lugar da Língua Portuguesahttps://blogcontraatauromaquia.wordpress.comhttp://mgranti-touradas.blogspot.pt/https://protouro.wordpress.comhttps://protouro.wordpress.comhttp://animasentiens.com/http://www.matportugal.blogspot.pt

CONTACTO

isabelferreira@net.sapo.pt