Segunda-feira, 30 de Agosto de 2010

«UM POVO QUE NÃO SE SENTE NÃO É FILHO DE BOA GENTE...»

 

 

 

«... o legado português no mundo é vastíssimo. O mundo não seria o que é hoje, se o pequeno e dito ignorante povo português não tivesse navegado por mares nunca dantes navegados, e inventado instrumentos e artes de marinhagem. Em todos os continentes, Portugal marca presença. Nuns mais, noutros menos, há sempre um pequeno vestígio (agora até na Austrália) que nos fala da presença ou da influência deste pequeno povo: monumentos, indícios arquitectónicos e linguísticos, marcas históricas, que fazem parte do imenso património cultural que Portugal espalhou um pouco por todo o mundo.

 

Isto não é coisa pouca! Isto não é de um povo pequeno!

 

É algo que os Portugueses, apesar de não serem isentos de culpa em muitas das coisas que fizeram, e de terem protagonizado muitas tragédias, não devem esquecer. Pelo contrário, devem orgulhar-se do que foram e do que são e essencialmente defender a honra e o prestígio do seu País.

 

Portugal é feito de belas paisagens de água, como as do Oceano Atlântico e das suas ondas ora poderosas, ora mansas, a beijar-lhe a costa, pontilhada de recantos paradisíacos, de areais imensos, e de penedias, sobre as quais voejam as gaivotas; como as dos rios que serpenteiam por entre vales e planícies verdejantes e majestosas montanhas; e as dos barcos que descansam nas águas, ao entardecer.

 

Portugal é feito de paisagens de campo, de paisagens citadinas, belas e coloridas, como a magnífica cidade do Porto, Património Mundial, com o seu casario a escorrer para o rio, onde os barcos rabelos emprestam um ar bucólico à foz do Douro, e que o Sol poente matiza das mais variadas cores.

 

Portugal é feito de aldeias e vilas antigas, casas senhoriais, palácios, castelos altaneiros, lugares que ainda conservam a essência das suas origens, monumentos fabulosos, uma arte requintada, como o Estilo Manuelino (uma variação portuguesa do Gótico) que surpreende pela sua beleza, e a admirável azulejaria que ainda pode ser apreciada na fachada das casas de muitas localidades.

 

Portugal é feito da música das guitarras de Coimbra ou do fado de Lisboa; é feito de muitas cores, de muitos verdes, de Sol e das palavras luminosas dos seus poetas.

 

Portugal é um paraíso onde ainda podemos viver placidamente…

 

Diz-se que um povo que não se sente não é filho de boa gente. Se hoje não somos um povo maior, somos, no mínimo, um povo grande.

 

E isso não é coisa pouca!

 

Excerto do último capítulo da «CONTESTAÇÃO – do livro “1808” de Laurentino Gomes», com prefácio do Professor Dr. Mendo Castro Henriques

 

Foto e texto © Isabel A. Ferreira

 

 

 

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 18:37

link do post | Comentar | Ver comentários (3) | Adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 12 de Agosto de 2010

INSISTO, LOGO EXISTO...

 

 

 Copyright © Isabel A. Ferreira 2010

 

 

 

 

Se não fores capaz de rezar
Chora
Porque as lágrimas são preces silenciosas...

Se não fores capaz de chorar
Sorri
Porque o sorriso é a arma dos inocentes...

Se não fores inocente, não faz mal,
Todos carregamos uma culpa.
O importante é evoluirmos...

Se não conseguires evoluir, não te atires de uma ponte,
Senta-se à beira do rio
E ouve o que diz as águas...

Elas dir-te-ão:
Vai, segue o teu caminho...

Se encontrares uma pedra, rodeia-a,
Mas vai,
Descobrirás sempre a saída para o mar
E no mar encontrarás a força que te falta...

Ele dir-te-á:
Insisto, logo existo, insisto, logo existo…

E vai rolando as suas águas continuamente…

publicado por Isabel A. Ferreira às 19:13

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim

Pesquisar neste blog

 

Outubro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
14
15
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Posts recentes

TREZE MEDIDAS QUE PODERÃO...

QUANDO NÃO HOUVER MAIS FR...

NOVA CARTA ABERTA A MARCE...

«ADULTERAÇÃO, NO BRASIL, ...

AFICIONADO DIZ QUE CORTA...

RESPOSTA DO PROVEDOR DO T...

PORTUGAL A ARDER NO FOGO ...

CARTA ABERTA A GONÇALO RE...

AS CRIANÇAS E OS ANIMAIS ...

A NATUREZA TEM RAZÕES QUE...

Arquivos

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Direitos

© Todos os direitos reservados
RSS

ACORDO ORTOGRÁFICO

EM DEFESA DA LÍNGUA PORTUGUESA, A AUTORA DESTE BLOGUE NÃO ADOPTA O “ACORDO ORTOGRÁFICO” DE 1990, DEVIDO A ESTE SER INCONSTITUCIONAL, LINGUISTICAMENTE INCONSISTENTE, ESTRUTURALMENTE INCONGRUENTE, PARA ALÉM DE, COMPROVADAMENTE, SER CAUSA DE UMA CRESCENTE E PERNICIOSA ILITERACIA EM PUBLICAÇÕES OFICIAIS E PRIVADAS, NAS ESCOLAS, NOS ÓRGÃOS DE COMUNICAÇÃO SOCIAL, NA POPULAÇÃO EM GERAL E ESTAR A CRIAR UMA GERAÇÃO DE ANALFABETOS.

BLOGUES

O Lugar da Língua Portuguesahttps://blogcontraatauromaquia.wordpress.comhttp://mgranti-touradas.blogspot.pt/https://protouro.wordpress.comhttps://protouro.wordpress.comhttp://animasentiens.com/http://www.matportugal.blogspot.pt

CONTACTO

isabelferreira@net.sapo.pt